Postagem em destaque

SEJA UM PADRINHO DO TUDO EM CIMA!

Ajude este humilde blogueiro a continuar seu trabalho! Sempre militei e falei sobre cinema e outros assuntos sem ganhar absolutamente nada ...

terça-feira, 29 de setembro de 2009

Golpe em Honduras: Diferenças entre esquerda e direita em evidência



O golpe cívico militar que depôs o presidente democraticamente eleito de Honduras, Manoel Zelaya, serve como um excelente divisor de águas entre esquerda e direita, principalmente na mídia.

Todos que se definem como sendo de esquerda defendem a volta imediata do presidente Zelaya ao governo de direito, enquanto a turma da direita chama os golpistas de "governantes interinos" e inventa um monte de desculpas ridículas para tentar justificar o golpe contra a democracia.



É sempre assim, não? Nós, da esquerda, lutando por democracia, liberdade, justiça social e direitos iguais para todos, enquanto a patota direitista demonstra toda sua truculência e arrogância ao pisar da democracia e na liberdade em favor de uma meida dúzia de bem nascidos que se acham detendores de direito divino de governar a massa ignara...



Dá próxima vez que alguma garganta vier falar da inexistência de ideologias ou que esquerda e direita são iguais, lembre-se desse caso específico, que está acontecendo agora debaixo de nossos narizes, e você vai ver como esse tipo de argumentação é mentirosa e estúpida.

Deixo aqui registrado também meus cumprimentos e apoio ao governo do presidente Lula que, em nome da democracia e da liberdade, está dando uma lição ao resto do mundo.

13 comentários:

Ricardo disse...

"Nós, da esquerda, lutando por democracia, liberdade, justiça social e direitos iguais para todos".

Porque vcs de esquerda tmb não lutam por democracia em Cuba?

André Lux disse...

Aposto como o "ricardo" nem sabe como funcionam as eleições em Cuba. Pior, não devia nem saber que lá existem eleições. Isso é que dá ler a Veja e acreditar no Bonner...

Ricardo disse...

Eleições em Cuba?kkkkk

Claro que existem, e o unico partido é o comunista, bem democrático não?

Eleição com um partido só, seria cômico se não fosse trágico.

Quem me dera se eu tivesse condições financeiras de assinar a veja, hehehe

André Lux disse...

Pô ricardo, não tem dinheiro nem pra assinar a Veja? E olha que eles estão dando quase de graça aquele lixo! Quer dizer então que você é outro pobretão que luta para manter os privilégios da elite que te explora? Caramba, total falta consciência de classe, hein? Pobre de direita é de lascar de ridículo! risos...

Ricardo disse...

Isso mesmo André sou pobre, mas tou na luta pra quem sabem um dia ter uma condição melhor, e com certeza ter condições de assinar a veja e a folha. Quanto ao preço, de graça é carta capital pra assinar camarada, hehehe.
Sou pobre, mas pelo menos, não dependo das esmolas do governo Lula.

E quanto a minha pergunta, vc foi genial;Saiu pela tangente hein, em Cuba só existe um partido que disputa as eleições, hehehehe.
Pra vc isso é democracia né?eleições com um partido só, kkkkk.
Eu acharei maravilhoso, ver esquerdistas brigando por democracia e liberdade de imprenssa em Cuba.

André Lux disse...

Não sei porque, mas toda vez que esse bocó escreve KKKKKK em seus posts me vêem à mente imediatamente a imagem de uma hiena. Por que será, não?

Roberto Bomfim disse...

André, vc poderia pelo menos responder ao cara não é mesmo?ficar esculachando, parece coisa de direitista!

André Lux disse...

Vc acredita mesmo que o "ricardo" quer mesmo debater alguma coisa?

Ricardo disse...

Andre, vc é muito hilario cara. Eu jah fiz essa pergunta varias vezes:Em Cuba, soh existe um partido que disputa a eleição, não existe liberdade de impressa e locomoção. Para vc isso é democracia?Vc alem de me responder, fica fazendo piadinhas ridiculas, sobre classe social. Exigir democracia em Honduras é facil. Eu queria ver os esquerdistas lutando por democracia e liberdade em Cuba, na Coreia do Norte ou na China.

André Lux disse...

ricardo, em Cuba existe a ditadura do proletariado. O sistema de governo deles é socialista e totalmente diferente do nosso. Nos EUA só existem dois partidos disputando as eleições, um de extrema direita (Republicanos) e outro de direita (Democratas). É como se fosse DEMo contra PSDB o tempo todo (vc com certeza ia gostar, não?) Além disso, lá as eleições são indiretas, que elege o presidente mesmo são os colegiados. É só lembrar da primeira eleição do Bush Jr., que além de ter sido fraudada, ele só venceu no colégio já que perdeu no número de votos da população. Isso vc chamaria de "democracia"?

Vc reclamada da "falta de liberdade" em Cuba e na China, mas não vejo vc reclamando dela na favela da Heliópolis, por exemplo, ou no Jardim São Camilo de Jundiaí, onde os pobres vivem meses sendo perseguidos e revistados pela PM, que chegam inclusive a espancar e matar gente sem qualquer motivo.

Sei que é inútil argumentar com vc, pois já tem seus preconceitos fixados, mas ao menos pode servir para ajudar alguém de mente aberta, mas ainda em dúvida, que esteja lendo isso.

Fernando Romano disse...

André, o comentário do Ricardo me lembrou a resposta da Folha aos dois acadêmicos que criticaram a "ditabranda": "antes de falar da Folha, por quê não vão criticar Cuba?..." É a mesma coisa. Os caras não funcionam por argumentos, funcionam por pré-conceitos. Por isso, é inútil tentar argumentar com eles. Dá pra acreditar em quem diz que é pobre e reclama das 'esmolas' do Lula? Gente assim nunca passou fome na vida, nunca ao menos conheceu alguém que precisasse das coisas mais básicas. Por quê isso? Preconceito. Acham que idéias como justiça social e direitos iguais para todos são inúteis, acham que, com todo o conhecimento adquirido através de décadas e décadas de lutas, o governo não pode transferir renda aos miseráveis. Na verdade, embora dizendo-se 'pobre', o Ricardo aprova o sistema que sempre vigorou por aqui: ajuda, só para os 10% mais ricos - e não é esmola, posso garantir. Por isso que ele quer tanto ser um Ungido dessa classe - para assinar a Veja, ter o dele e dane-se o resto... uma linda filosofia de vida. Assim, outros "Ricardos" tomarão o lugar dele, sem nunca verem o problema da desigualdade social solucionado (e nem querem ver, aliás...)

Enfim, esses caras são assim mesmo, André. Não adianta. Eles não refletem sobre isso, impõem a si mesmos suas idéias discriminatórias. E não refletem porque no fundo sabem que, se partirem para a racionalidade, largando seus preconceitos e enveredando para a razão e a análise, não terão como argumentar. No fundo sabem disso, embora o neguem a si mesmos.

Na minha opinião, tentar aprofundar ainda mais no assunto é perda de tempo. Até porque o post é sobre as diferenças ideológicas no caso específico de Honduras, não é mesmo? E como você deixou bem explicitado no seu post, a esquerda (e o mundo inteiro) está com o Brasil, apóia as atitudes do Itamaraty e do gov. Lula, e a mídia golpista e a direita estão... com o golpista. Sozinhas no seu crime.

Mas criticando Cuba.

Nada mais emblemático...

André Lux disse...

Fernado, obrigado pela contribuição. Você disse tudo. Realmente é inútil argumentar com esses boçais da classe média que se acham pobres, mas com certeza viveram de mesada até completar a faculdade e aí arrumar seu primeiro emprego. Não falo isso por preconceito, não. Eu era assim até os meus 18 anos. Sei bem o que é pensar como os "ricardos" da vida.

Encerro o assunto por aqui. Deixemos o diretoso falando sozinho agora.

Ricardo disse...

Os argumentos de vcs não convencem ninguém, quer dizer então que eu não posso questionar a ditadura cubana?

Então vcs não tem a minima moral de falar em democracia, chega a ser hilario a parte que o André disse, nós de esquerda sempre brigando por democracia, hehehe

Falar em democracia no Brasil é facil, aqui não acontece nada com quem reclama, dificil é na China e em Cuba, onde quem reclama vai parar no "paredon"

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...