Postagem em destaque

SEJA UM PADRINHO DO TUDO EM CIMA!

Ajude este humilde blogueiro a continuar seu trabalho! Sempre militei e falei sobre cinema e outros assuntos sem ganhar absolutamente nada ...

terça-feira, 14 de setembro de 2010

CNT/Sensus: Dilma amplia diferença para Serra e chega a 50,5%

- Claudia Andrade, Direto de Brasília no portal Terra

Pesquisa do Instituto Sensus encomendada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) mostrou nesta terça-feira (14) a candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, com mais da metade das intenções de voto no levantamento estimulado - quando os nomes dos candidatos são mencionados. Dilma tem 50,5%, contra 26,4% do seu principal adversário, o tucano José Serra. Marina Silva, do PV, aparece com 8,9%. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais.

Nenhum dos outros candidatos ao Palácio do Planalto chegou a ter 1% das intenções de voto. Brancos e nulos somaram 3,5% e indecisos, 9,1%. Dilma Rousseff tem 57,8% dos votos válidos, enquanto Serra totaliza 30,2% dos votos válidos - descontando brancos, nulos e indecisos. Desta forma, se a eleição fosse hoje, a candidata petista venceria em primeiro turno.

Para realização da pesquisa, foram feitas 2 mil entrevistas, em 24 Estados do País, entre os dias 10 e 12 de setembro. O número de registro no Tribunal Superior Eleitoral é o 29.517/2010.

No levantamento anterior, realizado entre 20 e 22 de agosto, a petista tinha 46% das intenções de voto, contra 28,1% de José Serra e 8,1% de Marina Silva. O percentual de votos brancos e nulos era maior: 5,1%, assim como o de eleitores indecisos: 11,7%.

Na pesquisa espontânea, em que os nomes dos candidatos não são indicados aos entrevistados, Dilma Rousseff aparece com 44,3% das intenções de voto, contra 23% de José Serra e 7,1% de Marina Silva. Na pesquisa anterior, Dilma aparecia com 37,2%, Serra, com 21,2%, e Marina com 6%.

A análise do limite de voto do eleitor mostrou rejeição de 41,3% do candidato José Serra e de 29,4% de Dilma Rousseff. Marina Silva é a candidata em que "não votaria" para 45% dos entrevistados. A avaliação da CNT é que, historicamente, rejeições acima de 40% são mais difíceis de serem revertidas.

O Instituto Sensus também fez uma simulação de um eventual segundo turno entre Dilma e Serra. A petista venceria com 55,5% dos votos, contra 32,9% do tucano. Brancos e nulos somaram 5,9% e indecisos, 5,7%.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...