terça-feira, 28 de julho de 2015

Para minha mãe

Minha mãe e minha filha em
um de seus últimos encontros
Sábado, 25 de julho, faleceu Maria de Lourdes Januzzi, minha querida mãe, depois de uma injusta luta contra uma infecção na sua perna, contraída após uma queda que quebrou seu fêmur e obrigou-a a passar por uma cirurgia.

Uma das maiores alegrias da minha vida foi descobrir que minha mãe passou a gostar e apoiar o PT já no fim da sua vida.

Sim, pois ela era uma "coxinha" furiosa antes, do tipo que fez campanha para Collor ao ponto de entrar em ônibus para aterrorizar as pessoas, dizendo que se Lula vencesse iria "dividir" a casa de todo mundo no meio e botar pobres pra morar dentro!

Mas, depois que Lula ganhou, ela por si mesma passou a perceber o que significava um governo de esquerda, mesmo com todas suas limitações e defeitos, simplesmente por conversar com as pessoas, especialmente as mais simples - que sempre a adoraram por sua alegria e otimismo contagiante.

Como santo de casa não faz milagre, não tive nada a ver com a mudança dela, tanto é que evitava falar desse assunto e demorei para descobrir. 

Acho até que ela tinha vergonha, pois foi uma das pessoas que me hostilizaram quando passei de papagaio da direita a militante da esquerda aos 19 anos.

Um dia ela chegou pra mim e disse: "Filho, eu tinha ódio do Lula, achava ele um ignorante, um lixo, um vagabundo. Mas agora, quando vejo ele falando na TV, sabe, percebo que é uma pessoa sábia, inteligente e sensível, não vejo mentira no que ele diz e entendo que o governo está tentando ajudar as pessoas que mais precisam, né?"

Ela defendia o nosso governo abertamente e até enfrentava muita gente, inclusive aqueles parentes fascistóides de sempre.

Descanse em paz, mãezinha. Você fez sua parte.

segunda-feira, 20 de julho de 2015

Jundiaí ganha seu primeiro Parklet


O primeiro parklet de Jundiaí, uma área de estar para pedestres instalada no lugar de duas vagas de automóveis, transformou a rua do Rosário, no Centro, na sexta-feira (17), como parte das atividades do Prefeitura em Ação na região central nesta semana.

A novidade é parte do projeto Urbanismo Caminhável, coordenado pela Secretaria de Planejamento e Meio Ambiente sem custos aos cidadãos por ser contrapartida de empresa privada dentro do mecanismo de Estudo de Impacto de Vizinhança (EIV) implementado pelo prefeito Pedro Bigardi.

O equipamento público resultou de diversos encontros de moradores e técnicos que discutiram sugestões de locais para esse primeiro teste de aceitação do “parklet” e também as sugestões de formato, bancos, mesas, floreiras e até um espaço de livros e jornais para as pessoas.


“Estamos buscando construir uma nova cultura urbana, em que a cidade tenha prioridade para as pessoas. Essa novidade é apenas parte do processo de mudanças que precisam envolver o olhar de todos nós”, afirmou o prefeito Pedro Bigardi durante a visita ao evento.

“Essa intervenção urbana mostra na prática que o espaço público precisa ser repensado e mais compartilhado entre pedestres, ciclistas e veículos. Há pesquisas que mostram que, se em duas vagas passam no máximo 40 automóveis por dia, um espaço de convívio como esse pode levar a circulação de 400 pessoas ao dia”, comentou Daniela da Camara Sutti.

Equipe da secretaria de Planejamento, responsável pelo projeto

sexta-feira, 3 de julho de 2015

Brasil sempre foi a terra da ignorância e da burrice

Sabe, eu não entendo por que tanta gente está surpresa com o crescimento da mentalidade nazi-fascista entra a população do Brasil.

Gente, vocês não conhecem o próprio país em que vivem? Aqui é uma terra onde a ignorância transborda e a burrice prevalece, inclusive - e principalmente - entre aqueles que tem diploma do ensino superior e até doutorado.

E eu me incluo nisso também. Nunca li um livro do Machado de Assis, por exemplo. No mar de estupidez e boçalidade que é a sociedade brasileira, especialmente a elite e a classe média, eu estou só com a cabecinha pra fora. Agora, imagina o resto...

Conheço gente com carteirinha do PT assinada que fala coisas que envergonhariam até o Bolsonaro. Duvida? Entra em assuntos como homossexualismo, drogas, pena de morte, sexo, religião... Já ouvi coisas que me deixaram de cabelo em pé de gente que se declara comunista.

Óbvio que não é a maioria entre nós que age assim, mas só estou querendo dizer que se entre nós, da esquerda, está cheio de gente assim, imagina então no resto da população, que está à um passo de relinchar, enquanto faz compras em Miami?

Vocês não conhecem o Brasil? O Brasil é isso, gente. Sempre foi.

Agora eles apenas perderam a vergonha, porque o efeito manada está cada vez mais forte e formou uma onda que leva todos - sempre grudados na tela da Globo...



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...