Postagem em destaque

SEJA UM PADRINHO DO TUDO EM CIMA!

Ajude este humilde blogueiro a continuar seu trabalho! Sempre militei e falei sobre cinema e outros assuntos sem ganhar absolutamente nada ...

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Só rindo mesmo! 'Avatar' é acusado de ser propaganda política da esquerda

Mais ridículos que os profissionais da opinião amestrados pelo sistema, que ficam repetindo jargões criados pelos marketeiros dos estúdios, só mesmo os extremistas de direita que, obtusos, não conseguem nem enexergar que filmes como "Avatar" servem apenas para nublar consciências e provocar acomodação política - ambas ideais para a direita deitar e rolar... Só rindo mesmo!

De bem com as bilheterias e com boa parte das críticas de cinema, James Cameron só tem um pequeno "senão" a lidar depois da estreia de Avatar, seu mais novo filme. Seu pequeno problema agora é com os críticos politicamente mais conservadores dos Estados Unidos que, a partir de diversos jornais, tais como o Los Angeles Times e o The New York Times, estão condenando a produção de Cameron por sua "propaganda política de esquerda".

Na trama, o ex-fuzileiro naval Jake Sully entra para uma missão de espionagem do povo que vive no planeta Pandora, os Na'vi. A relação humanidade (dos Na'vi) versus a ambição capitalista (dos humanos) começa a se construir a partir dessa relação entre Sully e o povo que, a princípio, seria "estrangeiro".

De acordo com o Los Angeles Times, em uma reportagem publicada nessa segunda-feira (4), partidários da direita nos Estados Unidos estão unindo vozes para dizer que Avatar é uma propaganda da "América de Obama". E que existe uma quase não velada mensagem contra o "imperialismo americano" no filme.

Escrevendo para a publicação New York Press, o crítico de cinema Armond White alegou Avatar "deturpa os fatos do militarismo, do capitalismo e do imperialismo" e descreve o filme como "guiado por uma culpa do desejo de matar que surgiu depois do 11 de Setembro". No blog do jornalista americano John Nolte, o Big Hollywood, há "um desejo de morte para os esquerdistas" e que a produção de Cameron seria "uma fantasia simplista, de vinganças revisionistas".

O jornal inglês The Daily Mail, poucos dias depois da estreia do filme, em dezembro de 2009, publicou um artigo com o título "Avatar: o mais caro filme antiamericano já feito".

Na opinião do jornal The New York Times, o filme é uma "22ª versão dos colonialistas americanos versus os colonialistas ingleses, India versus os Rajás, ou a América Latina versus a United Fruit." Ou seja, algo entre brigas de ideologias políticas e luta de classes.

Matéria publicada neste link.

4 comentários:

bolivia disse...

Prezado André,

Faz aproximadamente 2 meses que eu me deparei com seu blog, e por ser de esquerda simpatizei imediatamente.
Como é de se esperar não concordo com muitas das suas opiniões, mas de uma maneira geral o conteudo do blog me agrada bastante.
O que não tem como deixar passar batido são os comentários sobre filmes: acho que você não esta preparado para falar deles devidamente, é claro, sei que são apenas opiniões a respeito, mas, definitivamente a grande maioria de seus reviews carece de bom senso na avaliação, e com Avatar não é diferente, é impressionante ver como você entende e enxerga muito mais do que profissionais renomados na área da crítica, e neste caso mais ainda por você discordar da grande maioria deles.
Avatar é um filme com tendência anti-americana, isto é fato, mas como se trata de uma mega-produção algumas pessoas desconfiam e acham que é justamente o contrário, vide o caso de Tropa de Elite (muito popular no país) que você taxou de facista.
Acho que não será publicado o que escrevi aqui, mas se você já leu esta valendo e fica minha ultima recomendação: fale mais de política, que na minha opinião você entende muito mais do que cinema.
Eu lendo seus reviews de cinema fico na mesma: só rindo mesmo...

Anônimo disse...

o cidadao médio dos EUA, nao consegue saber a diferenca entre Dinamarca e Suécia, todos - EUA + Suécia + Dinamarca, considerados "1ro mundo" (sic).

Voltei a morar em Copenhague, desde julho de 2009 e, posso dizer de certa forma, de cadeira q, cresce por aqí o extremismo. A direita acendeu ao poder, via Danske Folkparti e Venster (o 1ro de extrema direita e o 2do de direita) e, no contraponto, o SF, socialistas, cresceram vertiginosamente, sendo a grande "surpresa" últimas eleicoes gerais municipais, ocorridas em novembro passado.

Surpresa sim, p/ a mídia local q se tornou de direita descarada, sem meáscaras e/ou desculpas.

Pois bem, qdo leio q alguém classifica AVATAR, Q É DE MATAR, como de "esqerda", penso q os débeis mentais estao mesmo á solta.

É bem o contrário, o filme é reacionário, mete os pés pelas maos, inventa q "a mae natureza" vai se aliar a qem enfrentar o explorador, prega q fumar é "legal" até entre cientistas e ecólogos e, prá cagar de vez na porta do circo, vende q, 1 alienado pode se tornar "verde", aepnas por dormir.

E isso, prá ficarmos longe do tema MACHO/FEMEA de sempre.

Caberia aqí a pergunta: porq o tal q "virou" santo verde, esse Gagá-beira made in coca cola, nao se tornou gay, ao "dormir" ? (coisa mais pirada impossível).

Pois bem, Copolla e Cameron tem mesmo algo em comum: mais de 50% da grana da producao de seus filmes, vai mesmo prá cocaína.

Vale tudo:
lobisomens trepando c/ deliciosas donzelas em tumbas enevoadas á meia noite, ou garotos dos EUA de programa q, mesmo em cadeiras de rodas, de repente, através daqele "sono do cacete", passa a andar e arranja garota meio monstrenga prá chamar de "LOVE".

E aqí nao estou falando nem da musica do filme LIXO PURO, nem das imagens cansativas metidas a high tech, na verdade 1 agonia HIGH TRASH sem fim, ou da canastrice do elenco (e qem pode trabalhar c/ aqeles textos?) e o pior, da analogia embitida na destruicao da ÁRVORE TWIN TOWERS ...

Vomitei.

Inté,
Murilo

André Lux disse...

Bolívia, pode rir à vontade. Eu vou dormir na pia hoje de tanta preocupação com o que você pensa das minhas críticas de cinema...

Marcus Valerio XR disse...

Caro André...
Concordando com o Bolívia, também acho que deveria se dedicar menos à crítica de cinema.

Em seu texto
http://tudo-em-cima.blogspot.com/2009/12/ainda-sobre-avatar-qual-e-mensagem.html
você admite que vai ser difícil explicar como chegou à conclusão que AVATAR seja o exato contrário do que todo mundo tem visto claramente que ele é. E de fato, nada explica.

Passa a maior parte do tempo dizendo óbvio, que o filme é clichê, raso, sem qualquer mensagem significativa. Algo que simplesmente NÃO HÁ quem discorde nem entre os fãs, e o mais incrível, admite que qualquer mensagem caí por terra devido a abordagem superficial.

Assim, o que sobra é a estranha alegação sobre o "o que está por trás do filme", e não o que é mostrado.

Pergunto: Como diabos você tem acesso a essa privilegiada informação sobre as intenções ocultas dos capitalistas por trás das cortinas que nada fazem por coincidência?!

Se a mensagem não está perceptível no filme, de que valeria uma intenção oculta que ninguém percebeu a não ser você!?

Você seria capaz de citar UM ÚNICO diálogo ou trecho do filme que pudesse remotamente ser encarado como uma apologia direitista?! Ou admitiria que está tudo na sua imaginação?

Por fim, sua insistência em dizer que um final vitorioso seja uma forma de alienar a população é o único argumento que ainda pode ser objetivamente discutido, e creio que cai por Terra pela simples constatação de que se finais depressivos, pessimismo e derrotismo fossem elementos emancipadores e promotores de consciência social, então o Brasil seria o país mais revolucionário do mundo, pois nada há em nossa produção cultural que se assemelhe a vitórias heróicas contra forças opressivas. E por isso que Tropa de Elite, por mostrar pela primeira vez algo remotamente parecido com um herói, fez tanto sucesso no Brasil, e o Capitão Nascimento foi exaustivamente comparado à heróis hollywoodianos.

As grandes civilizações e causas jamais se embasaram em exemplos simbólicos de fracassos, e sim o contrário, não foi contando estórias sobre a derrota dos rebeldes que conseguiu-se fazer as revoluções deste mundo.

Por fim, recomendo sinceramente examinar o que afinal você entende sobre "Fascismo", pois usa o termo de um modo completamente incompreensível. Em que sentido alguém que decide trocar seu corpo defeituoso por um melhor implica em qualquer apologia fascista?!

Não adianta ficar Só Rindo. Tem que argumentar. Como esquerdista e crítico constante das investidas conservadores e neoliberais, eu realmente quero muito saber se é mesmo possível extrair alguma leitura mais objetiva sobre essa suposta lavagem cerebral neste filme.

Amigavelmente

Marcus Valerio XR
www.xr.pro.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...