Postagem em destaque

SEJA UM PADRINHO DO TUDO EM CIMA!

Ajude este humilde blogueiro a continuar seu trabalho! Sempre militei e falei sobre cinema e outros assuntos sem ganhar absolutamente nada ...

quinta-feira, 26 de março de 2015

Suposta nota de Luiz Fernando Machado é mais um tiro que o tucano dá no próprio pé

Reprodução do Jornal do Eloy Chaves

O tucano Luiz Fernando Machado supostamente soltou uma nota à imprensa que, de tão mal pensada e escrita, acabou se transformando em mais um tiro que esse político dá em seu próprio pé.

Mais uma prova da total falta de ideias e insegurança do rapaz que, ainda por cima, tem uma assessoria de marketing pavorosa, responsável por transformar o dito cujo em motivo de piadas na cidade inteira.

Confira abaixo alguns dos maiores micos protagonizados pelo sujeito:

Luiz Fernando Machado, do PSDB de Jundiaí, fica atrás de Tiririca no ranking dos melhores deputados da Veja

Tucano Machado tenta deturpar fala de Bigardi, dá tiro no pé e vira piada nas redes sociais

Tucano Luiz Fernando Machado paga novo mico!

Escrevo "supostamente" porque a tal nota foi publicada por famosa militante do PSDB de Jundiaí na página de comentário do site SPRESSO, que repercutiu ontem uma matéria do Jornal do Eloy Chavez, do infame Anselmo Brombal. 


Reprodução de comentário do site SPRESSO
Como não encontrei a nota nem no site oficial do político, nem em sua página no facebook, deixo o "supostamente" em evidência.

A suposta nota, assinada supostamente por uma certa Maria Carolina (assessora de Machado?) não faz o menor sentido e parece mais uma confissão de culpa do político em questão do que qualquer outra coisa. 

Leiam a nota, conforme postada na página de comentários do site SPRESSO:

Maria Carolina - NOTA À IMPRENSA
Em respeito à população e diante das inverdades publicadas pelo Jornal do Eloy Chaves, edição 207 - 21/27 de março de 2015, a assessoria de imprensa do deputado estadual Luiz Fernando Machado esclarece que:

1. É mentirosa a matéria veiculada pelo referido jornal. O deputado Luiz Fernando, então candidato a prefeito de Jundiaí, em 2012, não recebeu ou solicitou qualquer contribuição de origem ilícita, como tenta atribuir a publicação logo no título com o tom claro do seu objetivo nada jornalístico e contundentemente inverídico;

2. As doações recebidas durante o período eleitoral de 2012 pelo comitê de campanha do candidato foram obtidas de maneira lícita, e devidamente declaradas em sua Prestação de Contas, sem ressalvas e aprovadas junto às autoridades competentes;

3. Não há qualquer vinculação – direta ou indireta - entre a empresa MCE, citada na matéria, com investigações federais, como tenta transmitir o texto através de acusações sem a menor preocupação em verificar a sua veracidade, ouvindo, no mínimo, a parte envolvida;

4. É lamentável que, mais uma vez, o Jornal do Eloy Chaves atue de forma a satisfazer interesses próprios em detrimento do interesse público. Havendo, portanto, a necessidade da adoção de medidas judiciais para que veículo seja responsabilizado pela veiculação dessa matéria absolutamente inverídica e de caráter difamatório e calunioso.


Eu li e reli a matéria publicada no Jornal do Eloy Chaves e confesso que não encontrei em lugar algum qualquer acusação contra o tucano Machado. 

A matéria apenas informa que a empresa do pai de Machado, a MCE, que fez doações num total de R$ 256 mil à campanha fracassada do tucano à prefeitura de Jundiaí, atuou como parceira da Promon, que foi pega na operação Lava Jato, da Polícia Federal.

Depois a matéria detalha as operações de parceria entre a MCE e a Promon, e o envolvimento da segunda nos supostos esquemas de corrupção da Petrobrás.

O que levanta as seguintes perguntas: onde estariam a calúnia e a difamação contra o tucano de Jundiaí citadas em sua nota à imprensa? Onde estão as acusações de doações ilícitas ao político ou de envolvimento da MCE em investigações de corrupção da PF? 

Basta ler a matéria que qualquer um poderá comprovar que nada disso existe.

Eu mesmo não dei muita bola para essa matéria, primeiro vindo de quem vem, um jornalista que há pouco tempo trabalhou em cargo de confiança do prefeito tucano Miguel Haddad e que confessou num vídeo ter sido "pago para fazer maldades" contra Pedro Bigardi, adversário direto dos tucanos de Jundiaí (clique aqui para acessar o vídeo).

E segundo porque não vi nada demais na matéria do Jornal do Eloy Chaves, exceto uma reportagem de interesse público que mostra de onde vem algumas das doações da campanha milionária de Luis Fernando Machado à prefeitura de Jundiaí, cujo doador fez parcerias com uma empresa que está sendo investigada pela Lava Jato.

Enfim, pergunto: o que então motivou a nota furiosa de Machado e as ameaças de processo contra o referido jornal?

Melhor não falar mais nada. Eles que são brancos, que se entendam, não é mesmo?


P.S.: caso a referida nota à imprensa postada no SPRESSO seja falsa, o Tudo Em Cima está aberto à assessoria do tucano Machado para que se expresse.

Reprodução do Jornal do Eloy Chaves

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...