Postagem em destaque

SEJA UM PADRINHO DO TUDO EM CIMA!

Ajude este humilde blogueiro a continuar seu trabalho! Sempre militei e falei sobre cinema e outros assuntos sem ganhar absolutamente nada ...

quarta-feira, 16 de janeiro de 2008

DVD: "Saneamento Básico, O Filme"

.
METRAGEM MUITO LONGA

Boa premissa é desperdiçada por roteiro sem rumo e narrativa arrastada, defeito idêntico encontrado nos outros filmes do diretor Jorge Furtado

- por André Lux, crítico-spam

O diretor Jorge Furtado ficou famoso fazendo curtas-metragens que traziam uma linguagem ágil e moderna ao formato. Infelizmente, esse talento para contar histórias rápidas parece que atua contra ele em seus longas. Tanto “O Homem que Copiava”, “Meu Tio Matou Um Cara”, quanto “Saneamento Básico” padecem do mesmo problema. Todos têm premissas interessantes que até funcionam bem no começo do filme, mas vão logo perdendo o fôlego à medida que a projeção avança.

“Saneamento Básico” mostra um grupo de cidadãos do interior gaúcho tentando convencer a prefeitura a construir uma fossa para acabar com o mau cheiro do riacho. Mas não há verba. Só que descobrem um dinheiro enviado pelo governo Federal para a realização de um curta-metragem que nunca foi utilizado. Eles têm então a idéia de pegar essa grana e usar na obra, enquanto fazem o filme de qualquer jeito.

A idéia é muito boa e funciona nos primeiros 20 minutos, com um bom número de cenas engraçadas e situações inusitadas que surgem com a incapacidade dos protagonistas de dominar a linguagem cinematográfica. Infelizmente, o roteiro não sabe que caminho tomar e logo a narrativa fica se arrastando, como que para preencher o tempo de projeção. Ou seja, Furtado acaba usando o mesmo recurso “picareta” que os próprios personagens do filme, que tentam a todo custo completar os 10 minutos de projeção necessários para que seu vídeo seja aprovado!

Personagens mal delineados que mudam de personalidade, sotaque e comportamento a cada cena e situações mal amarradas que nada acrescentam à narrativa ajudam a deixar o filme ainda mais chocho e sem graça. A suposta crítica social contida no projeto também se perde no meio de tanta enrolação.

O diretor nem mesmo consegue aproveitar todas as oportunidades cômicas geradas pela produção do filme-trash “O Monstro da Fossa”, caindo sempre para a caricatura e o exagero, o que é sempre um mau sinal em se tratando de comédias leves como essa.

Enfim, “Saneamento Básico” traz mais uma idéia que certamente daria um ótimo curta-metragem, mas que não foi suficientemente desenvolvida para agüentar a longa metragem imposta pelos realizadores. Uma pena.

Cotação: * *
.

2 comentários:

Anônimo disse...

Bom, o filme começa bastante engraçado e depois vai se arrastando. Mas mesmo assim acho que é um bom filme tipo "sessão da tarde"...

Cássia disse...

Eu adorei o filme! Diferente da maioria, tem um humor crítico e inteligente, fiz um post sobre ele no meu blog http://aboutbooksandmore.blogspot.com.br/2017/01/cinema-brasileiro-saneamento-basico-o.html

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...