Postagem em destaque

SEJA UM PADRINHO DO TUDO EM CIMA!

Ajude este humilde blogueiro a continuar seu trabalho! Sempre militei e falei sobre cinema e outros assuntos sem ganhar absolutamente nada ...

sábado, 9 de outubro de 2010

Batemos o recorde! Nova capa da Veja é destruída 1 minuto após divulgação!

Que a revista Veja não passa de um panfleto da extrema direita tupiniquim, atualmente a serviço da campanha de José Serra, ninguém tem mais dúvida. Por isso não vou chover no molhado. Com o advento da internet e o surgimento da blogosfera progressista, as mentiras, os factóides e a hipocrisia de Veja passaram a ser desmascaradas em questão de dias, depois horas e agora... minutos!

A galera do twitter estava de olho esperando o que o pasquim dos Civita ia aprontar contra Dilma e... bingo: aborto! O objetivo é claro, mostrar que Dilma é "do mal", a favor de "matar criancinhas", além de mentirosa e incoerente.



Mas é mais um tiro no pé. Bastou Veja divulgar a capa "bombástica" que alguém pesquisou e achou outra capa da mesma revista, de setembro de 1997, que trazia uma matéria séria sobre o tema, amplamente favorável à liberação do aborto, com confissões abertas inclusive feitas por celebridades! Confira:



"NÓS FIZEMOS ABORTO"

Mulheres de três gerações enfrentam a lei, o medo
e o preconceito e revelam suas experiências


- Andréa Barros, Angélica Santa Cruz e Neuza Sanches

ELAS RESOLVERAM FALAR. Quebrando o muro de silêncio que sempre cercou o aborto, oito dezenas de mulheres procuradas por VEJA decidiram contar como aconteceu, quando, por quê. Falaram atrizes, cantoras, intelectuais mas também operárias, domésticas, donas de casa. Falaram de angústia, de culpa, de dor e de solidão. Também falaram de clínicas mal equipadas, de médicos sem escrúpulos, de enfermeiras sem preparo, de maridos e namorados ausentes. A apresentadora Hebe Camargo contou que, quando era uma jovem de 18 anos, ficou grávida do primeiro namorado e foi parar nas mãos de uma curiosa que fez a cirurgia sem anestesia nem cuidado. A atriz Aracy Balabanian, a Cassandra do Sai de Baixo, ficou grávida quando estava chegando aos 40 anos e dando fim a um longo relacionamento. Resolveu fazer o aborto, convencida de que a criança não teria um bom pai nem ela seria capaz de criá-la sozinha. Metalúrgica da Força Sindical, a mineira Nair Goulart, 45 anos, fez dois abortos nos anos 70 por motivos econômicos. Ela e o marido, também operário, ganhavam pouco, viviam num quarto de despejo e não teriam meios de educar nenhum filho.

Quando o Congresso brasileiro debate a regulamentação de uma legislação que autoriza a realização de aborto apenas em caso de estupro e de risco de vida para a mãe como está previsto no Código Penal desde 1940 , a disposição das mulheres que falaram a VEJA não é apenas oportuna, mas também corajosa. Embora o 1º Tribunal do Júri de São Paulo, o maior do país, já tenha completado mais de uma década sem condenar nenhuma mulher em função do aborto, a legislação estabelece para esses casos penas que vão de um a três anos de prisão. E a maioria delas não fez aborto pelos motivos previstos em lei, mas porque, cada uma em seu momento, cada uma com sua história pessoal, considerou as circunstâncias e concluiu que interromper a gravidez era uma saída menos dolorosa do que ter um filho que não poderia criar. (a reportagem continua neste link).



Ah, outra coisa importante: a blogosfera também desencavou uma reportagem da revista TRIP de nº 41, na qual Soninha Francine declarou que já tinha feito aborto e que era favorável à descriminalização. (link aqui).



Detalhe: Soninha, ex-esquerdista e atual neocon renascida, é uma das coordenadoras de campanha de José Serra (PSDB). Ela é cotada para ser Ministra de Serra, se ele vencesse, e atua na campanha sobretudo na internet. E é pela internet, através de emails em massa, que partidários de Serra espalham a campanha de ódio e difamação contra Dilma.

Se não me engano, a denúncia foi feita pelo blog Os Amigos do Presidente Lula, que fez questão de comentar: "Nós não somos como eles, e não vamos apedrejar Soninha. O próprio cristianismo ensina que, quem não tiver pecados, que atire a primeira pedra. Vamos só denunciar essa hipocrisia, essa má-fé, o falso testemunho, e esse uso do nome do Senhor em vão, com fins eleitoreiros, pelos partidários de José Serra."

E agora, José Serra? Será que sua esposinha vai sair por aí gritando aos quatro ventos que a Hebe Camargo e Soninha gostam de "matar criancinhas"? Quem viver, verá...

32 comentários:

Anônimo disse...

Isto da matéria sobre o aborto, chama-se informação. Se a própria Dilma fica falando de 5 em 5 minutos que é contra, nada mais natural do que isto virar notícia. Acho uma hipocrisia este assunto tomar tanta dimensão. Tanto faz se o candidato é contra ou a favor, visto que uma lei dessas não passaria no Congressopela pressão de alguns setores da sociedade.
Lembrem-se de que não estamos na Corea do Norte, podemos ler a Veja, a Carta Capital emuitas outras antes de julgar. Não há porque condenar nem a Veja por dar a matéria, nem a Dilma por ser a favor do aborto.
Não sou covarde, mas, diante de tanto radicalismo que tenho visto, prefiro não me identificar. Como não tenho a mesma opinião também não precisa publicar. Vou continuar observando os dois lados.

André Lux disse...

Boa tentativa do troll do PSDB de parecer isento. Porém não convence. A menção à Coréia do Norte o entrega.

Quem quiser informação deve comprar a Carta Capital desta semana. Veja não traz informação nenhuma, apenas propaganda negativa de Dilma para tentar favorecer o fascita José Serra.

Anônimo disse...

Como CRISTÃO COERENTE, acredito no DIREITO INCONDICIONAL À VIDA.

ABORTO, em qualquer circunstância, é ASSASSINATO.

Se a mulher concebeu, mesmo que tenha sido estuprada, a CRIANCINHA É INOCENTE. Deus quis que ela viesse ao mundo.
Ir contra a vontade de Deus é PECADO.

Se a gestação põe a vida da mãe em risco, uma VERDADEIRA CRISTÃ PREFERE MORRER a ASSASSINAR UMA CRIANCINHA INDEFESA.

Como cristão coerente, estou pregando o VOTO NULO.

Dilma é comunista, e a favor da liberação do aborto.

Serra assinou portaria implantando o aborto no SUS.

Ele diz que só cumpriu a lei. Mas este é o argumento de Pilates! Um verdadeiro cristão preferiria pedir exoneração do cargo, e se preciso, até morrer, a ASSINAR UMA LEI ASSASSINA.

SERRA TEM AS MÃOS SUJAS DO SANGUE DE CRIANCINHAS INOCENTES!

VOTE NULO!!!!

DIVULGUE ESTE E-MAIL!!!!

ASS. - Cristão Coerente

André Lux disse...

Caro "cristão coerente", nos EUA e em Portugal, por exemplo, o aborto deixou de ser criminalizado por decisão dos seus congressos. Ambos são países cristãos.

No programa do PV, partido da fundamentalista cristã Marina Silva, existe apoio à descriminalização do aborto, à união de homossexuais, liberação da maconha, etc. Veja aqui: http://prod.midiaindependente.org/pt/blue/2010/10/478553.shtml

E agora, "cristão coerente", o que vc tem a dizer?

Anônimo disse...

Não entendi absolutamente nada. Não entendi a Veja e não entendi esse post.

A capa da Veja publica uma suposta contradição, mas eu não vejo como pode ser esse o caso. A Dilma pode ser pessoalmente contra o aborto e ainda assim, como presidente, ser a favor da descriminalização. Uma coisa não anula a outra. Tem que ler a matéria, porque essa capa não diz nada.

O post também falha na tentativa de mostrar alguma contradição da revista. A capa da Veja dessa semana não está apoiando ou atacando o abordo, apenas mostrando a tal suposta contradição da Dilma. Então não entendi por que o post evoca a capa de 1997. Tanto na capa atual quanto na antiga não existe julgamento sobre a validade do abordo.

Quanta trollzice chata heim.

André Lux disse...

Tadinho, não entendeu nada...

Rafael disse...

Basta um pouquinho só de esforço do Tico e do Teco para perceber que não se trata de uma crítica ao aborto, mas ao comportamento de Dilma em relação ao tema:
Diz que é boato que ela seja a favor do aborto quando em vídeo (2007 - Sabatina da Folha) diz que é a favor da descriminalização (com todas as letras).

Na minha opinião, seria muito mais saudável para candidatura de Dilma que ou ela assumisse que já foi a favor e que mudou de idéia ou que sustente o que disse em 2007.
Candidato que muda de opinião em cima da hora não bem visto e você sabe disso.

Vai lá, se o Teco tiver com preguiça pede pro Tico cutucar ele.

Você consegue!

Anônimo disse...

Dã.

O objetivo da Veja é falar que a Dilma é contraditória. É esse o ataque.

A parte de a revista falar que ela quer matar criancinhas foi simplesmente inventada por você.

A parte de que a Veja insinuou e depois deixou de insinuar uma defesa ao aborto é inteiramente inventada por você.

Você forçou a barra legal pra fazer relação entre os assuntos.

Odeio a Veja e gosto da Dilma, você só tá usando os argumentos errados.

Fau disse...

A vontade de atacar a Veja e mostrar que a Dilma é a coitadinha atacada pelo monstro de direita é maior que o bom senso? Peloamordedeus, abre os olhos e pára pra pensar antes de sair escrevendo! A intenção da capa não é ser contra ou a favor do aborto, mas mostrar as contradições da candidata, que um dia diz ser a favor e, logo que começa a perder votos, muda de opinião.

Aline disse...

Nada a ver esse post meeeesmo...
A veja mostra contradição da candidata, não diz se ela é a favor ou contra... e pouco me importa.
Não sei pq a Dilma tem se melindrado com coisas assim.
Falta do que falar, do q propor dá nisso... um post desnecessário!

Jorge Nogueira Rebolla disse...

Esquerda teu nome é incoerência. A prova maior é o que diz e "desdiz" a dilma. Ela não é contra, nem a favor, muito pelo contrário... como confiar numa pessoa destas para ser presidente da república?
Eu assumo que sou de direita, não da centro-esquerda tucana, que para o lulismo é extrema-direita. Direita mesmo, com D maiúsculo!

André Lux disse...

Alguns dos comentários feitos aqui deixam claro o mal que a utilização de um tema sério e complexo como o aborto com motivos puramente eleitoreiros e terroristas pode causar.

As pessoas são levadas a confundir a defesa da descriminalização do aborto com a defesa do aborto, quando uma coisa nada tem a ver com a outra.

Eu, por exemplo, sou totalmente contra o aborto, porém sou a favor da descriminalização. Da mesma forma que sou a favor da liberação da maconha, mesmo sem fazer uso dela.

Mas a campanha do sr. Serra e seus jagunços quer levar o obscurantismo ao processo eleitoral, jogando um pais laico como o Brasil de volta à idade média.

Ricardo Paoletti disse...

.
O que mais incomoda nesta capa de Veja é que exatamente a mesma montagem poderia ser feita com Serra: ele se declara contra o aborto, como Dilma, e quando ministro apoiou ativamente a descriminalização do aborto, assinando norma tecnica que instrue os procedimentos passo a passo, em casos de necessidade.

Anônimo disse...

E a Erenice é a favor do aborto? Ou será que é mais uma aloprada que vocês vão tentar esconder pra debaixo do tapete?

André Lux disse...

A Erenice eu não sei, mas a Soninha não só é a favor como já praticou um aborto.

Dialógico disse...

Tá lá: http://dialogico.blogspot.com/2010/10/o-cinismo-de-veja.html

Rose disse...

Não vejo nenhuma incoerência em dizer que aborto é uma violência e ser a favor da descriminalização. É ser a favor da mulher e do seu direito de escolha. Raríssimas mulheres passam por uma experiência dessas incólume - eu que o diga. Ela já sofre condenação dela mesma, não precisa que a sociedade lhe aponte o dedo.

Anônimo disse...

Nunca vi nenhuma colocação inteligente sobre esse tema. Parece que toda a mulher que é a favor vai lá e faz. Toda mulher que é contra não fará. Que forma burra de colocar a questão. Ninguém é a favor de aborto... E daí? Está resolvido o problema? Não. Vamos abrir o leque da discussão. Ele é enorme e multidisciplinar. Vamos incluir na pauta a erradicação total do aborto, plenamente possível hoje. Em campanha eleitoral não dá. É golpe baixo de quem não tem propostas de governo a apresentar.

Anônimo disse...

Quanta ingenuidade!
Aborto não é tema de campanha!

Veja!Veja!Veja!
Vá às bancas, compre e Veja o mundo com nossos olhos!
Esqueça os seus!
Eis a liberdade de expressão que estamos vivendo.

Fê Maddu disse...

Como esses demo-tucanalhas anônimos são BURROS! Dá zero pra eles! Como diria um famoso personagem de seriado mexicano.

Se fosse só para mostrar a CONTRADIÇÃO, a revista (não vale nem a pena mencionar o nome) abordaria outros temas e não um tão controverso. Outra, o Serra legalizou o aborto, embora parcialmente. E bato palmas para ele, devia se orgulhar. Agora fica falando de VALORES CRISTÃOS em seu programa, que é anti-aborto, se junta à TFP, incita religiosas a fazer campanha contra Dilma e conta com o apoio magnânimo do PIG. Não deixa de ser CONTRADITÓRIO. Além de ter feito igual Maluf fez na campanha de Pitta: "Se ele não for um bom prefeito nunca mais votem em mim". Ademais, Serra assinou um documento em que se comprometia a terminar o mandato de prefeito. E não terminou, se elegeu governador e também não terminou. Esse vampiro tem uma sanha pelo PODER.

E cade a revisteca falar disso? E do "cúmpanheiro" da Dersa que pegou 4 pilas em nome do PSDB?

Roger disse...

"ABORTO, em qualquer circunstância, é ASSASSINATO."

Bem, essa afirmativa acima mostra que o tal CRISTÃO COERENTE não é assim, tão coerente, bastando considerarmos que a maioria esmagadora dos abortos são contra a vontade da mulher, ou seja, por causas naturais. Levando em conta que tais causas seriam a vontade de Deus, seria este, então, o maior de todos os assassinos abortistas. E diga que não!

Dindi disse...

hum não se trata de uma crítica ao aborto, mas ao comportamento da Dilma em relação ao tema, não que eu ache que a veja esteja sendo imparcial, mas alimentar questões religiosas pra eleição pra mim é um atraso. O estado é laico e existem pessoas não cristas no Brasil. O candidato que dizer isso ganha meu voto e pra mim essa deveria ser a discussão.

Flavio Carlucci disse...

Ser contra o aborto é uma opinião pessoal que inclui a educação de cada um.

Ser a favor da discriminalização do aborto é uma questão de Saúde, quantas mulheres não fazem abortos em clínicas clandestinas, em condições sub-humanas?

Sejam inteligentes, o aborto é uma violência ao corpo da mulher e a um ser que tem direito a vida, mas pensem nas vítimas de estupro, nas crianças de 13 anos desinformadas, as de 12 abusadas por pais e adultos.
Todas essas pessoas tem de recorrer a métodos muito agressivos para arrumarem suas vidas.

Nada mais natural do que descriminalizar o aborto, para que as pessoas que realmente precisam do procedimento possam recorrer a clínicas, ter amparo médico e psicológico num momento tão dificil da vida que é o de fazer um aborto.

Tá faltando gente inteligente no Brasil...

Bruna Simas disse...

Com relação ao aborto, eu não teria coragem de abortar. Mas se Fulana ficou grávida e quer abortar, que ela tenha as melhores condições para fazer isso. O verdadeiro pensamento "cristão coerente" é o de respeitar a opinião de cada um e não tentar impor a suas crenças.
Que descriminalizem e deixem que cada mulher faça sua escolha pessoal, de acordo com sua religião.
Uma mulher convencida de que vai abortar vai fazer isso de qualquer maneira, precariamente, e isso não pode ficar assim.
O foco é outro. Não é questão religiosa, mas sim questão de saúde pública!

Anônimo disse...

Só sendo um demotucanalha muito cara-de-pau, ou muito anti-PT, os dois juntos, ou mesmo muito burro para não entender as duas capas. Em 1997 a intenção era discutir o tema de forma até favorável ao aborto. Agora, em 2010, a intenção é simplesmente atacar a Dilma, é parte do vale-tudo desesperado para tentar eleger o candidato demotucanalha. Panfletinho nojento essa Veja. E os evangélicos mais exaltados, preparem-se, podem esperar, passada a eleição, não só a Veja, como todo o PIG, voltará a tratá-los como de costume. Dia 31 de outubro, DILMA 13, a primeira mulher presidente do Brasil, para o Brasil seguir avançando! André, Recife/PE.

Anônimo disse...

Os demotucanalhas estão pagando quanto para essa tropinha de choque ridícula por aqui? Dia 31 é 13, DILMA 13, vão catar coquinho em ladeira seus masoquistas, filhotes de demotucanalhas.

Thaïs disse...

A Veja tem responsabilidades enquanto órgão da imprensa, é uma formadora de opiniões. É óbvio que age de má fé quanto ao governo petista, sempre agiu. Acho válida qualquer tentativa de abrir os olhos quanto a essa manipulação. Infelizmente, esse blog não tem o mesmo alcance que a famigerada revista.

Dizer que é a favor da vida não implica dizer que se é contra o aborto. Dizer que o aborto é uma violência também não é dizer que é contra o aborto. Mas violência maior é obrigar mulheres sem condições emocionais ou financeiras a terem uma criança ou abortar colocando em risco a liberdade e própria vida.

Oportunista é quem se aproveita dessa situação para difamar o outro. E falta de respeito com as mulheres é manter o aborto como um crime.

"Ah, se nós homens engravidássemos... Ia dar pra fazer aborto em posto de gasolina. Tudo certo com o óleo? A água? Vai um abortinho?"
Antonio Prata

Thaïs disse...

Só mais uma coisa... Para os "cristãos coerentes": o estado é LAICO. Não tente obrigar os demais a seguirem as doutrinas da sua religião.

voyeg3r disse...

Vejam a quantia de dinheiro que o Serra deu à Veja: http://altamiroborges.blogspot.com/2010/09/dra-cureau-investigue-as-contas-da-veja.html

São apenas 34 milhões de reais, nada não, dá só pra comprar algumas pizzas.

Cristiano Ferronato disse...

Olá eu reproduzi seu post em meu blog espero que nao tenha problema.

Leti Abreu disse...

A Veja dá vontade de vomitar... Sei que como antropóloga, professora, cidadã, petista, deveria dizer bem mais que isso, mas a Veja não merece que eu perca meu tempo... Vomitar, isso sim.

Anônimo disse...

Mais uma vez a Veja mostrou o quanto é parcial (não só em política, mas nos mais variados temas). Em quase véspera de eleição, a revista, de certa forma, prejudica a candidata do PT. Não estou defendendo Dilma nem Serra, mas sou sempre a favor da justiça. Então por que não colocar também em uma capa o fato de Serra ter assinado um termo de compromisso que não abandonaria a Prefeitura de SP? Contradição por contradição, todos os candidatos se contradizem conforme convém para sua campanha política. Agora, o que é errado, ou melhor, injusto, é apontar somente as contradições de um candidato para favorecer outro. Temos, sim, que respeitar a liberdade de expressão, mas um pouco de discernimento não faz mal a ninguém!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...