Postagem em destaque

SEJA UM PADRINHO DO TUDO EM CIMA!

Ajude este humilde blogueiro a continuar seu trabalho! Sempre militei e falei sobre cinema e outros assuntos sem ganhar absolutamente nada ...

segunda-feira, 20 de julho de 2015

Jundiaí ganha seu primeiro Parklet


O primeiro parklet de Jundiaí, uma área de estar para pedestres instalada no lugar de duas vagas de automóveis, transformou a rua do Rosário, no Centro, na sexta-feira (17), como parte das atividades do Prefeitura em Ação na região central nesta semana.

A novidade é parte do projeto Urbanismo Caminhável, coordenado pela Secretaria de Planejamento e Meio Ambiente sem custos aos cidadãos por ser contrapartida de empresa privada dentro do mecanismo de Estudo de Impacto de Vizinhança (EIV) implementado pelo prefeito Pedro Bigardi.

O equipamento público resultou de diversos encontros de moradores e técnicos que discutiram sugestões de locais para esse primeiro teste de aceitação do “parklet” e também as sugestões de formato, bancos, mesas, floreiras e até um espaço de livros e jornais para as pessoas.


“Estamos buscando construir uma nova cultura urbana, em que a cidade tenha prioridade para as pessoas. Essa novidade é apenas parte do processo de mudanças que precisam envolver o olhar de todos nós”, afirmou o prefeito Pedro Bigardi durante a visita ao evento.

“Essa intervenção urbana mostra na prática que o espaço público precisa ser repensado e mais compartilhado entre pedestres, ciclistas e veículos. Há pesquisas que mostram que, se em duas vagas passam no máximo 40 automóveis por dia, um espaço de convívio como esse pode levar a circulação de 400 pessoas ao dia”, comentou Daniela da Camara Sutti.

Equipe da secretaria de Planejamento, responsável pelo projeto

5 comentários:

Anônimo disse...

André, estou feliz que você tenha voltado. Você viu a capa da VEJA dessa semana? Tenho que admitir uma coisa...a Abril melhorou o visual da VEJA e piorou(muito) todo o resto.
Enfim, essa é minha opinião.

Aproveito pra te perguntar o seguinte: o que você sabe sobre a 1ª guerra mundial?

André Lux disse...

Velho, eu não ponho a mão na Veja há anos. Tenho medo de pegar alguma doença grave como nazismo, fascismo ou racismo...

Anônimo disse...

Cara, eu NÃO li a VEJA, eu falei apenas da capa, eu não li a edição(não vou ler nenhuma, nem se me pagassem), entendeu? Ainda bem.

Mas você não respondeu a minha pergunta: O que você sabe sobre a 1ª guerra mundial (eu ainda sou jovem, e não me ensinaram sobre isso)?

Anônimo disse...

Boa Tarde André,
gostaria de poder comentar no seu face sobre a postagem que compara os preços entre Brasil e Estados Unidos, porem encontra-se fechado.
Mostrei a comparação a alguns amigos e disseram que não era correto esse valor.
Acredito que como alguns amigos meus pensam assim, outros também.Muitos acessam seu face e seu blog, deixo o link de um site americano que durante a conversa os participantes citam o preço que cobrado por la para aqueles que ainda nao creem .
https://www.reddit.com/r/todayilearned/comments/1o6l46/til_that_rattlesnake_antivenom_can_cost_20000_per/

Anônimo disse...

que bonito!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...