Postagem em destaque

SEJA UM PADRINHO DO TUDO EM CIMA!

Ajude este humilde blogueiro a continuar seu trabalho! Sempre militei e falei sobre cinema e outros assuntos sem ganhar absolutamente nada ...

domingo, 23 de junho de 2013

Gritaria contra vinda de médicos cubanos é ideológica


A gritaria toda contra a vinda dos médicos cubanos não passa de uma posição ideológica. As pessoas precisam entender que a elite que domina o Brasil desde que Cabral invadiu essas áreas tem horror ao sistema socialista de Cuba e de qualquer coisa que cheira a justiça social e distribuição de renda. Por isso, o ataca diariamente por meio de seu braço midiático (Globo, Veja, Folha, Estadão e afins).

Por que estão contra a vinda dos médicos cubanos?

Ora, pense um pouco: se Cuba é esse horror todo que eles pintam, um país dominado por uma ditadura terrível onde a população é miserável e reprimida violentamente, como podem existir lá médicos que aceitariam vir trabalhar, por exemplo, no meio da floresta amazônica num lugar totalmente ermo para tratar pessoas absolutamente pobres e, ofensa das ofensas, DE GRAÇA?

Esse tipo de coisa FAZ AS PESSOAS PENSAREM, entende? "Puxa, mas falavam tão mal de Cuba, mas esses médicos estão aqui tratando da gente tão bem e sem receber  nada. Como assim? Talvez Cuba não seja tão ruim assim, como eles dizem, né?".

Não precisa ser um gênio para entender isso. 

Mas, como a elite no Brasil é apenas 1% da população, eles precisam manipular o resto do povo, principalmente a classe média, para que defendam os seus interesses em nome deles, mas sem saber disso. Então, inventam um monte de abobrinhas como "O diploma dos cubanos não vale no Brasil!", "São guerrilheiros comunistas disfarçados!", "Os médicos brasileiros não vão para esses locais porque falta estrutura!" e idiotices do tipo.

E para isso, claro, contam com um parte da classe médica do país que, como sabemos, faz parte desse elite e quer apenas ganhar rios de dinheiro em cima da doença dos outros. 

Agora, pergunta pra esses médicos "mauricinhos" e "patricinhas" se eles aceitariam ir para um rincão do nordeste, onde não tem shopping center nem água tratada, mesmo que fosse recebendo um alto salário. Alguns vão até mentir, dizendo que iriam sim. Mas todos nós sabemos que não iriam coisa nenhuma.

Então, pense um pouco antes de sair por aí repetindo o que você leu na Veja ou ouviu no Jornal Nacional. Porque você pode estar defendendo interesses que não são os seus, mas sim daqueles que estão cagando e andando para todos nós, a maioria do povo brasileiro que precisa trabalhar todos os dias para sobreviver e que, amanhã, pode perder tudo que tem e vir a precisar de um médico cubano...

4 comentários:

Heitor disse...

Querido autor, você está por fora do movimento REVALIDA SIM!
Nós lutamos pela revalidação do diploma e não contra a vinda de médicos. Eu, como médico que já prestei a prova de validação, te digo: a prova é extremamente fácil, e só no ano passado 89% dos médicos estrangeiros foram reprovados. Cubanos ou não. A importação sistemática sem revalidação tira dos conselhos a capacidade de selecionar médicos bons. Ora, assim como em todo país, existem profissionais e instituições formadoras de excelência duvidosa.
Ao abrir o precedente aos cubanos, estamos sujeitos a QUALQUER médico vir exercer a profissão que aprendeu só Deus sabe onde e como.
Quando for atendido por um açougueiro russo, boliviano ou cubano (e não se engane, eles virão) não reclame...
O nosso temor não é da ideologia deles, mas da sua capacidade de trabalho.
E antes de criticar quem consome baboseiras da mídia sem digeri-las, aconselho você a fazer o mesmo e se inteirar do assunto antes de publicar comentários do tipo.

PS.: Sou de esquerda, votei na Dilma, então, não me venha chamar de extrema-direita.

André Lux disse...

Votou na Dilma e é de esquerda. Tá, acreditei, viu? ;-)

Anônimo disse...

minha cidade tem 300 mil hab., tem shopping e mesmo assim os concursos não suprem a demanda, pq ninguem quer trabalhar... pq será? vai nos postos de saúde ver vc mesmo... nos HPs... sem estrutura, pra curar verminose ate farmaceutico serve....

Anônimo disse...

A falácia da falta de capacidade dos médicos estrangeiros deve ser desmestificada, pois, há interesses imbutidos nesses discursos que podem passar até pelos valores ou melhor os supervalores cobrados por médicos brasileiros. Imagina se os cubanos vierem atender a população carente ou não com qualidade e preço baixo. Qualidade sim porque muitos profissionais da área do Brasil e de muitos países vão ou pretendem ir à Cuba para aperfeiçoarem seu atendimento.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...