Postagem em destaque

SEJA UM PADRINHO DO TUDO EM CIMA!

Ajude este humilde blogueiro a continuar seu trabalho! Sempre militei e falei sobre cinema e outros assuntos sem ganhar absolutamente nada ...

segunda-feira, 13 de abril de 2009

Visita ilustre: Jornalista da CBN contesta o Crítico-Spam

O meu blog recebeu uma visita ilustre: o jornalista Milton Jung, que trabalha na rádio CBN, afialiada ao Partido da imprensa Golpista (PiG), deixou um comentário em minha postagem sobre o Debate Participativo organizado pela ONG "Voto Consciente" sobre o projeto "Adote Um Vereador" contestando o que eu escrevi.

Reproduzo-o abaixo e comento em seguida:

"Milton Jung escreveu...

André,

Apenas para esclarecer aos leitores do seu blog e para que não se cometa os mesmos erros que criticamos e assistimos na mídia tradicional.

Assim como você não deve ter prestado atenção na fala do rapaz que se apresentou como representante da Comissão da Juventude - confesso que não sabia da existência desta instituição, em Jundiai -, também não o fez ao me ouvir falar sobre a leitura de jornais.

Em nenhum momento disse a frase que você usou entre aspas. Além disso, tirou do contexto algo parecido que falei sobre a cobertura jornalística.

Falei. sim, que os jornais são fontes de informação, assim como emissoras de rádio, de TV, revistas, portais de internet, blogs, grupo de amigos, colegas de profissão ou pessoas com as quais você convive em diferentes comunidades. Em nenhum momento fiz juízo de valor sobre a cobertura de cada um desses canais. Apenas quis mostrar que nós - cidadãos, e eu me considero assim - temos condições de acompanhar o trabalho dos vereadores. Basta termos interesse.

Aliás, talvez você estivesse mais atento a opinião do participante que pedia um “selo de qualidade” nos blogs que acompanham o trabalho dos vereadores - da qual também discordo e deixei isso claro no encontro - e, por isso, tenha confundido o meu comentário durante a sua fala e ouvido nele um tom “cheio de indignação”. Não havia indignação ali da mesma maneira que não houve durante a nossa conversa após o encontro, quando em nenhum momento você demonstrou discordância ao que eu disse, inclusive nos cumprimentamos amigavelmente.

Aproveito para convidar os leitores do seu blog a conhecerem a ideia do Adote um Vereador e aderirem ao projeto, assim como você fez, fiscalizando o trabalho dos parlamentares. Teremos um cidadão mais bem informado, sem dúvida."


Bem, agradeço a visita do ilustre Milton Jung e aproveito para ressaltar a importância que a blogosfera independente tem no combate à desinformação e às mentiras do PiG. Quem poderia imaginar há apenas alguns anos que um funcionário da poderosa organização Globo perderia seu tempo rebatendo textos de um simples blogueiro? Incrível! Não é à toa que a direita não vê a hora de dar um jeito de censurar a internet e nos calar...

Sobre o comentário do Jung digo o seguinte:

1) Eu prestei sim muita atenção à fala dele sobre como todos devem consumir a mídia corporativa para ficar bem informados sobre o assunto em questão. Lembro bem, pois até abaixei a cabeça e falei pra minha esposa algo como "Até parece..." e ela concordou. O Jung falou sim dos blogues e afins, mas foi em outro contexto, quando ressaltava a importância do projeto "Adote Um Vereador" - do qual é um dos idealizadores.

Lembro também que fiz questão de discordar de outra afirmação dele, típica da mídia golpista, quando disse que está cada vez mais difícil gostar ou se identificar com partidos políticos. Eu falei que era o contrário. Graças à internet e aos blogues, hoje está mais fácil saber quais são os partidos que defendem os interesses da população e quais são os que defendem apenas interesses privados. Fiz questão, inclusive, de lembrar que existe um projeto na Câmara que tem como objetivo promover a censura na internet e que todos deveriam saber de qual partido é o autor dele (para quem não sabe, é o senador Eduardo Azeredo, do PSDB mineiro).

2) Em momento algum de meu texto afirmei que o Jung foi a favor do controle sobre os blogues proposto por um dos participantes ligados ao PSDB. Ele não foi mesmo. Apenas fiz questão de ressaltar a reação dele quando falei que, para mim, a CBN não tem credibilidade. Ok, pode ser que ele estivesse apenas "brincando", mas é o tipo de brincadeira que revela muita coisa, não é? Na verdade, eu nem entendi o que ele disse, pois se manifestou de forma abrupta enquanto eu me dirigia a outra pessoa. Tive que perguntar à minha esposa, que estava ao meu lado, o que ele havia dito: "[A CBN] Tem credibilidade sim!", foi a resposta dela.

Aí é que entra o outro X da questão, que já comentei em meu texto sobre a tal da "credibilidade". Em momento algum eu critiquei o trabalho do Jung na CBN, até porque não o conheço. Pode até ser que ele seja um desses jornalistas éticos e decentes que procuram fazer jornalismo honesto no PiG. O problema é que isso acaba sendo prejudicado ou mesmo totalmente destruído pela postura adotada pela corporação que paga seu salário.

Qualquer pessoa que não se alinhe ao projeto neoliberal defendido por PSDBs da vida e não aceite a postura claramente golpista e anti-democrática da mídia corporativa não vai ter estômago para ouvir a CBN, a "rádio que toca notícia". Eu uma vez tentei ouvir a CBN quando estava em São Paulo, mas desliguei depois de cinco minutos. Tive ânsia de vômito quando, após cinco notícias negativas seguidas sobre o governo Lula (com direito a comentários irônicos desrespeitosos à figura do Presidente por parte do âncora), entrou no ar o grotesco Arnaldo Jabor e começou a vomitar suas opiniões. Que adianta o Jung ser um jornalista decente e ético, se a rádio para qual ele trabalha enfia esse tipo de lixo goela abaixo de seus espectadores, sem direito ao contraditório? Muito pouco - ou nada. Afinal, que tipo de pessoa vai consumir e "acreditar" na CBN? Nem preciso dizer, certo?

Vejam aqui um texto do Rodrigo Vianna que mostra bem o que é essa mídia: "CBN ataca Lula e leva o troco".

3) Engraçada a frase dele, dizendo que nós nos cumprimentamos e conversamos amigavelmente. Ele deve ter me confundiu com outra pessoa que encontrou no evento. Pra começar, nós não conversamos. Eu fui cumprimentá-lo e ele apertou minha mão sem nem olhar para a minha cara e logo virou-se para falar com outra pessoa. Senti-me até um pouco chateado pela postura dele, mas depois entendi que talvez eu tivesse sido muito duro em minhas colocações e dei de ombros. Enfim, deixa prá lá. Isso não tem a menor importância, até porque eu não sou ninguém.

Divulgo abaixo um pequeno video com a fala do Jung sobre os sites participativos, que começa logo depois dele ter falado que se deve consumir jornais, revistas e afins para ficar bem informado sobre a política no país.

7 comentários:

Anônimo disse...

Pois é André, realmente fica difícil para nós, que não acreditamos no PIG, mesmo porque duendes não existem, dar crédito a um representante dele. Não é o caso de atacar o jornalista e nem de destratá-lo, pois isso não leva a nada, mas sim de ver que está representando uma concepção de anti-jornalismo corporativo; coisa que salta aos olhos de qualquer um. Não conhecia o seu blog, mas agora estarei presente. Belo trabalho e parabéns...Paulo

Quanto Tempo Dura? disse...

Rapaz....

Te falar um negócio.

Ce deu uma resposta de macho aí.

A maioria dos blogs sempre pede penico quando o alvo da crítica envia uma resposta educada dizendo "não é nada disso, você está errado"

O caso é que a maioria dos redatores da internet confunde o "resposta educada" com "sinal de cordialidade e cooperações futuras" e "sou importante, já posso jogar no time deles"

Nunca é o caso. Na maioria esmagadora das vezes, a resposta educada é só um meio do criticado te vender a idéia de "hey, eu sou importante, e tou te dando moral. Comece a falar bem de mim aí, ôu."

E bicho.... que galera que cai nessa, viu? Ce tá de parabéns por não morder a isca.

André Lux disse...

Não precisa ser "macho" para dar essa resposta. Basta ser honesto e independente e não ter preocupação em conquistar "credibilidade". O Jung não gostou do que eu escrevi. Eu não dou a mínima para a opinião dele, funcionário da Globo. Já as pessoas que eu considero gostaram. É o que me basta.

|REDE|BLOGO| disse...

Muitos também não gostam do que ele escreve. Fifu.

Sorria vc esta na |REDE|BLOGO|:)

Anônimo disse...

Q saco!

O cara parece pastor c/ aqeles gestos de maozinhos unidas, pregando por grana.

Chato prá cacete, e tiqes e manias velhas de jornalista de bosta, desses q as "faculdades" (o q qer dizer essa palavra?) vomitam todos os anos, ás toneladas.

Chega, deu no saco, MESMO!

É do tipo: viu 1, viu todos.

Ah, ia me esqecendo:

avisa pro tal Jung-man, q eu, como muitos moramos e trabalhamos fora do Brasil. Nao no cú do planete, mas em lugares onde Lula é respritado e partidos como os q ele representa - profissionalmente - morreram, ou nao tem mais q meia dúzia de gatos pingados como "ouvintes.

Nem eleitores tem. Na Zooropa do norte, nao se vota em nazistas.

Inté,
Murilo

Clarissa Polati disse...

Esse povo metido a importante da imprensa deve chegar no escritório toda segunda feira de manhã, abrir o Google e ficar procurando o próprio nome.

Benedito disse...

CBN? Aquela que tem em seus quadros o Jabor, a Leitão, o Sardenberg, o Dimenstein, a Hipólito... É uma verdadeira tropa de choque do tucanismo e da elite branca. Não sei qual apito toca o Milton Jung. Mas pra nadar entre esses tubarões, das duas uma: ou você concorda com eles ou você faz que não tá nem aí. Huuummm... difícil, né?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...