Postagem em destaque

SEJA UM PADRINHO DO TUDO EM CIMA!

Ajude este humilde blogueiro a continuar seu trabalho! Sempre militei e falei sobre cinema e outros assuntos sem ganhar absolutamente nada ...

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Verdes fogem de Serra Dilma recebe apoio de militantes do PV

Filha do líder da causa ambiental Chico Mendes, Ângela Mendes fez um discurso enfático em defesa do apoio à candidatura de Dilma à presidência. Segundo ela, a coerência a levou a votar em Marina Silva (PV) no primeiro turno e a escolher Dilma no segundo turno das eleições.



- do portal
Vermelho

Num ato político que reuniu militantes e líderes do PV, a candidata Dilma Rousseff lançou hoje os 13 Compromissos com a Política Ambiental, que vai combinar sustentabilidade com desenvolvimento econômico. Segundo ela, não há crescimento econômico que justifique a destruição dos recursos naturais.

“Isso vale para todas as nossas políticas públicas. Não queremos mais que este país se desenvolva a custa da sua gente e da sua natureza”, afirmou Dilma, destacando o compromisso com o desenvolvimento sustentável da Amazônia.

“A redução do desmatamento é pré-condição para a sustentabilidade da Amazônia. Por isso, teremos tolerância zero com o desmatador. Não fizemos tudo, mas podemos dizer que avançamos”, disse Dilma no ato político.

O programa de governo estabelece ainda a consolidação da atuação brasileira na política ambiental global, que assumiu o que Dilma chamou de “posição de vanguarda” na Conferência do Clima, em Copenhague: a redução entre 36% e 39% da emissão de gases que provocam o aquecimento global e em 80% o desmatamento da Amazônia.

“Não faço leilão para ganhar apoio. Assumo compromissos e cumpro”, ressaltou a candidata, levantando a plateia.

Entre os ambientalistas presentes estavam algumas lideranças do PV, como Pedro Ivo, um dos assessores da campanha de Marina Silva (PV), terceira colocada no primeiro turno da eleição, que declarou "independência" no segundo turno.

Ivo justificou o apoio a Dilma lembrando que deixou o PT junto com Marina no ano passado e afirmando que um apoio a José Serra (PSDB) seria uma volta ao passado. “Marina queria que o Brasil fosse para frente, ela não chegou ao segundo turno, mas nós não queremos o Brasil indo para trás. Por isso estamos aqui”.

Direita de sempre

O manifesto de adesão dos verdes, intitulado "Marineiros com Dilma", declara que José Serra (PSDB) é a "direita de sempre" e que tem "transformado o preconceito em seu principal aliado".

Mesmo com críticas à esquerda, os ambientalistas afirmam que um eventual governo de coligação entre PSDB e DEM afastaria o Brasil de "um futuro de mais inclusão social".

"Entendemos que um eventual governo de coligação PSDB-DEM afastaria o Brasil destes grandes desafios, privilegiando os compromissos do 'Estado mínimo' e o discurso repressivo da 'Lei e Ordem'", afirma a carta.

Deputados

Também manifestaram seu apoio á Dilma os deputados Sarney Filho (MA), Roberto Santiago (SP), Fábio Ramalho (MG) e Edson Duarte (BA).

Avanços

Entre os avanços conquistados pelo governo Lula na construção de um novo padrão de desenvolvimento sustentável está, além da redução do desmatamento da Amazônia, o aumento das Unidades de Conservação.

Em oito anos, foram destinados 26,8 milhões de hectares para novas unidades, o que corresponde a 75% das áreas de conservação da biodiversidade criadas no mundo após 2003. Já o desmatamento da Amazônia foi reduzido para menos de 7,5 mil km² em 2009, resultado das ações de fiscalização, apoio à produção sustentável e regularização fundiária.

Filha do líder da causa ambiental Chico Mendes, Ângela Mendes fez um discurso enfático em defesa do apoio à candidatura de Dilma à presidência. Segundo ela, a coerência a levou a votar em Marina Silva (PV) no primeiro turno e a escolher Dilma no segundo turno das eleições.

“A minha coerência me trouxe até aqui. O presidente Lula tem uma relação muito bonita com o nosso estado [Acre] e a luta de Chico Mendes e de todos os companheiros que tombaram pela causa ambiental”, disse a filha do líder seringueiro, assassinado em 1988, um crime ainda sem punição.

Para Dilma, Chico Mendes foi um guerreiro. “Chico Mendes é, sem sombra de dúvida, um líder político, um líder ambiental, um líder brasileiro que honra as lutas populares do nosso país.”

De Brasília
Com Agências

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...