Postagem em destaque

SEJA UM PADRINHO DO TUDO EM CIMA!

Ajude este humilde blogueiro a continuar seu trabalho! Sempre militei e falei sobre cinema e outros assuntos sem ganhar absolutamente nada ...

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

No meu blog troll não tem vez. Saiba porque.

Meu blog não é penico para trolls!
Meu amigo blogueiro Eduardo Guimarães está preocupado com os trolls que atacam as caixas de comentários do blog dele e quer saber o que seus leitores pensam do assunto.

Para quem não sabe, abaixo vai uma definição de troll:

Um troll, na gíria da internet, designa uma pessoa cujo comportamento tende sistematicamente a desestabilizar uma discussão, provocar e enfurecer as pessoas envolvidas nelas.

O comportamento do troll pode ser encarado como um teste de ruptura da etiqueta, uma mais-valia das sociedades civilizadas. Perante as provocações insistentes, as vítimas podem (ou não) perder a conduta civilizada e envolver-se em agressões pessoais.

Porém, independentemente da reação das vítimas da trollagem, o comportamento do troll continua sendo prejudicial ao fórum, pois o debate ou degenera em bate-boca ou prossegue sendo vandalizado pelo troll enquanto este tiver paciência ou interesse de atuar.

Há várias sistemáticas desenvolvidas por trolls para atuar num fórum de Internet, entre elas:

Jogar a isca e sair correndo: consiste em postar uma mensagem de polêmica grande já esperando uma grande reação de cadeia e flame war.Porém o troll não se envolve mais na discussão, some após a mensagem original e se diverte com a repercussão. Uma forma mais branda é postar noticias polêmicas (às vezes mensagens não-verídicas) só para observar a reação da comunidade.

Induzir a baixar o nível: alguns trolls testam a paciência dos interlocutores, induzem e persuadem a pessoa a perder o bom senso na discussão e apelar para baixaria e xingamentos. Com isso, o troll “queima o filme”, consegue que a pessoa se auto-difame na comunidade por ter descido a um nível tão baixo.

Repetição de falácias: outro método usado que induz ao cansaço, aqui o troll repete seu conjunto de falácias até que leve seu interlocutor à exaustão, alegando depois ter vencido a discussão após o abandono do oponente.

Desfile intelectual: um troll pode ter um bom nível intelectual, vocabulário sofisticado diante de outros discursantes, desfilar referências e contradizer os argumentos dos rivais por conhecimento e pesquisa, muitas vezes expondo-os ao ridículo e questionando sua formação educacional.


Em meu blog eu adotei uma política de tolerância zero com trolls. Por um motivo simples: o troll é, acima de tudo, alguém mal intencionado e/ou mentalmente perturbado. O troll, que pode ser um alguém pago ou um "amador", entra em uma postagem ou discussão sobre um assunto qualquer APENAS para provocar os comentaristas usando factóides, mentiras ou distorções para ir contra o que está sendo defendido. Eu nunca vi uma discussão envolvendo um troll resultar em algo produtivo. Nunca. Pelo contrário, discussão envolvendo trolls quase sempre descambam para agressividade e troca de insultos.

Existe uma diferença brutal entre discordar de um ponto de vista e expressar essa discordância e simplesmente agir como um troll. Existem vários trolls famosos na internet, um deles (cujo nome não vou citar para não alimentar sua psicose) eu conheço desde 2005, quando estourou a tentativa de golpe branco contra o Lula e a militância começou a buscar a internet - principalmente as comunidades do orkut - para expressar suas angústias e revoltas contra aquilo. Desde aquela época o sujeito faz o que sempre fez: age como troll. Mas isso não quer dizer que há mais de cinco anos essa pessoa entra sistematicamente em todos os blogs e comunidades de esquerda para debater com aqueles que não concorda? Não, por um motivo fácil de ser entendido: quando o verdadeiro debate ocorre todo mundo ganha e muda um pouco seu jeito de pensar. No caso do troll isso simplesmente não acontece. Já esse troll continua pensando a MESMA COISA sobre qualquer político de esquerda desde pelo menos 2005! E isso depois de supostamente "debater" sobre o assunto em zilhões de comunidades e blogs!

No início, eu perdia horas discutindo com trolls - eles às vezes parecem até começar a concordar com você, só para no final voltarem maliciosamente à estaca zero. Felizmente, percebi que se trata de um exercício inútil onde apenas eu e os outros que discutiam com o troll perdiam (pois nos irritávamos e às vezes perdíamos as estribeiras). Já o troll continuava sempre lá, belo e formoso, mudando o foco da discussão (quando não tinha mais "argumentos" para divergir), provocando e repetindo a mesma coisa sem parar.

Mas, o que ganha o troll com isso tudo? No caso dos profissionais, o ganho é financeiro ao ajudar a espalhar calúnias, difamações, factóides e mentiras pela rede toda (o Serra montou um esquema profissional disso aí nas últimas eleições, todo mundo sabe). E no caso dos "amadores", o ganho é psicológico, pois a pessoa recebe a atenção que não tem na vida real ao ver os outros brigando com ele ou por causa dele.

Carência afetiva e estupidez podem gerar um troll!
Eu digo isso porque já fui um troll até os meus 18 anos. Eu era um completo alienado e ignorante de política, mas adorava "irritar petistas". Sempre que via petistas falando sobre política, eu entrava no meio e dizia coisas como: "Ah, mas o Lula fala menas!", "O Lula já foi preso, é bandido" ou "Lula cortou o dedo por gosto só para se aposentar, vagabundo!". Pronto. Todo mundo parava de conversar sobre o assunto em debate para me "explicar" que as coisas não eram bem assim. Mas eu não ouvia nada, tudo que eles falavam entrava por um ouvido e saia pelo outro. Como eu era um jovem extremamente carente e medíocre, achava o máximo ver todas aquelas pessoas me dando atenção e ficando irritadas por minha causa! Freud explica, pode ter certeza. O pior de tudo é que tenho uns conhecidos que agem assim até hoje, mesmo tendo 40 anos!

É por essas e outras que troll não tem vez no meu blog. Nada de bom sai de uma discussão com um troll. Nada. Quando você publica uma trollagem ou começa a discutir com um troll, das duas uma: ou está ajudando o canalha profissional a espalhar seu esgoto fétido pela rede (pois aquilo vai ser lido por um monte de gente e pode ser usado para alimentar outros trolls) ou está fazendo a alegria de uma pessoa mentalmente perturbada que joga suas frustrações e recalques na internet e recebe de volta a atenção que não tem no mundo real.

Para não dizer que nunca publico o lixo de um troll, de vez em quando eu deixo passar algum comentário mais agressivo deles justamente para deixar claro a todos o que pensam essas pessoas. Mas é raro, só quando percebo que houve um descontrole do troll gerado pelo ódio de ser ignorado.

Enfim, essa é a minha opinião. Espero ter acrescentado ao debate.

9 comentários:

Elton disse...

E o interessante é que quase todos os trolls com que me deparo são de direita ou apenas vomitam chavões de direita. No começo eu me irritava e caía "como um pato" mas hoje já estou vacinado. Existem blogs onde não há moderação de comentários e nos provedores a exemplo do Terra qualquer um entra lá e escreve toda a sorte de pestilências verbais, piores do que aquela menina lá do twitter (a tal da M. Petruso). Para estes sujeitos, espinafrar é a ordem. Este é um dos motivos que me faz ler seu blog diáriamente, ele tem QUALIDADE nas publicações e nos comentários. Siga em frente. Tem notícias do que pode ter acontecido como Blog do ESQUERDOPATA? Está "fora do ar" há vários dias......

Cézar Augusto Crispim disse...

André,
Também postei um comentário no blog do Eduardo sobre isso. Concordo também contigo, em parte. Acho que até se deve deixar os caras postar, justamente para sabermos quem são (quando não postam como anônimos). Afinal, sem o contraditório, não há debate. Contudo, acho que os não-troll deveriam simplesmente ignorar (se conseguirem) os trolls e deixá-los falando sozinhos. Sei que é f... deixar passar um comentário ofensivo ao Lula e outras bobagens que eles dizem, mas acho que os participantes sérios dos blogs deveriam simplesmente ignorar os trolls, deixando-os vomitar sozinhos. Quem sabem se cansam e não incomodam mais.
Um abraço!!

Jbmartins-Contra o Golpe disse...

Encontrei uma noticia que os TuKanos não se esqueceram de fazer olhem ….http://anaispoliticos.blogspot.com/2011/01/voltda-da-privatizacao-da-copel.html

Fernando Romano disse...

Concordo, André. O meu comentário lá no blog do Edu foi o seguinte:

"Dar espaço a trolls pra quê? É perda de tempo e uma ingenuidade de sua parte. O troll dificilmente – ou nunca – mudará de ponto de vista, pois seu objetivo não é dialogar, mas sim bagunçar a discussão, atacar, xingar, floodar. Sou a favor de comentários moderados e da política de tolerância zero com trolls, mesmo os que você considera de estimação, Edu. Eles já tem a Veja e as Folhas da vida, todo o espaço do PIG é direcionado à eles, e os caras vem fazer o quê num blog progressista? Que fiquem por lá.

A linguagem do troll é o golpe de 64! É isso que eles entendem por “democracia”.

Termino com uma frase do Latuff: “Com inimigos não dialogamos, nós lutamos contra”

Douglas Yamagata disse...

No meu blog também não tem troleiro, mesmo por que, o meu blog tem lado e os comentários do "outro lado" são simplesmente ignorados e deletados. Ou seja, no meu blog é eu quem mando.

Henrique disse...

Troll é uma imbecialização midiática.
Há uma disfunção cerebral grave pois só possuem receptores nervosos do tipo "lavagem cerebral".
A mente perturbada de um troll é devida à formação da capacidade de jogar seus traumas e perturbações em cima de pessoas que realmente usam milhares de genes para formação de capacidade intelectual em benefício próprio e da sociedade.
A ignorância é a única formação 'tróllica'!

Larissa disse...

Me identifiquei totalmente com a parte em que diz ter sido um troll até os 18 anos e que conhece gente de 40 anos que permanece assim.
Adoro todos os posts!

Apenas, Marcia disse...

Até que enfim vocês se tocaram! Esses trolls são chatos demais: não acrecentam nada e trazem umas discussões sem qualquer fundamento argumentativo.

Anônimo disse...

sem dúvidas que luugar de troll é no limbo, esquecido! tanto que mesmo blogs em q pessoas publicam simples poemas ou usam como diário para falar apenas de seus sentimentos mais banais qdo há um comentário maldoso e q eles obviamente não vão com a cara, esse coment é simplesmente deletado..tudo pra manter um blog limpo e com conversas agradaveis.....sem essa pestilencia escrota de trolls...e a nossa hora do revide pra eles chegou...trolls, sintam-se ignorados e acabados! epontofinal

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...