Postagem em destaque

SEJA UM PADRINHO DO TUDO EM CIMA!

Ajude este humilde blogueiro a continuar seu trabalho! Sempre militei e falei sobre cinema e outros assuntos sem ganhar absolutamente nada ...

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Sobre o feminismo: será que estão mesmo querendo defender as feministas ou é algo mais?

Está dando pano para manga a polêmica que começou com a publicação de um texto que usava o termo "feminazi" pelo jornalista Luis Nassif em seu blog. O texto não era dele, mas o fato de tê-lo publicado o transformou em alvo de vários grupos que tem interesses distintos nos assuntos envolvidos - tanto o feminismo quanto a blogosfera.

Algumas defensoras do feminismo passaram a atacar o Nassif com fúria desmedida, no que foram seguidos por ultra esquerdistas utópicos que pegaram carona no episódio para também atacá-lo só porque tem ódio do jornalista por ele ter ousado defender o governo Lula (que para os ultra esquerdistas utópicos é a reencarnação do Belzebu). Aí, claro, juntaram-se a eles os trolls da direita que jogaram mais lenha na fogueira e começaram a culpar o Nassif pelo naufrágio do Titanic e coisas parecidas.

De repente, no meio dessa confusão e baixaria toda, alguns começaram a juntar alhos com bugalhos e usaram o episódio narrado acima para fazer generalizações ridículas em textos intermináveis e autobajuladores. É o caso do blogueiro Idelber Avelar, que escreveu uma besteira enorme que intitulou de "A busca incansável por um feminismo dócil, ou, não é de você que devemos falar", no qual finge defender com unhas e dentes o feminismo fazendo uso de generalizações canhestras e citações a autores e personalidades obscuras para tentar parecer culto e letrado, quando no fundo está apenas tentando desmoralizar as pessoas que organizaram o primeiro encontro de blogueiros em São Paulo e a entrevista com o presidente Lula.

Alguns exemplos de generalizações: "quando homens emitem “opiniões” sobre o feminismo, elas não costumam vir embasadas em bibliografia ou sequer em escuta da experiência das mulheres narrada por elas próprias. Arma-se alguma capenga simetria entre machismo e feminismo, decreta-se que “as” feministas são isso ou aquilo e encerra-se o assunto sob viseiras, em geral acompanhado de algum choramingo contra “elas”, que são “radicais” ou “patrulheiras” (confesso que “barraqueira” eu ouvi pela primeira vez esta semana), sem que nenhum esforço tenha sido despendido na escuta do outro, neste caso na escuta da outra."

Já no próximo trecho o blogueiro tenta claramente acusar os que organizaram a entrevista de machistas: “composição de gênero marcadamente desequilibrada do grupo que realizou a histórica entrevista com o presidente Lula” (isso quando é do conhecimento geral que nada menos do que quatro mulheres foram convidadas para a entrevista, porém não puderam comparecer e só avisaram em cima da hora o que impossibilitou outros convites).

Esses exemplos demonstram claramente a má intenção do autor. Existem casos como o narrado pelo cidadão? Claro que sim. Mas todos os homens são assim? Óbvio que não. Então pra que começar um texto supostamente erudito e cabal com afirmações assim tão ridículas?

Até porque o feminismo é um movimento complexo, multifacetado e passível de diversas análises. Tenho certeza que se perguntarmos o que é feminismo para dez mulheres, dez respostas diferentes vão aparecer. O que é feminismo para mim? Simples: lutar para que as mulheres conquistem direitos iguais aos dos homens, lutar contra o machismo e contra a discriminação sexual. Tem gente que vai dizer que feminismo não é nada disso. Tem gente inclusive que acha que feminismo é sinônimo de "todos os homens são maus e devem ser combatidos". Já conheci algumas que pensam isso mesmo. Mas ai dizer que TODAS as feministas pensam assim também seria ridículo.

Não satisfeito em apelar para generalizações na tentativa de validar seu ponto de vista, o Avelar ainda faz uso de sofismas: "O progressismo blogueiro é visivelmente masculinista, e que ele reaja com tão ruidosa choradeira ao mero aflorar de uma crítica feminista é só mais uma óbvia confirmação do fato". Ou seja, se alguma mulher fizer uma crítica que eu não goste, tenho que ficar calado caso contrário estarei provando que sou machista. Artimanha pura e simples para bloquear qualquer crítica ao seu texto infeliz travestida de retórica repleta de soberba e arrogância favorável ao feminismo.

O pior é que esse tipo de artimanha insidiosa acaba gerando reações de mulheres que infelizmente se encantam com essa suposta defesa do feminismo e passam também a disparar generalizações canhestras contra todos, como a postada pela Conceição Oliveira (@maria-fro) no twitter: "Já disse aqui uma vez pra gente muito querida, não conheço nenhum homem feminista. Nenhum. Conheço os q se exercitam p/controlar machismo". Ao que respondi: "Eu sou feminista", só para receber como resposta: "Sorry, existem um monte de mulheres machistas, mas tô pra conhecer um homem feminsta o caldo cultural é muito denso". Se ela não conhece um homem assim é problema dela, não acham?

Tudo isso demonstra apenas uma coisa: quando as pessoas agem movidas por rancores ou por necessidade de alisar o próprio ego as coisas fatalmente desandam. Eu não sou contra a crítica, o debate até acalorado, mas o que não dá para suportar é gente subindo num cavalo branco para tentar mostrar que é superior aos outros colegas fazendo uso de generalizações canhestras e sofismas.

No fundo só querem aparecer. Ou será que tem algo mais por trás disso tudo? O blogueiro Eduardo Guimarães, um dos que foi arrastado para a polêmica e ofendido também, tem uma teoria sobre as atitudes de gente como o tal Idelber Avelar, que até ontem para mim era um sujeito de confiança. Hoje já fico em dúvida...

24 comentários:

Euclides F. Santeiro Filho disse...

Novamente inversão de lógica.

Por que não pergunta se foi por inveja e rancor que o Nassif destratou a Lola e as feministas?

Por que não pergunta se foi por rancor que o Eduardo Guimarães lançou essa descabida teoria da conspiração?

Seu texto não acrescentou nada ao debate, só repetiu os mesmos argumentos batidos e reforçou a idéia de que as vítimas são o Nassif e os que vestem a carapuça de "blogueiro progressista".

Além do mais você menosprezou o feminismo como se ele fosse mero pretexto para as reações indignadas e resolveu "patrulhar" o Idelber de forma equivocada, endossando o Guimarães.

Pelo bem da honestidade intelectual:

http://www.idelberavelar.com/archives/2009/06/gravatai_merengue_era_mesmo_autor_no_blog_anonimo_de_difamacao_contra_luis_nassif.php

Abraços.

André Lux disse...

A melhor resposta para suas acusações estão na caixa de comentários do blog do Eduardo Guimarães, por Roberto:

"O Idelber é um acadêmico e escreve muito bem. Tem uma capacidade altíssima de separar o joio do trigo, característica típica de quem pratica o método científico. É um grande defensor de causas da esquerda.

Entretanto, e por causa destas características, eu entendo a pulga atrás da orelha do Eduardo Guimarães. Por que razão um acadêmico misturou outras coisas numa discussão sobre o uso da palavra feminazi no blog do Nassif?

O próprio Idelber já havia escrito que estava ciente que 4 blogueiras haviam sido convidadas para a entrevista com o Lula e não puderam ir. Se sabia disso, porquê incluir o movimento dos Blogs progressistas numa briga com o Nassif sobre feminismo? E tem mais: -Porque questionar o uso da palavra progressista por este movimento logo no post em que discute feminismo?

Se o Idelber estava chateado por causa da ausência de link para seu texto no blog do Nassif porque que ele misturou isso na discussão sobre feminismo? Porque não procurou o Nassif primeiro? Pior, porque que fez isso depois que o Nassif entrou em contato com ele pedindo desculpas e o próprio Idelber aceitar as desculpas?

O Idelber ainda escreve, na caixa de comentários, que os comentários do blog do Nassif não são publicados instantaneamente e que alguns ficam a espera de aprovação. Ele é bem cuidadoso ao não afirmar que os comentários são excluídos mas o fato de mencionar esta não aprovação imediata, ao contrário do que acontece no blog dele, deixa a impressão que o Nassif censura.

Ao misturar todas estas discussões em uma briga que deveria ser sobre feminismo e exclusivamente com o Nassif trazem duas idéias imediatas: 1-fruto de ego ferido, raiva e cabeça quente e 2-tentativa de aproveitar uma discussão para vencer outras. Um acadêmico do porte do Idelber deveria ser capaz de diferenciar estas duas coisas."

Akin disse...

André estou postando só para te alertar que a frase " composição de gênero marcadamente desequilibrada do grupo que realizou a histórica entrevista com o presidente Lula” não foi do avelar e sim do Paulo Candido que posta lá algumas vezes. Acho que nesta história houve acertos e erros de todas as partes envolvidas e que vocês estão perdendo tempo discutindo se o ovo nasceu antes da galinha, enquanto o outro lado ri da gente tomando champagne.
A maioria dos envolvidos (Avelar incluso) deveriam deixar as picuinhas de lado e resolverem as diferenças numa boa roda de chopp.
Fico triste em ver pessoas com ideais parecidos discutindo bobagens.
Blogosfera = Egosfera

lola aronovich disse...

1)Fico impressionada ao ver como vc embarcou nessa canoa furada, André. Primeiro em querer ser visto como feminista apesar de chamar de “fúria desmedida” e “histeria” a reação feminista contra Nassif. Vc nem critica Nassif, vc critica as feministas que criticaram Nassif! E vc mostrou que não conhece nada sobre feminismo, caso contrário não usaria uma palavra tão carregada como “histéricas”. Mulheres sempre foram chamadas de histéricas. Durante muito tempo havia tratamento médico pra histeria – doença estritamente feminina, de acordo com os médicos e psicanalistas (por coincidência, todos homens) que a diagnosticavam. Aí vc pega um trecho de um ótimo texto do Idelber, que nada mais além de pedir que homens analisem seu machismo e se informem mais sobre o que é feminismo, o acusa de estar generalizando, e se revolta. Perceba que essa é a sua forma de lidar com seu machismo: revoltando-se contra qualquer pessoa que sugira que você, como tantos homens (e mulheres), pode ser machista. Zero de reflexão. Vc quer mais é atirar no mensageiro.

Euclides F. Santeiro Filho disse...

E a melhor resposta para a sua resposta é:

Pois bem. Suponhamos que o Idelber tenha feito de fato tudo isso - e não concordo, só estou fazendo uma ilustração pelo bem do argumento.

Por que o título desse seu post atenta, então, para as feministas e não apenas para o Idelber e para as pessoas que muitos insinuam estarem querendo "desagregar a blogosfera"?

Por acaso você acha que a Lola, a Bárbara e a Cynthia também tinham algo contra o Nassif e que estão a serviço de alguém?

Se você imputa generalização e descuido com a abordagem do assunto ao Idelber, está padecendo do mesmo mal, sendo altamente contraditório.

Abraços.

lola aronovich disse...

2) Acho que o caso de vc me tuitar foi querer comprar mais uma briga. Não sei o que vc quer, se é validar seu feminismo ou seu machismo, ou sua postura de não ser levado pelo ego e pelo rancor pessoal nessa briga toda, o que, a meu ver, com sua postura, me parece extremamente irônico. Vc insite em falar de alguém da ultra-esquerda com quem vc teve algum tipo de briga certa vez. Vc vai citar outros tb, como um crítico de cinema? É nisso que se resume o seu “feminismo” ou o seu “ativismo blogueiro”, ficar relembrando rusgas passadas? E agora vc entrou na neura do Eduardo Guimarães, que escreveu hoje o post mais sem noção que já vi na blogosfera progressista. Eu tenho minhas desavenças com o Idelber de vez em quando, mas dizer que ele tem “posições políticas dúbias” ou que não teve nenhuma importância no processo eleitoral é de uma burrice absoluta. E essa ira contra ele foi levantada por que? Porque ele disse que todo homem deveria refletir sobre seu machismo. Deu sugestões de leitura, ó arrogância (pq tá rolando um anti-intelectualismo incrível nos comentários). Agora, imaginar que ele seja um agente secreto da direita é francamente risível. E vc sabe disso, vai. Só tá surfando na onda. Idelber escreveu uma vez (numa época em que eu nem conhecia o blog dele) um post criticando Nassif por, segundo ele, prejulgar que Gravataí estava por trás do blog anônimo contra ele. Foi um post totalmente errado (e é esse mesmo que o Eduardo está usando). Acontece que pouco depois Idelber escreveu este post aqui:
http://www.idelberavelar.com/archives/2009/06/gravatai_merengue_era_mesmo_autor_no_blog_anonimo_de_difamacao_contra_luis_nassif.php

lola aronovich disse...

3) Agora, imaginar que ele seja um agente secreto da direita é francamente risível. E vc sabe disso, vai. Só tá surfando na onda. Idelber escreveu uma vez (numa época em que eu nem conhecia o blog dele) um post criticando Nassif por, segundo ele, prejulgar que Gravataí estava por trás do blog anônimo contra ele. Foi um post totalmente errado (e é esse mesmo que o Eduardo está usando). Acontece que pouco depois Idelber escreveu este post aqui:
http://www.idelberavelar.com/archives/2009/06/gravatai_merengue_era_mesmo_autor_no_blog_anonimo_de_difamacao_contra_luis_nassif.php
E esse post o Eduardo nem menciona, né? Foi através desse post que ouvi falar pela 1a vez nesse personagem nefasto que é o Gravataí. Se colocarem Nassif e Gravataí na minha frente, eu nem pisco. É claro que defendo Nassif. Mas nem por isso ele deve estar acima da crítica, né? Pra mim, nesse episódio ele provou ser tão machista quanto Gravataí. Mas, ao contrário de vc, eu não vou ficar remoendo isso. Já já passa e nem tocarei mais no nome do Nassif (o que não é difícil, já que nunca acompanhei o blog dele).

lola aronovich disse...

4) Mas eu vi vc questionar o Idelber no Twitter com ares de inquisidor. “Vc disse ou não disse que nenhuma blogueira foi convidada pra entrevista?”Pô, quem te deu esse poder? E vc ainda escreve coisas como “Idelber escreveu xxx pra parecer culto e letrado”. Putz, culto e letrado ele é, vc não acha? Ele não precisa parecer!
Aí, como vc não encontra a frase que vc queria no blog do Idelber, vc volta ao post do Eduardo e pergunta: “Onde tá tal frase? Não encontrei!”. E aí ele te passa o link prum post, onde não há nada parecido com a frase (inclusive, no texto dele sobre a entrevista com Lula, ele foi completamente baunilha – bom, é vanilla, em inglês, tipo mole, sem tomar posição – e eu até briguei com ele. Tá nos comentários). É ridículo o que tá acontecendo. Vc sabe o que foi McCarthismo, certo? Vc quer destruir a reputação do Idelber e de quantos outros na blogosfera? E por quê? É só satisfação pessoal mesmo? É querer se unir aos fortes e aos bons, como diz o prof. Hariovaldo? Antes de continuar nessa canoa furada, pense um pouco. (Não vou nem revisar pq estou sem tempo).

André Lux disse...

Prezada Lola, não vou comentar muito sobre o que vc escreveu. Vc tem o direito de pensar dessa maneira. E eu tenho o direito de pensar como penso (e tentei explicitar em meu texto).

Sempre respeitei o Idelber, tanto é que já reproduzi textos dele aqui. Mas deste vez ele pisou feio na bola e atingiu quem não merecia tentando juntar alhos com bugalhos para talvez tentar desovar algum rancor pessoal contra o Nassif e os outros que organizaram o encontro dos blogueiros.

E entre o Idelber e o Guimarães ou o Nassif, fico com os dois últimos que são pessoas que deram e dão uma contribuição incomensurável à nossa combalida democracia, são pessoas que colocam a cara pra bater e enfrentam o monstro de peito aberto.

E se vc acha que eu sou machista, problema seu. Eu sei muito bem o que eu sou e não preciso provar nada pra ninguém.

O triste mesmo é ver pessoas que se julgam feministas ou esquerdistas se deixando usar por outros que cooptam esses movimentos para fazer uso pessoal.

Antonio Luiz disse...

André, Lola, Nassif, Rovai, Azenha, Vianna, Idelber e etc. E outros tantos que, pela minha omissão, poderei ser crucificado.

Como diria aquele Caetano, que conheci:

"Alguma coisa está fora...fora da ordem mundial".

Juízo meninos e meninas!

Há lugar para todos e anda faltando candidata(o)s.

Por favor, reflitam. O buraco é bem mais embaixo.

André Lux disse...

A. Luiz vc está certíssimo. E é exatamente isso que venho tentando desde o começo...

KARMAK disse...

Pô pessoal, não vamos criar um "racha no movimento".

A pluralidade de idéias é sempre bem vinda, mas é preciso bom senso. Não fiquemos discutindo com objetivo puro e simples de classificar X ou Y como machista.

Devemos debater com o propósito de agregar mais pessoas para nossas causas. "Falar grosso" nesses casos gera mais discórdia do que reflexão.

André, entendi seu recado. Parabéns pelo blog.

Lucia disse...

André Lux,

Sinceramente, acho que o que mais faz o jogo da direita é essa espécie de exageros que estão cometendo a partir de erros que o Nassif cometeu SIM.
Postou um comentário provocativo, reagiu mal às críticas, entrou no jogo dos trolls que aproveitaram a situação.
Admiro muito o Nassif, o Eduardo, o Azenha, o Miguel do Rosário e vc, apesar de inúmeras divergências, algumas pequenas outras bem significativas, mas vcs estão todos escandalizando o nada.
Aquilo que a gente casou de reclamar da mídia corporativa.
Vão esperar sentados que mulheres inteligentes, dignas e batalhadoras fiquem caladas quando se sentirem atingidas e forem acusadas de barraqueiras por não ficarem.
Pior ainda acusar alguém como o Idelber, que também tem direito de errar eventualmente, de instrumento de desagregação.
A Lola de baixaria.
Pirou todo mundo, é? Isso é "bom nível" de discussão?
Os coturnos da vida devem estar se
divertindo muito às nossas custas.

E estou postando aqui porque, além de ler sempre seu blog e te achar tranquilo, lá no Nassif e no Eduardo só se quiser levar pancada dos comentaristas. Tá certo isso? É tudo contra o que a gente luta a tanto tempo.
Ganhamos a eleição, todos nós. Demos a cara a bater todos nós, apenas uns menos famosos que outros. Com menos a perder que outros, por ter menos mesmo.


Feliz Natal, Bom Ano Novo!

Isabela disse...

Uau, esse lance todo na blogosfera tá é precisando de uma mesa de bar, bem redonda e cheia de gente boa!
Nunca comento aqui, mas tô achando tudo tão confuso que cansei...rsss..

Cybershark disse...

O Nassif já não se desculpou publicamente? Então fim de papo. Não dá trela citando esse Idelber, Lux! O que ele quer é justamente holofotes de tudo quanto é blog, inclusive o seu. Sugiro aquilo que você mesmo disse no outro post: ignore-o e não se deixe abalar - senão vc estará, involuntariamente, ajudando a dividir a blogosfera.

A Dilma formando o governo dela agora, precisando do nosso apoio contra o PiG, e a gente aqui discutindo se o Nassif merece ou não ser crucificado em praça pública (mesmo já tendo se desculpado) por causa dos apelos de um desafeto qualquer dele... Aliás, que patacoada inútil também ficar nisso de discutir a pertinência do termo "progressista"! Não vamos perder o foco, nem a coesão. Lembra daquela cena do "Vida de Brian"? É bom não esquecer.

Flipe disse...

Vou dizer aqui também que pessoas estão tentando censurar o Nassif e outros por causa de uma postagem que não reflete sua linha de pensamento, idiossincrasia e nada mais. A birra já esta "instituída" e vimos que cria-lá é mais fácil que desfaze-lá, ninguém ganhou nada com isso, tá todo mundo pensando do mesmo jeito que antes!

"Aí mulecadinha, não vai pra grupo não, a cena é triste hein!"

Anônimo disse...

Vixe,pois nao é que conseguiram espalhar a cizania na blogosfera!!
Foi so a bichinha crescer um pouco e aparecer e la se vem a discordia.
Eu enquanto mulher que sou,acho tudo isso uma grande frescura,uma palhaçada essa mofineza de feminismo!!

Piort disse...

Vamos lá gente, não vamos nos deixar levar pelo rancor, algumas pessoas erraram, exageraram, mas teve retratações, desculpas. Vamos partir pra um debate mais compenetrado e amoroso.

boto - ssa disse...

"No fundo só querem aparecer. Ou será que tem algo mais por trás disso tudo? O blogueiro Eduardo Guimarães, um dos que foi arrastado para a polêmica e ofendido também, tem uma teoria sobre as atitudes de gente como o tal Idelber Avelar, que até ontem para mim era um sujeito de confiança. Hoje já fico em dúvida..."

não acho justo esse tipo de ilação (já registrei lá no edu minha discordância). não se pode pegar um post de uma pessoa e desqualificar o trabalho de anos. a internet eterniza nossos erros.

André Lux disse...

O Idelber se queimou porque tentou atingir o Nassif e os que organizaram o encontro dos blogueiros enfiando isso no meio de uma suposta defesa do feminismo para se blindar de qualquer crítica.

Se tem algo a dizer que diga dando nomes aos bois e de forma direta.

Anônimo disse...

Por comentários que já vi em outros blogs, e agora neste, dá pra ver um pequeno resumo da história de diversos movimentos de esquerda. É uma história que os letrados de plantão conhecem, mas parecem querer repetir ad eternum... Tá na hora de parar de escrever...sentar um pouco, refletir. É isto mesmo que queremos? Discutir, rebater os argumentos cada um mostrando mais conteúdo intelectual ?? Cada um com a cauda de pavão mais aberta que o outro ?? Ótimo... Temos 4 anos de LUTA pela frente, ou alguém aqui está achando que acabou ?? E aí, alguém fala uma bobagem que alguém não gostou, um fica melindrado, outro toma as dores... e lá vai todo mundo pra fogueira das vaidades, perdendo completamente o foco. Como se diz na roça : melhor mudar o rumo dessa prosa. Ainda não consolidamos um progresso social efetivo, duradouro, estável, que nos permita perder tempo com bobagens. E enquanto a blogosfera progressista se digladia, a direita ri, e pensa :"quem nunca comeu melado, quando come , se lambuza"...
Lais - Sào Paulo

André Lux disse...

Concordo plenamente, Lais. E se você reler meus textos vai perceber que é exatamente isso que venho tentando dizer. Quem se deixa levar por ego inflado, por ataques histéricos ou por rancores pessoais e sai atirando para todos os lados faltamente vai atingir aliados e o próprio pé. E é exatamente o que aconteceu nesse triste episódio. Enquanto isso, a direita dá risada...

boto - ssa disse...

"Se tem algo a dizer que diga dando nomes aos bois e de forma direta."

???

Miguel do Rosário disse...

Seu comentário ficou preso no wordpress, liberei agora. Abs

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...