Postagem em destaque

SEJA UM PADRINHO DO TUDO EM CIMA!

Ajude este humilde blogueiro a continuar seu trabalho! Sempre militei e falei sobre cinema e outros assuntos sem ganhar absolutamente nada ...

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Plínio, o patético, explica: Ele não "prefere" Serra, apenas acha que seria mais "favorável"

As críticas e gozações que tenho feito aos ultra-esquerdistas-utópicos do PSOL e similares tem gerado reações coléricas de alguns militantes do partido que, vestindo a carapuça, partem para a agressão quando, no mínimo, deveriam fazer uma auto-crítica sobre o comportamento de seu partido nas últimas eleições já que minhas observações pegaram direto na veia.

Quem não se lembra do tal de Buffalo, candidato ao governo de São Paulo, usando seu tempo escasso nos debates na TV para... atacar o governo Lula e falar mal do Mercadante?! E que tal o candidato a presidente pelo partido, Plínio de Arruda Sampaio, que abandonou o PT depois que foi ignorado pela militância do partido nas eleições para a presidência, pregando voto nulo no segundo turno?! Mas o inimigo em comum dos partidos ditos de esquerda não seria o PSDB, do Geraldinho e do Serrágio, ou o DEM, que quando era Arena apoiava a ditadura, a censura, as torturas e as mortes?

Mas, que nada! Afinal, se tem uma coisa que eles odeiam mais do que a direita e a burguesia são... todos os outros partidos que se dizem de esquerda, mas na verdade não passam de traidores, pelegos e vendidos!



Outra coisa que nunca vou esquecer. No Record News passava um especial sobre o governo Allende e o golpe. Aí veio uma entrevista ao vivo com o Plínio de um lado (defendendo Allende) e um representante dos Chicago Boys do outro (defendendo Pinochet e a ditadura!). Os dois se engajaram em acalorado debate, um totalmente contrário às opiniões do outro até que... entrou no assunto o governo Lula. Não é que o sr. Plínio deu as mãos ao Chicago Boy, defensor do ditador Pinochet, para avacalhar o governo de Lula!

Sério, não estou inventando. Depois quando a gente diz que eles são a esquerda que a direita adora, tem gente que acha ruim.

Abaixo vocês poderão ler uma nota onde Plínio, do PSOL, reclama que o portal "Rede Brasil Atual" mentiu ao concluir que "Plínio afirma que preferiria governo Serra ao de Dilma". A nota dele é bem esclarecedora. Na verdade ele não disse que prefereria o Serra, mas sim que um governo tucano seria mais "favorável" para a esquerda. Ah, tá. Realmente, é bem diferente...

Plínio esclarece:
Lula foi frustrante, tucanos fizeram 'governo nefasto'

Em nota, candidato à Presidência critica "Rede Brasil Atual". Ele lamenta dúvidas geradas a respeito de sua posição sobre o segundo turno e sobre suas expectativas para o governo Dilma

- Por Anselmo Massad, Rede Brasil Atual

São Paulo – O quarto colocado na disputa à Presidência da República Plínio de Arruda Sampaio afirma que considera a perspectiva do governo comandado por Dilma Rousseff (PT) ruim, assim como seria a de um eventual governo José Serra (PSDB). Em nota encaminhada à Rede Brasil Atual (leia abaixo), Plínio rechaça a hipótese de que "preferiria" um governo tucano, explicando que vê o governo Lula como frustrante, enquanto o período sob Fernando Henrique Cardoso é qualificado como "nefasto".

Plínio taxa de "má fé" a interpretação de que sua fala indicaria predileção por Serra. "Os comentários maldosos que estão sendo feitos significam apenas ressentimento dos que ficaram indignados com as palavras que usei nos debates eleitorais", criticou.

Na quarta-feira (3), a Rede Brasil Atual publicou o texto "Plínio afirma que preferiria governo Serra ao de Dilma", a partir de entrevista concedida pelo promotor de Justiça aposentado à edição eletrônica do Jornal do Brasil. Na entrevista, Plínio disse: "No (eventual governo) Serra, temos a repressão, em Lula a cooptação (...). Acho mais favorável (para a esquerda) a repressão, que aliás já enfrentei. Mas é melhor porque a repressão unifica, as pessoas se unem, vão para as ruas".

Na nota encaminhada nesta segunda-feira (8), ele critica o enfoque adotado no texto por gerar dúvida sobre sua postura em relação à disputa presidencial. "Sobre minha posição no segundo turno só pode ter dúvida quem estiver determinado a tê-la, porque está cristalinamente dito que anularia meu voto. Disse isto no Manifesto que publiquei e em todas as minhas aparições na televisão", vaticinou.

Plínio detalhou o que considera ser a diferença entre as gestões. "Serra significaria maior repressão ao movimento popular e polícia mais truculenta contra o povo. Lula/Dilma não reprimem tanto, mas cooptam lideranças dos movimentos populares e, desse modo, corrompem tais movimentos, dividindo-os", esclarece. "Em nenhum momento afirmei preferir um governo Serra, pois o tucanato foi desde sempre no Brasil um governo nefasto. O governo Lula/Dilma foi frustrante", diferencia.

Ao contrário

O candidato do PSOL critica ainda o papel desempenhado por Dilma e Serra na campanha. "Para os socialistas, os processos eleitorais são importantes como instrumentos de conscientização da massa popular. Tanto Serra como Dilma dificultam extremamente o trabalho de conscientização", avalia. "Por isso, não prefiro nem um nem outro. Preferiria, isso sim, um governo verdadeiramente dos trabalhadores, que fizesse avançar a conscientização e a mobilização popular", aponta.

4 comentários:

Ruy Acquaviva disse...

Se a esquerda tem que apanhar para se unir, o Sr. Plínio que começe.
Eu é que não quero apanhar. Quero que o País melhore cada vez mais.
Ao contrário do Plínio e do PSOL eu acho que miséria não traz revolução, só mais miséria e sofrimento para o povo.
Apoio o Governo Lula e apoiarei o Governo Dilma, na construção de um País cada vez melhor.

Anônimo disse...

concordo, André, esse pessoal do psol foi tanto p a esquerda que caiu para a direita! rsss. Bem q Lenin disse: o esquerdismo é a doença infantil do comunismo. Eles nao têm foco, me lembra a piada dos naufragos q estavam em uma ilha e acharam uma garrafa do genio. Os dois primeiros pediram p voltar p seu país, enquanto o terceiro disse "quero q meus amigos voltem". um abraço!

Ricardo Melo disse...

Pô, André, dessa vez você está sendo sectário com eles.

Você não consegue ver como a campanha do Plínio eletrizou todo o Brasil com a sua conscientização socialista???

O povo não fala outra coisa na rua, cara!

Larga a mão e dexa a militância democrática pra lá.

No máximo em 3 séculos e meio o Plinio e a Heloía Helena serão carregados pelo povo nas ruas.

Anônimo disse...

concordo, André, esse pessoal do psol foi tanto p a esquerda que caiu para a direita! rsss. Bem q Lenin disse: o esquerdismo é a doença infantil do comunismo. Eles nao têm foco, me lembra a piada dos naufragos q estavam em uma ilha e acharam uma garrafa do genio. Os dois primeiros pediram p voltar p seu país, enquanto o terceiro disse "quero q meus amigos voltem". um abraço!

Terça-feira, Novembro 09, 2010 4:51:00 PM JoaoSinapse

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...