Postagem em destaque

SEJA UM PADRINHO DO TUDO EM CIMA!

Contribua com o Tudo Em Cima!   Para isso, basta você clicar no botão abaixo e ir para o site Padrim, onde poderá escolher a melhor forma d...

sábado, 22 de junho de 2013

Professores de psicologia repudiam projeto da "cura gay" de autoria de deputado do PSDB

João Campos, do PSDB, é o autor do projeto
Professores do curso de Psicologia da Faculdade de Ciências Humanas e da Saúde da PUC de São Paulo divulgaram hoje (21) carta de oposição ao Projeto de Lei 234/2011, aprovado terça-feira (18) pela Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, cuja proposta é popularmente conhecida como “cura gay”. 

O projeto é de autoria do deputado João Campos (PSDB-GO), líder da frente parlamentar evangélica. O documento da PUC repudia qualquer forma de discriminação e preconceito e destaca que o projeto de lei pretende “institucionalizar a diferença e a intolerância”, o que desrespeita o direito e a liberdade do indivíduo. 

 Os professores analisam que há um consenso nos órgãos mundiais dedicados à saúde e ao estudo da sexualidade humana quando afirmam que a homossexualidade não é uma doença e, portanto, não pode ser curada. "Seria um contrassenso atribuir o caráter de patologia a um comportamento sexual humano conhecido desde a antiguidade, só porque o mesmo não está de acordo com o interesse de um grupo específico da sociedade, que certamente merece todo nosso respeito mas que não é, definitivamente, a única voz desta sociedade.” 

Para os docentes, o PL tenta criar um precedente para anular a validade do Conselho Federal de Psicologia e os efeitos da Resolução Conselho Federal de Psicologia 1/99 “que não proíbe nem dificulta o exercício da profissão, no sentido de atender àqueles que desejam trazer questões referentes à própria sexualidade como tema de seu processo psicoterapêutico”. “Lidamos, como profissionais, com homossexuais, heterossexuais, transexuais e primamos nossa atuação pelo respeito às orientações sexuais de cada um.” "Nossos alunos são preparados em um ambiente que repudia qualquer forma de discriminação e preconceito, pois a psicologia é marcada pelo respeito e acolhimento ao outro e ao seu sofrimento”, assinam os professores.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...