Postagem em destaque

SEJA UM PADRINHO DO TUDO EM CIMA!

Ajude este humilde blogueiro a continuar seu trabalho! Sempre militei e falei sobre cinema e outros assuntos sem ganhar absolutamente nada ...

domingo, 24 de novembro de 2013

Dez vídeos para entender a importância do Monty Python


Eles começaram na Inglaterra, influenciaram gerações e, hoje, seus integrantes estão na casa dos 70 anos de idade. Um dos mais importantes grupos de humor do mundo, o Monty Python não é Beatles nem Rolling Stones, mas bem que poderia ser.

O anúncio do retorno da trupe para um show único em julho, após 30 anos, causou alvoroço digno de estrelas do rock entre seus milhares de fãs.

Fundado na Inglaterra no final dos anos de 1960, o Monty Python ficou famoso com a série “Flying Circus'', transmitida pela rede britânica BBC entre 1969 e 1974. Nos anos seguintes, marcou época com as incursões cinematográficas “Monty Python em Busca do Cálice Sagrado'' (1975) e “A Vida de Brian'' (1979), sucessos mundiais de bilheteria.

A base do estilo “pythonesco” é um humor anárquico e nonsense, com sátiras políticas e principalmente aos costumes da sociedade britânica. A combinação única de paródia e surrealismo, com toques de metalinguagem, ainda hoje ecoa na televisão e cinema.

Sem John Cleese, Terry Gilliam, Eric Idle, Terry Jones, Michael Palin provavelmente não existiria “TV Pirata'' ou “Casseta e Planeta'', nem “Hermes e Renato'' e os recentes Porta dos Fundos e “Último Programa do Mundo''.

Outro feito do grupo foi popularizar o formato de esquete, as peças cômicas de curta duração oriundas do teatro, que viraram praxe em humorísticos televisivos, de “Trapalhões'' a Roberto Bolaños, passando pelo americano “Saturday Night Live''.

A influência do Monty Python também  pode ser sentida na utilização frequente de colagens em stop-motion na TV nas últimas décadas. O grupo utilizava a técnica para contar algumas de suas histórias surrealistas, inspirando até mesmo programas educacionais.

Cabe ainda aos ingleses a “paternidade'' do lixo eletrônico da internet, o “spam''. A expressão nasceu de um quadro de 1970 em que um grupo de vikings se refere à comida processada servida em um restaurante como “spam''. A palavra acabou ficando famosa como referência a mensagens não solicitadas. 

Com essa e várias outras pérolas, veja dez esquetes inesquecíveis do grupo que ajudam a (tentar) entendê-lo.




Um comentário:

Valmir disse...

a atuação do grupo é impecável, obviamente, e podia ser uma grande lição para 'humoristas' de um certo país grande e bobo ao sul das Américas...mas cá entre nós as risadas ao fundo devem ser brasileiras não? elas soam exatamente como as dos seriados da TV e que se ouve no cinema e no teatro sempre na hora errada...a boçalidade é nossa unica contribuição para a cultura mundial.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...