Postagem em destaque

SEJA UM PADRINHO DO TUDO EM CIMA!

Ajude este humilde blogueiro a continuar seu trabalho! Sempre militei e falei sobre cinema e outros assuntos sem ganhar absolutamente nada ...

terça-feira, 7 de julho de 2009

O PiG esconde, a gente mostra! Lula recebe prêmio da Paz da Unesco

"O prêmio da Paz Felix Houphouët-Boigny foi criado em 1989 e todos os anos é entregue à pessoas ou organizações que promovem a paz.

- Marco Alfaro, Rádio ONU

A Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, homenageou, nesta terça-feira, em Paris, na França, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva com a entrega do Prêmio da Paz Felix Houphouët-Boigny.

O prêmio da Unesco, criado em 1989, carrega o nome do primeiro presidente da Côte d'Ivore, antiga Costa do Marfim, e todos os anos é entregue à pessoas ou organizações que promovem a paz.

Cenário Internacional

A cerimônia aconteceu na sede da agênca das Nações Unidas e contou com a presença do presidente de Cabo Verde, Pedro Pires, do primeiro-ministro de Portugal, José Sócrates, e do ex-secretário de estado americano, Henry Kissinger.

O chefe de Estado de Cabo Verde, Pedro Pires, disse à Rádio ONU de Paris, que o presidente Lula é um justo vencedor do prêmio, pelo trabalho que vem desenvolvendo no Brasil e no cenário internacional.

Paz Social

"Ele contribuiu para a coesão do povo brasileiro, para a paz social e também para o estabelecimento de relações pacíficas e de cooperação entre o Brasil e os países vizinhos. Da mesma forma podemos dizer que a diplomacia brasileira tem sido exemplar. A intervenção de Lula da Silva na ONU é um exemplo de quem busca relações de paz entre os países e povos" disse.

A galeria de contemplados com o prêmio da paz da Unesco inclui o rei da Espanha, Juan Carlos, o ex-presidente da África do Sul e prêmio Nobel da Paz, Nelson Mandela e o ex-presidente americano, Jimmy Carter."

2 comentários:

Anônimo disse...

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva teve uma surpresa durante a entrega do Prêmio Félix Houphoët-Boigny pela Busca da Paz , na sede da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), em Paris, ontem. Ativistas do Greenpeace realizaram um protesto no meio da cerimônia, que chegou a assustar os organizadores pela facilidade como os integrantes da ONG tiveram facilidade de acesso ao local do evento.

A manifestação aconteceu duas horas após o início dos pronunciamentos de líderes políticos em homenagem ao presidente brasileiro. Pouco depois das 16h30 (11h30 de Brasília), no momento em que o ex-primeiro-ministro de Portugal Mário Soares e o secretário-geral da Unesco, Koichiro Matsuura, entregavam a distinção a Lula, dois militantes do Greenpeace subiram ao palco empunhando grandes faixas amarelas nas quais se lia: “Lula — Salve a Amazônia, Salve o Clima”.

Curiosamente, os ativistas permaneceram em silêncio durante alguns segundos ao lado dos líderes políticos, sem serem importunados por seguranças e sem provocar nenhuma reação de repúdio da plateia ou dos homenageados. Ao término de um instante de expectativa, seguranças da Unesco aproximaram-se dos militantes, pedindo-lhes as bandeiras.

Foi nesse momento que ambos iniciaram uma breve reação física — sendo que um deles acabou se jogando ao chão. Ao perceber a reação, tanto Lula quanto Matsuura fizeram sinais aos seguranças pedindo que agissem com calma. A situação foi controlada logo em seguida, com a saída dos militantes.

Segundo o Greenpeace no Brasil, o protesto teve o objetivo de “cobrar do presidente Lula responsabilidade com a proteção da Amazônia e com o combate ao aquecimento global.” Ainda segundo a organização, “o desmatamento da Amazônia coloca o Brasil na vergonhosa posição de quarto maior emissor mundial de gases do efeito estufa”. “Existe uma enorme distância entre o discurso internacional do presidente e o que o governo brasileiro está realmente fazendo para proteger a floresta”, disse João Talocchi, coordenador da campanha de clima, no site do Greenpeace.

Áreas afetadas
Os números em relação ao desmatamento na Amazônia, no entanto, mostram uma queda gradual das áreas afetadas por queimadas. Estudo da organização não governamental Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), divulgado na semana passada, mostrou que em maio a Amazônia perdeu aproximadamente 157km² de floresta, um número bem menor do que os 294km² registrados no mesmo período do ano passado.

Já de acordo com o Instituto de Pesquisa Espacial (Inpe), o desmatamento caiu 89% em maio deste ano, em comparação com o mesmo mês em 2008 — o total da área desmatada teria ficado em 123km². Normalmente, os números do INPE são menores que os de organizações independentes, mas ainda assim ambos registraram uma queda significativa.

O número
157km² de floresta
foram desmatados em maio na Amazônia, de acordo com a organização não governamental Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon)

André Lux disse...

O Greenpeace nos fez um favor, pois com a manifestação deles o PiG acabou sendo obrigado a dar a notícia da premiação do Lula! Mesmo tentando mostrar como algo negativo, mostraram o que estavam escondendo. Ou seja, mais um tiro no pé do PiG!

Obrigado, anônimo, pela matéria. Só lembra de citar a fonte da próxima vez, ok?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...