Postagem em destaque

SEJA UM PADRINHO DO TUDO EM CIMA!

Ajude este humilde blogueiro a continuar seu trabalho! Sempre militei e falei sobre cinema e outros assuntos sem ganhar absolutamente nada ...

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Black Blocs querem desestabilizar a democracia a serviço dos "sem votos"


- por Edgar Borges Júnior

Sobre o assassinato (sim, chamemos as coisas pelo nome, o cara não estava andando na rua, infartou e morreu) do cinegrafista Santiago Andrade, cabem algumas considerações:

1 - Alguns vem falar que não se deve criminalizar os movimentos sociais por conta do assassinato. E desde quando é movimento social andar com rojão na mochila? Com soco inglês, mascarados? Lula, José Rainha, João Pedro Stédile, Betinho, Dom Paulo Evaristo Arns, FHC nas passeatas pelas Diretas Já, todos, fizeram seus protestos, os seus movimentos sociais, sem violência e de cara limpa.

2 - Esse "movimento social" dos black blocks reivindica o quê? Representa quem? Quem delegou representação a eles para destruir pontos de ônibus, lixeiras, lojas e assassinar cinegrafistas e queimar o Fusca de um trabalhador quem voltava da igreja com a família? 


Desde quando alguém lhes outorgou o direito de exercer a violência como forma de protesto? Até disposição em contrário, só o Estado tem o monopólio do uso da violência, pois se cada um usasse a violência que lhe é inerente e potencial, teríamos a lei de Talião, olho por olho, dente por dente. Então, para o bem e para o mal, fica o uso da violência reservado apenas para o Estado.

3 - "Temos que garantir a liberdade de expressão". Ah vá? E desde quando a liberdade de expressão, dentro de uma democracia, pode ser usada como o gérmen de destruição do seu próprio sistema? 


Aos defensores intransigentes da liberdade de expressão, vai lá na Alemanha defender Hitler e o Nazismo pra ver o que lhe acontece. Que raios de liberdade de expressão é essa que me permite soltar rojões no meio da multidão, em direção das pessoas, e matar uma delas?

4 - "Ah, mas a PM mata muito mais". Ah vá(2)? E quem aqui não protesta contra os assassinatos cometidos por policiais, geralmente contra a juventude negra nas periferias?


E desde quando dois erros fazem um acerto? Ou agora virou competição: se a PM matar uma pessoa, o "movimento social" (e não consigo parar de gargalhar quando escrevo movimento social para os black blocks) tbem tem o direito de fazê-lo?

5 - Só não vê quem não quer: a atuação desse "movimento social" dos black blocks tem como tarefa única embaralhar o processo eleitoral e evitar a reeleição da Dilma no primeiro turno. Com todo o apoio da mídia, da direita (tanto a partidária, como a enrustida) e a outra face da direita, os partidos trotskistas de extrema esquerda. 


A quinta-coluna marcha com força no Brasil, se pretendendo como esquerda revolucionária, mas que só atravanca os avanços sociais para a maioria da população. E o mais triste é saber que esses vagabundos pegam jovens na periferia e pagam uma grana pra eles irem barbarizar no meio desses "protestos".

6 - Primavera árabe, movimentos na Espanha, Egito, Síria, Ucrânia, todos tem um ponto em comum: desestabilizar governos não alinhados com o imperialismo americano. Onde os black blocks atuaram, ou a direita venceu as eleições seguintes, ou se instalou uma ditadura que defende os interesses dos EUA. Como esse ano temos eleição no Brasil, é aqui que eles estão atuando com toda a força.

7 - Que a mídia e a direita recebem apoio financeiro e logístico do capital financeiro mundial para atuar no Brasil pelos seus interesses e contra a nossa pátria, é sabido desde a ditadura militar. Ou o quê os exilados e "comunistas" FHC e Serra foram estudar nos EUA? 


O que ninguém diz, em alto e bom som, e que com certeza acontece, é que a extrema-esquerda trotskista tbem está na mesma lista de pagamentos por serviços prestados. Como bem demonstrou o miserável Plínio, ao apoiar o "esquerdista" José Serra contra o Fernando Haddad.

8 - Outro grupo social ávido por apoiar o "movimento social" dos black blocks é o de professores universitários. Muitos deles atuaram no movimento estudantil secundarista e universitário e fizeram parte de partidos de esquerda, mas por conta de seu fracasso na política partidária hoje se dedicam a atacar por todos os lados o projeto popular democrático no poder desde 2003. 


Além da inveja, tem todos os holofotes da mídia que atacar o PT e o Lula garantem, e não há classe mais pavão de auditório da mídia do que esses "intelectuais" (gargalhando e chorando de rir ao escrever intelectuais pra esse tipo de gente).

Muito brevemente essa é a minha posição sobre o que vem acontecendo no Brasil. Quem é da esquerda popular democrática e apoia o ciclo de transformações iniciado em 2003 pelo Lula e está defendendo os black blocks está dando um grande tiro no pé. 


O primeiro passo para travar o bom combate político é saber identificar os companheiros e os adversários. Sem isso, vai dar abraço em cobra e acabar picado e enrolado e esmagado por ela. 

Toda a liberdade do mundo para os verdadeiros movimentos sociais protestarem pelo que quiserem e acharem justo. Para os black blocks, a força do Estado Democrático de Direito.

Um comentário:

Gutão disse...

Com certeza entre os Black Blocks poderemos encontrar quadrilha dos Jovens Patetas Satanistas Déspotas Bestiais cuja sede fica em "Porcopólis".

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...