Postagem em destaque

SEJA UM PADRINHO DO TUDO EM CIMA!

Ajude este humilde blogueiro a continuar seu trabalho! Sempre militei e falei sobre cinema e outros assuntos sem ganhar absolutamente nada ...

quinta-feira, 4 de julho de 2013

Esse é o tipo de médico que é contra a vinda dos cubanos para o Brasil

Vejam só como diplominha de ensino superior não é atestado contra a ignorância


9 comentários:

Belle Vox disse...

Divulguem e marquem bem esse rosto. Ninguem vai querer se consultar com uma pessoa dessa estirpe. Lixo.

Ana e Robson disse...

Médiquinha coxinha, deve ser o tipo que tem aqui na minha cidade, deixa de atender mulher parindo por estar na hora do café dela, aí a mãe acabou morrendo...

Professor Alan Geraldo disse...

Esse é o tipo de médico(a) que olha pra gente pobre com cara de nojo e passa o dia todo receitando antibióticos sem nem mesmo olhar nos olhos do paciente.

Enfª Sly Melo disse...

Bem, enquanto estudante do contexto das politicas de saúde pública da América do Sul, venho demostrar minha indignação pela supervalorização da classe no Brasil. O que "essas pessoas" acham que sabem sobre saúde pública e sobre a medicina de Cuba???
_Até hoje, os que questionei não me responderam!
Pois bem. "Eles" acreditam que são as vítimas da história, que os salários são baixos, que as condições de trabalho são precárias. Apenas uma coisa é verdade, a história das condições de trabalho, o resto é tudo demagogia da classe!
Salários mais altos pra quê???
Pra dormir mais ainda nos plantões??
Para atender mal os pacientes??
Para receitar sem olhar na cara do paciente???
Isso não é saúde pública meus caros. Isso é medicina curativa e o SUS levanta outra bandeira. A MEDICINA PREVENTIVA. O que eles chamam por aí, de assistencialismo barato.
O Brasil não precisa de mais hospitais. Engana-se quem pensar assim. Precisamos é de hospitais (existentes) eficientes e atenção primárias eficazes. Com profissionais que ganhem bem para trabalhar bem e evitar que as pessoas cheguem a superlotar os hospitais Brasil a fora.
Isso sim é o lema da saúde pública. O que os cubanos tem haver com isso???
Faça um teste básico de indicadores: eles erradicaram a dengue e reduziram as taxas de desnutrição em menores de 5 anos.
Qual foi o milagre???
Educação e ação comunitária. Lá, os médicos sabem de verdade como vivem seus pacientes e conhecem suas realidades. De fato, são médicos da família!
E eu, sou contra ou a favor da vinda deles???
Em partes contra, pois o que precisa acontecer é acabar esse curativismo instalado e colocá-los para trabalhar onde necessita e por um preço justo. Nada de exageros!
E por outro lado, penso que seria de bom proveito esses médicos cubanos, espanhóis e portugueses no Brasil, pois acabariam as regalias dos nossos!

Anônimo disse...

É como eu já disse: não conheço UM único médico que goste do que faz. TODOS que conheço abraçaram esta profissão porque gostam de dinheiro. Essa insana defesa de reserva de mercado é prova mais do que suficiente do que digo.

Anônimo disse...

Interessante a ironia e o preconceito escrito nos cartazes dessses "doutores". A Dilma deve ir tratar o linfoma em Cuba. Mas o ministro Joaquim Barbosa pode tratar a coluna na Alemanha...kkkk. Se fossem médicos alemães...talvez a postura dos "doutores" fosse diferente. A burguesia hipócrita "pira" quando se fala em Cuba. Cambada de otários.

Anônimo disse...

Bebê morre durante parto e família acusa médica de negligência em Mangaratiba, no Rio
Segundo mãe da criança, obstetra falava ao celular durante cirurgia. Filha foi entregue morta dentro de caixa de papelão

Rogerio Rais disse...

... patricinhas grosseiras e mal-educadas ... só espero que essas filhas da puta não tenham estudado em universidades públicas ... bancar essas canalhas seria terrível para a alma; que vergonha dessa gente ... estou reenviando esse post para amigos em alguns países, para que saibam o que mesmo está acontecendo em nosso país ...
no mais, tudo em cima ... prontos para o dia 11 ...

Fabiano disse...

Aonde que essa patricinha vai querer ir trabalhar no interior? O que o governo quer é um medico que fique no interior, pois trabalhar lá ganhar uns 10 mil e sair fora depois de 3 4 anos não interessa ao governo. Os pacientes se acostumam com os médicos e o interessante é achar médicos que fiquem por lá o máximo possível.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...