Postagem em destaque

SEJA UM PADRINHO DO TUDO EM CIMA!

Ajude este humilde blogueiro a continuar seu trabalho! Sempre militei e falei sobre cinema e outros assuntos sem ganhar absolutamente nada ...

sábado, 22 de junho de 2013

Professores de psicologia repudiam projeto da "cura gay" de autoria de deputado do PSDB

João Campos, do PSDB, é o autor do projeto
Professores do curso de Psicologia da Faculdade de Ciências Humanas e da Saúde da PUC de São Paulo divulgaram hoje (21) carta de oposição ao Projeto de Lei 234/2011, aprovado terça-feira (18) pela Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, cuja proposta é popularmente conhecida como “cura gay”. 

O projeto é de autoria do deputado João Campos (PSDB-GO), líder da frente parlamentar evangélica. O documento da PUC repudia qualquer forma de discriminação e preconceito e destaca que o projeto de lei pretende “institucionalizar a diferença e a intolerância”, o que desrespeita o direito e a liberdade do indivíduo. 

 Os professores analisam que há um consenso nos órgãos mundiais dedicados à saúde e ao estudo da sexualidade humana quando afirmam que a homossexualidade não é uma doença e, portanto, não pode ser curada. "Seria um contrassenso atribuir o caráter de patologia a um comportamento sexual humano conhecido desde a antiguidade, só porque o mesmo não está de acordo com o interesse de um grupo específico da sociedade, que certamente merece todo nosso respeito mas que não é, definitivamente, a única voz desta sociedade.” 

Para os docentes, o PL tenta criar um precedente para anular a validade do Conselho Federal de Psicologia e os efeitos da Resolução Conselho Federal de Psicologia 1/99 “que não proíbe nem dificulta o exercício da profissão, no sentido de atender àqueles que desejam trazer questões referentes à própria sexualidade como tema de seu processo psicoterapêutico”. “Lidamos, como profissionais, com homossexuais, heterossexuais, transexuais e primamos nossa atuação pelo respeito às orientações sexuais de cada um.” "Nossos alunos são preparados em um ambiente que repudia qualquer forma de discriminação e preconceito, pois a psicologia é marcada pelo respeito e acolhimento ao outro e ao seu sofrimento”, assinam os professores.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...