Postagem em destaque

SEJA UM PADRINHO DO TUDO EM CIMA!

Ajude este humilde blogueiro a continuar seu trabalho! Sempre militei e falei sobre cinema e outros assuntos sem ganhar absolutamente nada ...

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Bira Dantas: Diploma de jornalismo não é mais obrigatório

- por Bira Dantas

Essa foi a decisão do STF (e não do governo, vejam bem, antes de sair falando que o Lula - que não tem diploma - acabou com o diploma de jornalista). Mesmo sem a obrigatoriedade do diploma, os jornalistas continuarão a ser necessários. Para editar um jornal, o responsável vai ter que ter MTB, de todo o jeito.

Os cursos superiores vão continuar a formar profissionais que serão contratatados pelas empresas jornalísticas, seguindo tabela salarial e jornada de trabalho já definidos em dissídio coletivo.

A única coisa é que para ser um articulista, colunista, cobrir matérias especiais, ser designer, produtor gráfico, ilustrador, chargista, fotógrafo, diagramador, não vai mais ser obrigatório ter o diploma.

Isto eu acho positivo.

Eu tenho MTB, conquistado graças a meu trabalho diário como chargista.
O sindicato dos Jornalistas reconheceu isto em 1982, assim como a FENAJ.
Assim como reconheceu a importância de Henfil, Millôr, Cláudio Abramo, Paulo Francis, Fortuna, Jaguar, Ziraldo e tantos outros.

Aliás, o que falar de alguém do tamanho de um Ziraldo? Um editor brilhante, redator inspirado, ilustrador maravilhoso? Falar que um gigante destes teria que ter um diploma seria trágico. Sobretudo se comparado com o nível da maioria de jornalistas que saem com o diploma na mão.

O que as universidades de Jornalismo devem fazer é investir em Qualidade de Ensino, mostrar que o Jornalismo se aprende na prática e com leitura de livros.
Técnica se aprende no dia-a-dia.

Ortografia não.

Tem de vir do ensino fundamental e médio.

Um jornalista tem de ser bem informado e bem formado.

Economia, Ilustração, Política, Cinema, Arquitetura, Esportes, Música, Agronomia, Quadrinhos, Religião, Pintura, História, Geografia, Educação, Medicina, Animação, Ética, estes são os assuntos que um jornalista tem dominar.

Ler pelo menos 4 jornais por dia e 4 revistas por semana.

Assistir a 3 programas de notícias na TV e surfar na Internet diariamente.
Saber, pelo menos mais 2 línguas estrangeiras. Ter senso crítico, ir a fundo nos assuntos, não sair por aí repetindo o que o dono do órgão de imprensa quer.
Refletir sobre o mundo e sobre o impacto que uma notícia errada pode ter na sociedade. Respeitar o leitor e respeitar o fato verdadeiro. Não ter preconceito, mas sim, cultura.

E não usá-la para pisar em quer que seja, e sim para entender melhor o outro e o mundo.

Não usar a "fonte" como escudo para se eximir de culpa, nem se aproveitar das "benesses" que o poder e os poderosos oferecem.

Hoje eu publico minhas charges em quase 10 jornais, e assino coluna em um jornal e um site de internet.

Se exigissem a matrícula de jornalista, eu teria para apresentar, mas acharia de uma grande pobreza de espírito.

O que importa é o conteúdo. Um diploma não garante isso

9 comentários:

Ricardo Moura disse...

então vamos ampliar os horizontes, que tal extinguir o diploma de ensino médio e fundamantal???hehehe

O nivel jornalistico brasileiro já não é essas coisas, imagina a partir de agora...

André Lux disse...

Desculpe Ricardo, mas uma coisa nada tem a ver com a outra. E o nível do jornalismo brasileiro hoje se dá à falta de ética dos donos de jornais e de jornalistas mercenários que fazem qualquer coisa por dinheiro...

Ricardo Moura disse...

Caracas André, não tem nada a ver com outra???O minimo que eu espero de um jornalista, além da ética, é um bom nivel de conhecimento e um nivel de leitura e escrita decente, e onde mais se pode conseguir isso???sem ser em uma faculdade??na internet???

André Lux disse...

Conhecimento e bons níveis de leitura e escrita não se aprendem na faculdade meu caro, mas com a leitura de bons livros, revistas e, sim, sites e blogs na internet.

Faculdade vai ensinar técnicas e recomendar leituras específicas sobre o tema. O resto depende do aluno. Isso é assim em todas as faculdades, certo?

Está cheio de médicos formados em universidades bem conceituadas matando gente por aí.

Ricardo Moura disse...

Claro, entao vamos acabar com o diploma de medicina tmb, afinal as faculdades são ensinam nada não eh mesmo?ora, vamos acabar com todas as faculdades eh melhor, assim o governo nao precisa mais, e talves reduzam a carga tributaria, afinal de contas basta ficar em casa, ler livros, revistas, e aprender a fazer uma cirurgia, contruir predios e ecrever livros...

Repito, o nivel do jornalismo só tende a piorar, pois se com faculdades o nivel está baixo, imagina acabando com elas,qualquer agora pode ser jornalista

André Lux disse...

Ricardo, vc sabia que não existe obrigatoriedade de diploma para a atuação na área de publicidade e propaganda? E nem por isso as faculdades fecharam ou os profissionais ficaram piores.

Tente não escrever um monte de generalizações canhestras, senão fica impossível debater...

Ricardo Moura disse...

o engraçado é que vc tmb generaliza, quando diz que existem medicos que matam pacientes.POis isso não prova nada

André Lux disse...

Não, Ricardo. Generalizar é dizer coisas do tipo "todos os políticos são ladrões" ou "nenhum médico presta".

Ricardo Moura disse...

todos os politicos não são ladrões....só 80%, hehehe

E infelizmente os poucos honestos se omitem

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...