Postagem em destaque

Blogueiro pede a sua ajuda!

Ajude este humilde blogueiro a continuar seu trabalho! Sempre militei e falei sobre cinema e outros assuntos sem ganhar absolutamente nada ...

sexta-feira, 26 de março de 2010

Filmes: "A Estrada"

ASSUSTADOR

Filme mostra um futuro plausível que pode nem estar tão distante caso a humanidade continue em sua rota suicida

- por André Lux, crítico-spam

De todos os filmes sobre o fim do mundo que tem pipocado nos cinemas atualmente, esse “A Estrada” é o melhor, embora não seja um filme de ação no estilo “Mad Max 2”. Está mais para drama e suspense, questionando quais são os limites da humanidade quando se encontra numa situação desesperadora depois que a civilização como a conhecemos foi destruída (talvez por uma guerra nuclear, mas o filme faz questão de não deixar claro qual foi o cataclismo que acabou com o mundo).

Baseado na obra do escritor Cormac McCarthy (o mesmo de “Onde os Fracos Não Tem Vez”), “A Estrada” centra-se em dois personagens sem nome, um pai e seu filho, que a exemplo de outros filmes com temática parecida (“O Livro de Eli” e “Zombielândia”) rumam para o oeste passando por um sem número de perigos enquanto viajam pela terra devastada. Aqui, o maior terror é representado por humanos canibais, que patrulham as estradas e campos em busca de novas vítimas para saciar sua fome. Só que isso é mostrado com tintas extremamente realistas, sem exagero ou fantasia. Os canibais são pessoas normais e não zumbis mutantes, o que deixa tudo ainda mais assustador – principalmente na sequência em que os protagonistas entram inadvertidamente na casa onde reside um grupo deles. A cena no porão é de arrepiar!

Os pontos altos do filme são as interpretações da dupla principal. No papel do pai temos Viggo Mortensem que depois de brilhar em “O Senhor dos Anéis” está se tornando um ator cada vez melhor e mais sincero. E o jovem Kodi Smit-McPhee dá um show de verossimilhança como o filho, principalmente nas cenas mais dramáticas. A bela Charlize Theron aparece em alguns flashbacks como a esposa do protagonista cujo destino é bastante trágico.

Sem contar com grandes tomadas de efeitos especiais ou lições de moral idiotas (como acontece em “O Livro de Eli”), “A Estrada” aposta mais na exploração da intimidade dos personagens, que lutam para manter alguma humanidade e dignidade frente aos terríveis acontecimentos que enfrentam. O único ponto baixo do filme é mesmo o seu final, que não chega a convencer e destoa do resto da condução da trama. Mas fora isso, continua sendo um filme assustador que mostra um futuro bem plausível que pode nem estar assim tão distante caso a humanidade continue em sua atual rota suicida.

Cotação: * * * 1/2

14 comentários:

Anônimo disse...

Andre,tenho um desejo que vc pode realizar:Comentar o filme Sex and the city!!
Por favor,realize meu desejo!!

André Lux disse...

O problema é que para comentar esse filme eu teria que assisti-lo. Porém, não tenho a menor vontade...

Cybershark disse...

Já é a segunda vez que vc cita "Mad Max 2". Pra mim é um filmaço, também assisti na adolescência. Aliás, esse sim merecia resenha aqui, não o "Sex and the City" (que sadismo indicar isso pro cara!). Qual sua cotação pra MM2, Lux?

Ah, outro filme pós-apocaliptico legal é o "Day After" dos anos oitenta.

André Lux disse...

Mad Max 2 é cinco estrelas. Puta filmão! Impressiona até hoje.

Cybershark disse...

Fica melhor a cada ano que passa. O primeiro também é muito bom. Já o terceiro só vale alguma coisa tecnicamente...

amauri disse...

gostei do seu blog.queria saber sua opinião sobre matrix.?

André Lux disse...

Leia minha opinião sobre Matrix aqui: http://tudo-em-cima.blogspot.com/2009/02/decifrando-o-codigo-por-que-matrix-e-de.html

Mario disse...

Ótima resenha andré, gostaria de ver ler uma avaliação sobre Coração Valente, outro filmaço.

Jornalisticamente falando... disse...

Companheiro André:
Também sou jornalista e gosto de suas análises de filmes. Também dou meus pitacos às vezes.
Bora trocar link? Eu posto o link do seu blog no meu e vice-versa.
Abraços

André Lux disse...

Já o coloquei entre os blogues que eu sigo!

Abraços,
André

Roberto disse...

Também gostei muito do filme e o fim realmente estragou o filme. Uma pena um final daqueles, não?

O filme carrega as tintas num realismo tão impressionante mas MUITO MELHOR que os horríveis 2012 e Avatar que ficam parecendo brincadeira de criança perto desse aqui.

E concordo que a dupla de atores pai e o menino dão um show.

Filme - esse sim - assustador e nos alerta que depois de um certo ponto o mundo pode não ter mais volta.

Mas o final... hum, que pena.

Any disse...

GOSTARIA DE SABER A DURAÇAO DO FILME A ESTRADA.

Hellen disse...

adorei este filme, desesperador pelo fato de que realmente pode vim a acontecer, porém o fim deixou a desejar a não ser que tenha o 2. To louca até agora pra saber o que aconteceu com aquela familia e o menino e o que encontraram mais ao sul... OTIMO FILME.

Ulisses disse...

IMPRESSIONANTE, É DE ARREPIAR!!!!! PODEREMOS UM DIA CHEGAR MUITO PIOR DO QUE NA PRÉ HISTÓRIA, ATÉ PORQUE EXISTIA O SOL QUE É FUDAMENTAL PARA A VIDA. O DIRETOR CONSEGUIU "AMARRAR TUDO" MUITÍSSIMO INTELIGENTE, PARABÉNS! REALMENTE EL MOSTRA A QUE PONTO NÓS CHEGAMOS SEM ENERGIA E TECNOLOGIA. ESPERAMOS ANSIOSAMENTE A SEGUNDA PARTE. ATÉ BREVE.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...