sábado, 4 de junho de 2016

Filmes: "Zootopia"

O GOLPE, PARA CRIANÇAS

Animação da Disney mostra de forma didática como se constrói uma conspiração que pretende destruir a democracia

- por André Lux, crítico-spam

Impressionante a coincidência que foi o lançamento dessa nova animação da Disney com o momento político atual do Brasil. “Zootopia” mostra, afinal, uma conspiração para derrubar um governante a fim de levar outra pessoa ao poder de forma nada democrática. 

Ou seja, um golpe de estado que usa a velha tática nazista de criminalizar um grupo de indivíduos para unir o resto da sociedade contra o “inimigo comum”.

No caso, o grupo escolhido foi o dos animais predadores que, na utópica cidade de “Zootopia”, vivem em harmonia com as suas antigas presas. Mas por motivos que só serão revelados no final, os predadores começam a ficar selvagens e a atacar novamente os colegas indefesos, gerando pânico na cidade e motivando assim a queda do prefeito, que é um leão. Tudo isso explicado de forma absolutamente didática e bastante convincente.

Infelizmente, mesmo com tanto didatismo, a maioria das pessoas passa longe de fazer essa simples conexão com o que ocorre hoje no Brasil e não enxerga que os golpistas que, no momento que escrevo esse texto, completam quase duas semanas de governo ilegítimo depois de derrubarem a presidenta eleita Dilma Roussef depois de praticamente 13 anos de ataques diuturnos contra o governo e o Partido dos Trabalhadores (PT).

Mais didático, impossível
Além disso, a animação é exemplar em mostrar como o racismo e o preconceito são danosos para a sociedade e podem atacar qualquer um, mesmo quem encontra-se no topo da pirâmide em algum momento. Essa é, no final, a pílula mais amarga que a policial Hopps tem que engolir ao perceber que foram esses valores podres que a levaram a ajudar involuntariamente na concretização do golpe de estado.

Tirando esses fatores que realmente elevam “Zootopia” ao nível das melhores animações do cinema, o longa é também muito bem feito, repleto de humor e citações a outros filmes, como “O Poderoso Chefão”.

É uma pena que a verdadeira mensagem do filme passe em branco para grande parte das pessoas. Mas, quem sabe as crianças consigam enxergar além e entender junto com os personagens de “Zootopia” como se constrói uma conspiração que pretende alienar os cidadãos do processo político e, em última instância, destruir a democracia. A esperança é a última que morre...

Cotação: * * * *



quinta-feira, 2 de junho de 2016

Governo Bigardi criou mais de 3.200 vagas em creches

Contra os fatos, não há mentira que resista
Bem diferente das mentiras e distorções espalhadas pelas redes sociais e sites dos opositores ao governo Pedro Bigardi, a Secretaria de Educação criou, em três anos, mais de 3.200 vagas em creches. 

Isso foi possível graças à construção de novas salas, à compra de vagas em escolas conveniadas e ao planejamento constante de ações.

Hoje, a rede atende mais de seis mil alunos de zero a três anos. “Só em 2016, foram adquiridas mais de 600 novas vagas e a secretaria está ampliando as aquisições. Das 2.680 crianças em fila de espera no início da atual administração, herdada do governo passado, chegou-se, em junho de 2015, a reduzir este total para cerca de 1500”, informa o secretário de Educação, José Renato Polli.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...