Postagem em destaque

SEJA UM PADRINHO DO TUDO EM CIMA!

Ajude este humilde blogueiro a continuar seu trabalho! Sempre militei e falei sobre cinema e outros assuntos sem ganhar absolutamente nada ...

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Diálogos bizarros (atualizado): Eu versus o "jornalista" ameaçador

Travei o seguinte diálogo com o "jornalista" que está ameaçando de processo nosso colega blogueiro Carlinhos Medeiros, do Bodega Cultural. Leiam e tirem suas próprias conclusões...
____________________

Eu:
"Prezado, o seu “jornalismo” é visivelmente partidário à direita. Qualquer pessoa minimamente sensata percebe. Mas é mais fácil tentar desqualificar os críticos do que assumir seu viés ideológico. Coisas de quem se vende ao PiG. Faz parte do jogo de “esconde-esconde” e do “faz de conta que somos imparciais” de vocês que dava certo até ontem. Felizmente, os dias desse tipo de “jornalismo” estão contados. Vocês são como dinossauros à beira da extinção. Por isso essa auto indulgência e agressividade toda. Freud explica… Você vai me processar também? Estou com medo."

Ele:
"Prezado, sou um jornalista tão partidário à direita que os ultradireitistas do blog Amigos do Presidente Lula me incluem entre os links recomendados. Inclusive seu amigo que copiou o mesmo template desse blog me xinga pessoalmente sem saber quem sou de um lado, mas no lado direito deixa escapar o link pro meu blog. Curioso demais. Mas você tem o direito de achar o que quiser. Só não tem direito, como eu também não, de fazer acusação sem provas nem de ofender de graça. Seus comentários são bem vindos. Até mais."


Eu:
"Prezado, conheço vários como você que se dizem de "esquerda" só para poderem dar maior peso à propaganda pró direita que escrevem e chamam de "jornalismo". Tenho certeza que seu chefe, o Tavinho "Ditabranda" acha o máximo isso. Ponto pra você, conseguiu ser linkado até em blogues realmente de esquerda! Uau! Estou impressionado, isso prova mesmo que você é de esquerda!

Seu sonho de virar o próximo Diogo Mainardi ou assessor de imprensa de algum aitolá do PSDB/DEM pode estar mais perto de chegar, mas antes um conselho: para isso você tem que ter mais maturidade e estar melhor resolvido para lidar com as críticas negativas que os ódios, recalques e preconceitos que você pubica travestidos de "jornalismo" vão provocar nas pessoas que não rezam pela cartilha daqueles que você quer agradar. Se tiver problemas com isso, sugiro uma boa terapia psicológica na qual vai certamente aprender que quem se incomoda com críticas negativas das duas uma: ou é porque não tem maturidade suficiente para encará-las ou é porque vestiu a carapuça.

Depois de ler esse texto primário, que publicou para se auto afirmar, dá a impressão que no seu caso é a segunda opção...

Por sinal, eu já escrevi sobre isso antes: "Infelizmente, existem muitos profissionais do jornalismo que se prestam ao degradante serviço de distorcer as informações no PiG e depõe contra sua própria profissão. Alguns fazem por medo ou falta de opção, outros por acreditarem realmente na ideologia de seus patrões, enquanto muitos o fazem em troca de saquinhos de moeda, tapinhas nas costas e convites para festinhas nas mansões do Morumbi." Dá uma lida no texto completo, se tiver coragem: http://tudo-em-cima.blogspot.com/2009/09/esclarecendo-de-uma-vez-por-todas.html

Enfim, desculpe se te ofendi. Foi sem querer. Por favor, não mande seus jagunç... digo, advogados me ameaçarem também. Eu tenho medo."

Ele:
"Temos opiniões diferentes, mas como você é respeitoso faço um último comentário sobre esse assunto. Não vou nem entrar na discussão ideológica, porque isso se faz melhor com outros debates. Você é bem vindo para fazê-los em outros posts meus se quiser, contanto que o respeito à civilidade seja mantido.

Agora me diga: não haveria problema se eu o citasse no meu blog e escrevesse, mesmo sem conhecê-lo, que você não gosta de pobre e de nordestino? É uma acusação séria, em especial no caso dos nordestinos: racismo. E esse é crime inafiançável. A outra acusação é de elitismo, mas essa não é crime e aceito que a façam os que não me conhecem.

Uma coisa é debater, como estamos fazendo. Pode ser com dureza, mas é preciso que haja boa fé. Outra coisa, como fez o seu amigo, é acusar uma pessoa de ter cometido um crime. Sem provas. Não cometi crime, não tenho passagem na polícia nem dívidas que me desabonem. Não sei se ele pode dizer o mesmo. Por mais que o blog do seu amigo seja pouco conhecido, embora provavelmente mais do que o meu, a referência é inaceitável.

Não posso chamar alguém de antissemita ou de simpático à Ku Klux Klan, por exemplo, só porque não gosto do que a pessoa escreve no lugar onde trabalha. Ou porque suspeito que deixou um comentário insultuoso no meu blog – o que não fiz, e seu amigo não tem como provar o contrário. Mesmo que tivesse feito, a postura é inaceitável. E a gritaria, coisa de quem quer chamar a atenção e envolver gente bem intencionada numa vendeta.

Só para encerrar, para mim os comentários do seu amigo – que de tão alucinado não notou ainda que dá link para o meu blog – são um problema maior para alguém que cresceu pobre e é filho de nordestina. Uma nordestina do Maranhão que também cresceu pobre. E que corre risco de ver esse tipo de referência no Google quando procura saber o que o filho dela tem feito no trabalho. Críticas ao trabalho, à vontade. Pessoais, sem prova, não.

Se não concordar com os argumentos, espero que ao menos esteja claro o ponto de vista. Repare que nem faço menção aos xingamentos rococós do seu amigo. São até engraçados. O problema é a acusação de crime.

Até mais"


Eu:
"Prezado, também não pretendo me estender no assunto. Apenas reafirmo o óbvio: se você se incomodou com o que o pobre blogueiro escreveu sobre você é porque não tem maturidade para lidar com críticas ou porque vestiu a carapuça. O "jornalismo" partidário à direita que você pratica no esgoto dos Frias é do tipo que ofende pessoas que não rezam pela cartilha daquela famiglia. Portanto, nada mais natural que vá provocar o tipo de reação inversamente proporcional daqueles que se sentiram ofendidos. Quem fala (ou escreve) o que quer, ouve (ou lê) o que não quer. Ação e reação. Princípios básicos da democracia e da física.

Falo isso por experiência própria. Já fui agredido pelas costas por dois críticos de cinema que não gostaram de eu ter apontado erros factuais grosseiros em seus textos. Infelizmente, naquela época eu não tinha maturidade suficiente para lidar com esse tipo de coisa e reagi mal. Tenho certeza que algum advogado de porta de cadeia teria achado mil motivos para que eu contratasse seus serviços para ameaçar os sujeitos. Mas por sorte não levei o caso adiante e hoje aprendi que é melhor que gente assim fale mal de mim mesmo. Já pensou se falassem bem?

Se foi você ou não que postou o comentário ofensivo anônimo contra o blogueiro já é outra discussão. Mas, mesmo que não tenha sido você, veja só o tipo de pessoa que te defende. Só esse fato já deveria servir de alerta caso você seja alguém realmente preocupado com valores éticos...

Sobre o debate ideológico, fico feliz que prefira se abster. Realmente, não tem sentido mesmo alguém que se declara de esquerda mas sai por aí mandando jagunços ameaçarem os outros querer falar de ideologia. Afinal, ameaça e censura são coisas de direitista."
___________

Não vou citar o nome do sujeito pois pode ser que ele me processe também. Mas quem quiser ver o diálogo do absurdo em seu blog, é só seguir este link.

6 comentários:

Carlinhos Medeiros disse...

André, não se iluda com os argumentos do dito cujo. É um "Merengue" próximo a ser desonerado.
Critiquei uma matéria feita por ele (não vou mencionar o nome para não prejudicar você)onde ele, que jura ser de esquerda, acusa o presidente eleito do PT de chamar os "mensaleiros" com Zé Dirceu e outros para fazerem parte da executiva do partido e cuidar da candidatura de Dilma Rousseff, conforme link: http://www.bodegacultural.com/2009/11/uma-materia-sem-nenhum-teor.html

Depois, alguém veio anonimamente na postagem, e fez a seguinte pergunta: Carlinhos, você gosta de dar o C...?

Pequei (tenho tudo em arquivo para provar) o link do visitante que dava no Google, onde estava escrito, aspeado, o nome da figura. Pergunto: Quem mais teria a curiosidade de saber o que escrevem sobre ele, até em relação a cópia de artigos se não o próprio? Vou provar que foi ele, tenho como fazê-lo. Abs!

André Lux disse...

Já sou vacinado contra esses pseudo-esquerdistas que se vendem ao PiG. E basta dar uma corrida de olhos pelo blog do sujeito para perceber que é cabo eleitoral do PSDB e do DEM.

Ricardo Melo disse...

Viscoso, fazedor de média, malemolente, trapezista ideológico, alpinista social, camaleônico, sorrateiro, arrivista, ardiloso...

Esses são apenas alguns dos qualificativos que me vieram à mente ao percorrer o blog desse pseudo-esquerdista que tem amigos anônimos ameaçando o Carlinhos Medeiros.

Porquê será???

M.S. disse...

Hahahahaha!

Esse Carlinhos é engraçado mesmo.

Ok, esse é o último comentário que faço sobre esse assunto.

Meus amigos, que não compartilham da opinião rançosa dos textos de vocês, acham que deveria não deveria me dar a esse trabalho.

Mas não resisti à piada.

Diz o JÊNIO (com jota mesmo):

"Ele, que jura ser de esquerda, acusa o presidente eleito do PT de chamar os 'mensaleiros' com (sic) Zé Dirceu e outros para fazerem parte da executiva do partido e cuidar da candidatura de Dilma Rousseff."

Pois bem. Vou desenhar agora.

O título da matéria da qual o rapaz reclama é o seguinte:

"Mensaleiros devem voltar a Diretório Nacional do PT, mas distantes de Dilma".

http://noticias.uol.com.br/politica/2009/11/25/ult5773u3069.jhtm

DISTANTES.

1 afastado no espaço ou no tempo distant/-ante
uma época distante
2 pessoa fria, reservada distant/-ante
mostrar-se distante com alguém

Será que o rapaz sabe o significado da palavra DISTANTES? Será que quem o defende faz isso por inércia ou por convicção?

Será que ele entendeu o texto do qual reclamou? Eu acho que não.

Será que tem certeza de que eu o xinguei? Eu acho que não.

Será que é razoável esse nível de baixaria contra alguém que ele não conhece e que, inclusive, está sugerido como links no blog dele?

Eu acho que não.

Me parece um caso de jornalista frustrado samba de uma nota só. Não é o primeiro nem o último.

Ao dono deste blog, faço uma sugestão: leia direito. A sua simples olhada no meu blog não foi bem feita. Leia, faz bem à saúde. Você não é a referência mundial do que é de esquerda e do que não é.

E se seu raciocínio é complexo ao ponto de dizer que alguém que trabalha num lugar compartilha dos valores dos donos, sugiro a você ficar em casa desempregado. Pega mal alimentar o capitalismo.

Uma última: nem você nem seu amigo têm condição de dar lição de moral a ninguém. Assim como eu não tenho e não me reservo isso.

Poderia simplesmente não responder nada, dado o ridículo disso. Talvez devesse ser assim. Mas eu tenho responsabilidade por aquilo que digo e escrevo.

Também ouço os argumentos dos outros. Tenho como fiscais do meu trabalho milhares de pessoas que leram textos meus em empresas malvadas, como a ultrareacionária Agência Reuters ou o site megaconservador Opera Mundi. É só buscar no Google e vocês acham pelo menos 17 mil deles.

Eu tenho um monte de defeitos. Mas a desfaçatez não está entre eles.

Tenham uma boa vida.

Maurício Savarese

André Lux disse...

Coitado, o rapaz está tão perdido em sua fúria auto afirmativa que já ficou histérico. Freud explica tudo. Melhor ignorar, senão ele manda seus jagunços ameaçar a gente...

Carlinhos Medeiros disse...

Em tempo, o link onde figurava o blog do farofeiro no Bodega Cultural, foi colado do blog "Os Amigos do Presidente Lula", ou seja, não tive o desprazer de copiá-lo individualmente. Certamente mesmo não sendo o "jenio" que a mala diz que sou, tenho bastante massa crítica para saber discernir os oportunistas que vivem em cima do muro para barganhar uma boquinha.
Abs!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...