Postagem em destaque

SEJA UM PADRINHO DO TUDO EM CIMA!

Ajude este humilde blogueiro a continuar seu trabalho! Sempre militei e falei sobre cinema e outros assuntos sem ganhar absolutamente nada ...

sexta-feira, 28 de junho de 2013

Filmes: "Star Trek: Além da Escuridão" (spoilers!)

A ECA DE KHAN

Filme não é ruim, mas o roteiro é uma das coisas mais sem pé nem cabeça que já vi na vida

- por André Lux, crítico-spam

Quando vi os primeiros trailers desse novo "Star Trek" fiquei preocupado, pois parecia que iam pisar no mesmo território já explorado no filme anterior, que deu um "reboot" na série iniciada no final dos anos 60 por Gene Rodenberry. Ficava claro que a motivação por trás dos atos do vilão era a vingança, igual ao que queria o Nero do primeiro filme. 

Tinha esperança que não fosse isso, porém "Star Trek: Além da Escuridão" bate na mesma tecla e, pior, traz de volta um dos vilões mais memoráveis da série antiga: o terrível Khan, que no segundo longa da tripulação original é o responsável pela morte do Spock (Leonard Nimoy, que aparece novamente aqui em ponta). Acaba sendo uma mescla do segundo e do sexto filmes da tripulação original, "A Ira de Khan" e "A Terra Desconhecida".

Não vou dizer que o filme é ruim, longe disso. É muito bem feito, tem desenho de produção e feitos visuais excelente, muita ação e música bacana de Michael Giacchino. É como uma volta na montanha russa. O problema mesmo é o roteiro, que é uma das coisas mais sem pé nem cabeça que já vi na vida, com furos do tamanho de uma cratera.

São tantas coisas sem sentido que acontecem no filme que não dá nem para ficar enumerando (vi alguns sites estadunidenses listando por perto de 20 furos!), mas tem algumas coisas que realmente são absurdas demais. Entre elas, o vilão se teletransportar da Terra para um planeta dentro do império Klingon, a sabe-se lá quantos anos-luz de distância! E o que diabos ele foi fazer lá?

Depois, tem a história do almirante Marcus (feito pelo "Robocop" Peter Weller) que manda Kirk ir até o local para bombardear o vilão e entrega para ele 72 torpedos supostamente de última geração! Como assim, era para a Enterprise lançar 72 torpedos sobre um único sujeito, no meio do império Klingon?

Tem muitas outras coisas absurdas no filme (o Dr. McCoy, por exemplo, simplesmente descobre o segredo da vida eterna, mas depois ninguém mais fala disso!), mas vou parando por aqui até porque elas incomodam mais depois que você sai do cinema e começa a pensar nelas. Durante a projeção tem tanta ação e correria que até dá para esquecer tudo isso.

Mas o que realmente detona o filme é o rapaz que colocaram para fazer o Khan, um tal de Benedict Cumberbatch, que não é mau ator. O problema é que se trata de um sujeito baixinho, franzino e com cara de "mauricinho" que não convence nem um segundo na pele do que seria um "super-homem" criado artificialmente no passado para comandar a Terra durante as chamadas "guerras eugênicas" (pelo menos é assim na iconografia original, no novo filme não se fala disso).

Khans: o "mauricinho" e o "fodão"
Nada a ver com o Khan original, feito com propriedade e carisma pelo grande Ricardo Montalban. E a história que inventaram para justificar o ódio dele contra a Federação é muito forçada e, para variar, não faz muito sentido também.

As melhores coisas do filme acabam sendo, além das cenas de ação (que são muitas), a interação do elenco da Enterprise e algumas piadinhas que funcionam. Como eu disse, o filme no todo não é ruim dentro do que se propõe, porém ficou bem aquém do esperado, principalmente quando você pensa nele depois da exibição, e não chega nem perto do primeiro. Tomara que melhorem no próximo, porque um novo "Star Trek" é sempre bem vindo!

Cotação: * * *

2 comentários:

Jairo T. M. Abrahão disse...

Caro André.
Gosto muito de seu blog, mas este comentário é para reclamar. Entro no blog, inicio a leitura e, começa um som horroroso, com alguem falando em inglês, com música em alto som!!! Só, que não consigo desligá-la!!!! Será que é compulsória??? Não há a opção de não ouví-la???
Será que vou ter que deixar de visitá-lo???? Aguardo explicação!!

Jairo T. M. Abrahão

Anônimo disse...

O filme nao passa de outra merda quase desenho animado + quase filme.
Lixo!

Inté,
Murilo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...