Postagem em destaque

SEJA UM PADRINHO DO TUDO EM CIMA!

Ajude este humilde blogueiro a continuar seu trabalho! Sempre militei e falei sobre cinema e outros assuntos sem ganhar absolutamente nada ...

terça-feira, 3 de maio de 2011

Filmes: "THOR"

FRAQUINHO

Filme tem roteiro ruim, desenho de produção feio e é cheio de situações forçadas

- por André Lux, crítico-spam

É bem fraquinha essa adaptação de mais um personagem da Marvel. Não adiantou nada chamarem o outrora prestigiado diretor Kenneth Branagh, famoso por suas adaptações cinematográficas da obra da Shakspeare, porque a única coisa que ele fez de diferente foi entortar a câmera toda hora, ao ponto de irritar.

Mas a culpa nem é tanto do diretor, pois o roteiro é muito ruim e não dá a menor chance para os atores, além de ser incapaz de gerar qualquer envolvimento ou emoção. Cheio de diálogos constrangedores e situações forçadas, a trama vai capengando até o final óbvio - o embate entre o herói e o vilão. Mas, detalhe: ambos são imortais, portanto não dá para esperar muito dessa luta.

Não faz o menor sentido tentarem pintar Thor como um garotão arrogante e bobo, chegado a um bullying intergaláctico, só para inventarem uma desculpa para ele ser banido para a Terra (para diminuir os custos da produção), onde ele já chega de jeans e camiseta! Também não convence nem um minuto o romance entre ele e a cientista Jane, pois o fortão Chris Hemsworth e Natalie Portman tem química zero na tela.

A loucura do vilão Loki, meio irmão de Thor, também não convence, embora o diretor Branagh tente imprimir (sem sucesso) algum conflito shakespereano entre ele e o pai Odin (um Anthony Hopkins barbudo e caolho). O filme também tem um desenho de produção que tenta ser retrô, mas só consegue ser feio e brega (algumas cenas parecem desfile de escola de samba). Pior é a trupe de guerreiros amigos do Thor que parecem ter saído direto de uma montagem escolar de "O Senhor dos Anéis".

Desfile de escola de samba em Asgard?
Nem mesmo a trilha musical de Patrick Doyle, colaborador habitual de Branagh desde "Henrique V", chega a brilhar. Se não bastasse ter um material tão fraco para buscar inspiração, ainda fica óbvio que foi forçado pelos produtores a emular o "estilo" do abominável Hans Zimmer e seus clones, que atualmente fazem a cabeça de adolescentes que frequentam os cinemas.

Cheguei a ver alguns críticos dizerem que esse "Thor" é tão bom quanto o "Superman" do Richard Donner. Só pode ser brincadeira, porque este está muito mais para aquele desastroso filme do "He-Man" em carne e osso, estrelado pelo megacanastrão Dolph Lundgren. Por sinal, é incrível que a adaptação das aventuras do homem de aço, feita em 1978, consiga ter efeitos visuais mais criativos e bacanas do que algo feito com tudo que há de mais moderno em computação gráfica! Ah, velhos tempos...

Cotação: * *

12 comentários:

Eli Braz disse...

Ah, que pena! Gostava do desenho animado quando criança... estava animada com o filme...mancada!

Leonardo disse...

A história de ele ser banido para a Terra é da Marvel, e consta originalmente da origem do Thor Marveliano, não é "por sérias restrições orçamentárias"... Ainda assim, qualquer adaptação cinematográfica de quadrinhos fica devendo... Difícil adaptar a bidimensionalidade dos quadrinhos ao "mundo real"... O melhor que puderam fazer foram V e Watchmen (queria ver uma adaptação de Promethea, mas não rola MESMO, pois roliúdi não aprova)...

Cybershark disse...

BAIXA VOLTAGEM
-
Thor (2011)

Pela enésima vez uma adaptação dos heróis da Marvel decepcionou. Thor não é um equívoco completo, já que no mínimo tem alguns planos bonitos em Asgard (embora nem sejam tão memoráveis assim), Natalie Portman e Anthony Hopkins. Mas para por aí. O roteiro é raso que dá pena, sobretudo na construção dos personagens, sempre unidimensionais e pouco atrativos. O galã Chris Hemsworth, responsável pelo personagem-título, até se esforça para passar o misto de arrogância e nobreza que caracteriza o herói, mas não dá conta do recado, faltou brilho e carisma. Portman é sem dúvidas a melhor em cena, porém tem contra si uma personagem sem sal, mocinha pouco sexualizada, sem absolutamente nada a acrescentar - logo ela, que esbanjou erotismo em filmes tipo A Outra e até na adolescente de O Profissional.

Musicalmente, outro fiasco. A partitura de Parick Doyle não atrapalha, porém não comove nem empolga em momento nenhum. A direção de Kenneth Branagh - chamaram um sujeito especialista em adaptar Shakespeare para filmar cinema pipoca! - vai no mesmo rumo, com cenas de ação marromenos e bastante falha no crescendo narrativo do segundo ato, no tocante aos reencontros de Thor com os demais personagens. Os guerreiros amigos asgardianos, em especial, não tem nada a fazer e só confudem pelo excesso de personagens. Não chega a ser tão ruim e até tem lá seus momentos bem-humorados, mas é totalmente descartável.

NOTA: * * ½

Carlos disse...

Um filmaço, é complicado alguem que nao acompanha os quadrinhos da marvel emitir uma opinião tão tosca. Era melhor ter ficado calado, rs.

Isso vindo de alguem fã de "obras de arte" como Indiana Jones.

André Lux disse...

Ah, então o filme era só pra quem acompanha os quadrinhos! Deviam então ter colocado um aviso bem grande no poster, né?

Anônimo disse...

Nossa, e você ainda se considera um crítico? Acha que têm tanto potencial assim pra ficar colocando tanto defeito sem ao menos conhecer os quadrinhos?
Manolo acho que você devia crescer um pouco e parar de pensar que sempre os filmes serão perfeitamente iguais aos quadrinhos.
Cara sinceramente, você peca em muitos aspectos da maioria dos teus comentários sobre filmes, esse foi o mais ridículo até hoje.

Hector disse...

Filme horrível, não salvou nada. Sou fã de quadrinhos, mas conseguiram estragar qualquer possibilidade de se criar laços de simpatia com os Deuses Nórdicos. Desperdício de dinheiro, com bons atores sub-utilizados, um diretor decadente que conseguiu um filão do qual não deu conta, um roteiro que não se desenvolve nem convence. Muito pior que Mestre do Ar.

Flávio Soares disse...

Pois sou fã de quadrinhos, e mesmo assim achei essa critica perfeita!

Eu já estava esperando um filme meia boca, mas a decepção foi total, o filme é pessimo.

Pior que lembra mesmo aquele filme do He-Man de carne e osso, kkkkk. Com uma unica diferença, o He-Man ainda era divertido de assistir sem compromisso, esse do Thor é um tédio total.

Em Asgard até que estava legalzinho, mas quando chega na Terra vira um filme bobo de comédia pastelão. Piadas totalmente toscas.

Agora digam que é um pesadelo que vou ver esse Thor meia boca atuando com os outros heróis em os Vingadores.
Triste ver o Homem de Ferro que teve 2 excelente filmes, lado a lado com essa coisa.

Prefiro bem mais o Thor do filme "A Volta do Incrível HULK", que tinha um lado comédia também, com a diferença que este conseguia ser engraçado.

Ecristio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Dhanylo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

O filme foi ótimo! Você critica e diz que é fraco, mas não consegue nem fazer metade do que eles fazem! Os caras parecem que tem inveja do ator que aparece sem camisa no filme kkk por isso tentam de todo jeito menosprezar os filmes ou a atuação do cara

Anônimo disse...

A viuva negra é pior, bjs

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...