Postagem em destaque

SEJA UM PADRINHO DO TUDO EM CIMA!

Ajude este humilde blogueiro a continuar seu trabalho! Sempre militei e falei sobre cinema e outros assuntos sem ganhar absolutamente nada ...

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Síndrome do "coitadismo": Mino Carta surta e tira o time de campo!

Quem acompanha meu blog sabe do apreço que tenho pela revista CartaCapital e pelo seu editor-chefe, o venerável jornalista Mino Carta.

Inclusive, já tive três cartas publicadas na revista - todas elogiosas -, sendo que uma delas me deu o prêmio "Carta do Mês" e um ano de assinatura grátis da revista.

Assim, sinto-me à vontade para criticá-lo agora.

O Mino Carta exagerou em suas críticas no caso Battisti. Não apenas ofendeu o Ministro Tarso Genro, como todos aqueles esquerdistas que defenderam o asilo político dado ao sujeito - e olha que ali têm pessoas como Emir Sader, Rui Martins, Dalmo Dallari, entre muitos outros que, assim como o Mino, merecem nosso respeito e admiração, pois não são meros papagaios da direita ou ultra-esquerdistas utópicos.

Mesmo porque esse caso é extremamente complexo e obscuro. Até entre as esquerdas não há unanimidade em relação ao Battisti e à atuação das Brigadas Vermelhas e semelhantes. Tem gente, por exemplo, que diz que eram financiados pela CIA para provocar caos na Itália e, assim, impedir que um governo de centro fosse consolidado. Isso no auge da guerra fria. Ou seja, de comunistas não tinham nada, exceto o nome, fator que se encaixaria no perfil de bandido pregado no tal de Battisti por muitos que condenam suas ações. Outros afirmam que as Brigadas é que estavam certas, pois os políticos daquela época - inclusive os que se diziam socialistas - estavam todos no bolso da Máfia italiana. Assim, o tal governo de centro-esquerda que se desenhava não passava de uma farsa a serviço da Máfia...

Enfim, por mais que os argumentos do Mino Carta tenham coerência e lógica, parece que ele levou a coisa excessivamente para o lado pessoal e deu uma de "dono da verdade", tornando-se intransigente e intolerante com o contraditório. Assim, qualquer um que não concordasse com ele virava motivo de chacota e contribuia, segundo ele, para o "febeapa". Ele chegou a citar reportagem da revista "Veja" para tentar mostrar que estava certo! Sinceramente, quando nossa opinião coincide com a dos mafiosos da editora Abril, é sinal de que algo está errado, de que é hora de rever conceitos...

Direito dele agir assim, é claro. Porém, se optou por essa linha de ação, devia então estar preparado para receber críticas à altura de seu comportamento radical e arrogante. Mas, não, ao perceber que o repúdio às suas opiniões estava se tornando cada vez maior, Mino preferiu se fazer de vítima e tirar o time de campo, dando uma de indignado com o que ele chama de "esquerda festiva". Pior, ainda saiu jogando merda no ventilador a respeito de Lula e seu governo, com argumentos sem sentido e que beiram a histeria.

Muito estranha a posição dele. Parece que o Mino não se deu conta que, na internet, é "bateu, levou". São tempos novos e a crítica imediata, instantânea, faz parte do jogo. Já se foram os tempos em que jornalistas, críticos de arte, analistas econômicos e afins ficavam lá em cima do "Monte Olimpo" vomitando suas opiniões e verdades sobre a cabeça dos pobres mortais, que no máximo reagiriam enviando uma carta de protesto ao órgão que os publicou.

Se fosse assim, todos nós blogueiros já teríamos surtado e fugido da raia. Eu não vivo sendo atacado pelas costas por papagaios e capitães-do-mato modernos da direita em seus sites, blogs e aqui nos comentários do meu próprio blog? Já fui vilipendiado até por profissionais da opinião que, revoltados por terem sido pegos de calças curtas escrevendo asneiras em seus textos, partiram para o ataque chulo. Fazer o quê? Vou chorar, me fazer de coitado? Que nada! Ainda bem que eles reagiram assim, pois é um incentivo a mais para mim. Já pensou se me elogiassem?

É claro que ninguém gosta de ser atacado e ofendido, ainda mais pelas costas. Numa hora dessas, é até compreensível que a pessoa acabe se exaltando e faça uma besteira. Ainda mais para quem é novo na internet e não está acostumado com a velocidade das reações.

Por isso, espero que o Mino Carta reveja sua decisão e, mais calmo, perceba que errou e volte à cena. Ele é um excelente jornalista e uma pessoa bastante coerente e ética. Com sua "aposentadoria" forçada (e extremamente tola, na minha opinião) perdem o jornalismo e o Brasil.

60 comentários:

Anônimo disse...

Definitivamente: O Tarso mandou o Mino para casa!!!

elvis disse...

Vc é de mais André...Sou seu fã...

Adhemar Santos disse...

Acho que a decepção do Mino deve-se a grande reação contra que teve por parte da esquerda no caso Battisti. Entende-se, desde vários anos Mino e a CartaCapital foram consideradas contra-ponto a Veja e exemplo de jornalismo isento e imparcial. As reportagens, que na grande maioria das vezes era pró pensamento esquerdista ou lulista, eram tidas como isentas e a mais profunda expressão da verdade. Havia um sentimento de credibilidade em relação à Mino e a revista.

Veio o caso Battisti, e a tal credibilidade ou isenção foi jogada no lixo por parte da esquerda pró Battisti. Todos se perguntavam: por que o Mino está contra? O que está por trás disso? Mino percebeu isso e desiludiu-se. Registre-se aqui que a grande maioria dos comentários contra Mino eram a mais pura bobagem, por exemplo, evocando a "soberania nacional" para justificar a decisão de Tarso. Então, voltando ao assunto, ele viu o quão fluido pode ser a credibilidade se alguns outros interesses são contrariados. Esta foi a decepção dele e justificativa para sua saída provisória (eu acho) de cena.

Vera disse...

Corretíssimo, André. Acompanhei quase todos os posts do Mino Carta sobre Battisti (até onde suportei), e sei que as grosserias começaram a partir do momento em que ele próprio, MC, começou a ironizar, satirizar, destratar os leitores que discordavam das opiniões dele. Aí, provavelmente, a coisa degringolou. Mas acho que sua "carta de despedidas" já mostra que ele também se despediu do "amigo" Lula. Que outro "amigo" vai botar no lugar, não sei. Espero que ele se recupere logo.

Anônimo disse...

André, não me surpreendi com a citação do Mino a revista "Óia"... não esqueça que o Roberto Civitta também é italiano e a origem de ambos fala mais alto, independente dos perfis (Mino e Civitta) serem completamente distintos...

Abraços,

Red Pepper
JS - RJ

Anônimo disse...

Ainda bem que o Mino diz que é amigo do Presidente
Lula!

André Lux disse...

Adhemar, pode sofismar o quanto quiser, porém não vai convencer ninguém.

A CartaCapital, ao contrário do que você afirmou, é apreciada e respeitada JUSTAMENTE por assumir suas posições e ideologias claramente em editoriais.

Ou seja, a revista e o Mino sempre deixaram bem claro que são parciais, o que é um antidoto contra a hipocrisia e cinismo de Vejas, Folhas, Globos e afins, que ainda tentam enganar os otários afirmando que são imparciais e isentos, coisa que nunca existiu nem nunca vai existir...

Anônimo disse...

Nao assino a CC, e há muito, nenhuma revista brasileira, visto q moro e trabalho em 3 países do norte da Zooropa. O q nao qer dizer q, vez ou outra nao leia artigos e partes das mesmas, but and ONLY via internet.

Nao fazem falta. Nenhuma delas.

Sao previsíveis em mentir, manipular, falserar distorcer enfim, toda sorte de estripulias nazi-fascistas.

Mino Carta, leio há muito tempo, na verdade desde os anos 70, qdo do jornal A República. E nem era lá bom jornal assim, prá qem tinha o Opiniao, Moviento e Pasqin, só prá ficarmos nestes, como leitura, mesmo q taxados por qlqr par de olhos da época, como "comunistas".

Pois bem, Mino, c/ o passar dos tempos, se enfurna e se anclausura num ítalo-paulistismo ridículo. Gostem ou nao os paulistas, ;imo só descreve o Brasil de SP - outro vício hediondo de nossa maldita imprensalao q, igonora e até massacra as outras mídias de qlqr outro centro fora do eixo-vilao RJ/SP.

Certa feita, perguntei a Mino porq nao criticava seus "coleguinhas" - aqí me referia a Na$$if, PHTamborim, Azenhenhém, e agora ao tal new rebel anti Der Göbbels, Rodrigo Vianna (who?).

Nao me respondeu, ao contrário, me censurou.

Sua impáfia, seu ar soberbo e arrogante irritam mais q cativam. Prá mim, acho impossível separar as figuras antipáticas q ele tenta vender como parte duma personagem "culta + experiente + reqintada + diferenciada" ... ele mesmo.

Paulistas tendem a se auto defenderem, auto promoverem e se auto julgarem como os eternos srs do Brasil.

Tá na conversa das familias, nas escolas da crasse mérdia, nos barzinhos onde a droga rola fácil e o alcool é império. Em outras palavras, paulista até hoje nao sabe qual a capital do Brasil: se Barcelona, Milao ou pior, os do interior creem ser Miami ou Houston.

Mino, vende seu peixe como sendo fora dessa txúrma - mentira. É igualzinho e mais ainda pelo sotaqe e aqele azedume até ao se referir aos santistas, só por terem praias e sol, como nao há no interior, menos ainda na capital.

Mas, o q irrita Mino, é ser arguído, ser contradito, ser interpelado, nao ser aceito.

Foi o q se deu no caso Battisti.

Mino, por ser ítalo-paulista, jurou q arrastaria a bugrada da crasse mérdia de qlqr canto do Brasil, se, outra vez, se apresentasse como "o q conhece os lados do caso: Brasil, SP, Itélia e esqerdistas" ...

Se fudeu!

Mino, como TODO e qlqr jornalista - parece virus enfiado no corpo dos estudantes desde o 1ro dia de escola - acha q o povo é secundário, q o pensar das massas só é útil qdo lhe dá suporte, e pior, q o Brasil é terrea de péssimos juristas, como sugeriu o fascista deputado da Lega ... pior q o PFL, lixo político acedite.

Mino se engoliu pelo rabo.

Entender o q ele fez, já vai por luz na trilha dos próximos q, como ele, foram feitos por nós e q, como ele tmbm, vao tomando caminhos ao centro, já apontando p/ o lado da direita.

É ´so observarmos. Nasceram e cresceram dentro da ditadura miliatar e em seus jornaloes/TVzonas/Revistonas. De alguma forma, receberam 1 pé na bunda e acompanhando a fórmula, abrem cyber-boteco (blogue) e se auto promovem/defendem/elogiam.

É regra - batata mesmo.

Mino fez o q qlqr 1 deles fará, assim q tomar posicao contra o Lulismo e q, qerendo ou nao, tmbm contra o petismo: vai receber chuvas de cartas furiosas.

Nao, nao é caudilhismo, macartismo, ou como qeiram chamar ... mas auto defesa pura.

A massa cresce em cultura, ao melhorar economicamente. O país anda, ao reduzir abissais distancias entre os q tem tudo q os q nao tem quase nada - isso, qerendo ou nao, ainda se chama LUTA DE CLASSES.

E isso, é muito prá Mino.

Cesar pegou a bola, acabou c/ o jogo e fechou a arena.

Por isso é q venho repetindo q, está nascendo a próxima classe de blogues e blogueiros: os anti blogoes, blogueiroes.

Inté,
Murilo

Carlos disse...

André, o Mino exagerou ao posar de vitima, mas eu acho que ele está sendo fiel às suas convicções, pois eu tmb sou de esquerda, mas nem por isso eu posso aprovar o que o governo brasileiro está fazendo, pois dá asilo politico a um criminoso condenado não está certo.
Porque o governo brasileiro não deu asilo politico aos boxeadores cubanos?

André Lux disse...

Simples, Carlos: porque eles não pediram asilo.

Carlos disse...

André, eles pediram sim cara, eles fugiram da delegação cubana do pan-americano, infelizmente o governo brasileiro devolveu os pobres garotos, que só queriam ser livres, para a ilha de Cuba. Agora o governo brasileiro da asilo politico a um criminoso condenado. o Mino foi sincero com suas convicções, e isso foi um ato admiravel.

André Lux disse...

Não, senhor. Eles fugiram da delegação e foram para uma praia, acreditando que uns "empresários" alemães iam levar eles embora. Mas os caras não apareceram e quando a grana dos dois acabou, eles pediram ajuda à polícia e quiseram voltar a Cuba.

Por sinal, todo munda sabe disso. Você não tem outro factóide melhorzinho não para tentar enganar os trouxas? Esse aí não cola mais, infelizmente...

Adhemar Santos disse...

André Lux

"Ou seja, a revista e o Mino sempre deixaram bem claro que são parciais"


Você está, então, afirmando que a CartaCapital NÃO é uma revista isenta?

Carlos

O que o André está tentando dizer é que os boxeadores cubanos não pediram oficialmente ao Ministério da Justiça o asilo político....não contrataram o Greenhalg, nem fizeram o ofício, coisas desse tipo.

André Lux disse...

Mino Carta deixou bem claro, em editorial assinado, que apoiava a eleição e a reeleição de Lula. O Estadão fez o mesmo, mas fechou com Alckmin. Foram as únicas representantes da imprensa que tiveram coragem de assumir uma posição. O resto ficou fingindo imparcialidade e isenção - é que é os papagaios da direita gostam de serem tratados como otárias...

Sobre os cubanos, reproduzo um trecho do que o Eduardo Guimarães postou em seu blog, que resume a questão. Se quiserem continuar mentindo, vão em frente. Vão apenas demonstrar ainda mais suas verdadeiras faces...

"Para manter uma mentira, a grande mídia, essencialmente de direita, levanta outra, de que o Brasil não extradita Battisti, mas extraditou os boxeadores cubanos durante os Jogos Panamericanos, outra rematada mentira, negada até pelos próprios boxeadores, que disseram que não pediram asilo ao Brasil e manifestaram o desejo de retornar a Cuba, porque foram enganados por um pretenso “empresário” inescrupuloso que os fez desertar da delegação esportiva cubana com promessas de várias benesses e depois os deixou na mão, fazendo com que mudassem de idéia e decidissem voltar a Cuba.

Um detalhe importante: à época dos Jogos Panamericanos, vários outros cubanos pediram asilo político ao Brasil, e foram contemplados."

Contra os fatos, não há o que dizer.

Adhemar Santos disse...

"Contra os fatos, não há o que dizer."

Realmente, André, contra os fatos não há como argumentar. Reproduzo, então, partes de 2 entrevistas que o pugilista cubano Erislandy Lara, aquele que depois fugiu para a Alemanha, deu ao Estadão:

Do Estadão de 14/06/2008:

"Quando deixamos a Vila Pan-Americana, o objetivo era mesmo escapar de Cuba e não voltar mais para Havana. Não há dúvida sobre isso. Não queríamos voltar. Mas as circunstâncias não eram boas. Não tivemos nenhum apoio e, sem ninguém para contactar, fomos obrigados a pedir para voltar para Cuba"

Repare as frases "Não queríamos voltar" e "Não tivemos nenhum apoio".

Do Estadão de 30/01/2009:

"Pedi asilo à polícia no Brasil e não me foi dada a oportunidade”

A mim me parece bem claro que os pugilistas cubanos realmente improvisaram a fuga durante os jogos Pan-Americanos e não sabiam o "caminho das pedras" para pedir o asilo político ao Brasil. Pediram asilo à polícia, de boca, e não ao órgão brasileiro competente. E, na própria palavras dele, como não tiveram nenhum apoio, resolveram pedir para voltar. Está claro então que o governo brasileiro não fez nenhum esforço para saber as reais intenções deles (o asilo político) e em tempo recorde os deportou para Cuba.

Ricardo Melo disse...

PELAMORDEDEUS. Ainda vamos encontrar gente ludibriada pelo PIG no caso dos boxeadores cubanos. Isso vai longe...

André Lux disse...

Realmente, o Estadão é uma fonte bem confiável mesmo...

romério rômulo disse...

andré:
fecho com a sua opinião sobre o comportamento do mino carta.eu já tinha feito as minhas observações
no blog do nassif.
romério

Carlos disse...

André: Vc disse que contra fatos não tinha argumentos, ai o Adhemar postou a noticia do Estadão, vc além de tentar refutar, vc simplesmente ironizou o estadão, rsrsrs.

Vamos André, refute o que o Adhemar postou, se a entrevista que o Estadão fez, é uma farsa, então nos mostre uma entrevista de uma fonte confiavel.

Adhemar Santos disse...

"Realmente, o Estadão é uma fonte bem confiável mesmo...

Pois é........tem gente que pensa que é mais lógico que os boxeadores que fugiram da delegação cubana, ao verem frustrados os seus planos pelo empresário "inescrupuloso", NÃO pedirem asilo ao Brasil, e sim preferiram pedir para voltar para Cuba, para depois, mais tarde, tentarem novamente uma fuga. Realmente, deve ser mais lógico isso, voltar para o país de origem, que não os deixa sair espontaneamente, do que ficar no Brasil....

André Lux disse...

Eu acompanhei os fatos na época e lembro perfeitamente da assessoria que o ministério e a PF deu aos dois sujeitos que preferiram voltar para Cuba, depois de serem enganados pelos empresários alemães.

Obviamente, acredito muito mais no que diz o Tarso Genro do que o que publica o Estadão, jornal golpista que pregaria a volta da escravidão se não fosse politicamente incorreto, ou no que disseram depois os dois boxeadores espertalhões.

Até porque é fácil entender o que os move: eles claramente se deram mal ao acreditar em "empresários" pilantras, quiseram voltar pra Cuba pois não tinham perspectiva aqui e acharam que iam ter todas as regalias de volta. Mas, como isso não aconteceu (e vcs condenam o governo cubano por isso?), deram um jeito de "fugir" de novo.

O Adhemar só fica trazendo esse assunto à tona pois, como todo papagaio da direita hidrófoba, gosta de confundir e de jogar cortina de fumaça para tirar o foco do que realmente importa.

Só engana os ingênuos...

Adhemar Santos disse...

"Obviamente, acredito muito mais no que diz o Tarso Genro do que o que publica o Estadão"

"quiseram voltar pra Cuba pois não tinham perspectiva aqui e acharam que iam ter todas as regalias de volta"

"Só engana os ingênuos..."


Realmente, tem ingênuo em todo o espectro político....seja dos papagaios da direita, seja dos da esquerda....

André Lux disse...

Tá vendo? É só dar corda que eles se enforcam sozinhos. E ainda vestem a carapuça...

Adhemar Santos disse...

"Tá vendo? É só dar corda que eles se enforcam sozinhos. E ainda vestem a carapuça..."


Exatamente, você vestiu certinho....ou você não notou que as frases ingênuas eram suas?


Agora quero ver se o Tarso Genro vai conceder refúgio político a esse aqui (tirado da revistA IstoÉ)(de antemão digo que sou a FAVOR da extradição deste criminoso também):

==================================

Nos próximos dias, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidirá sobre uma solicitação da Corte de Roma que pede pela extradição de outro cidadão italiano que nos anos 1980 pegou em armas e tomou de assalto as ruas do seu país bradando por mudanças políticas. Trata-se de Pierluigi Bragaglia, 49 anos, um exterrorista que fugiu da Itália, em 1982, condenado a 12 anos de prisão por subversão, assalto, roubo a bancos e associação a grupo armado. Procurado há mais de duas décadas pela Interpol pelos quatro cantos do planeta, Bragaglia foi encontrado pela Polícia Federal (PF) em julho do ano passado vivendo em Ilhabela, litoral paulista, distante 210 quilômetros da capital. Casado, pai de dois filhos, o ex-militante vivia com a identidade falsa e ganhava a vida como proprietário de uma pousada e uma distribuidora de bebidas na cidade. Há sete meses no cárcere, Bragaglia terá seu futuro definido pelo ministro do STF Cezar Peluso, o mesmo togado que decidirá o caso de Cesare Battisti.

A justificativa italiana para o pedido de extradição de Bragaglia fundamenta-se nas mesmas argumentações do caso Battisti, ou seja, ele é um ex-terrorista e como criminoso político, julgado e condenado em seu país, deverá voltar para pagar sua pena. O caso de Bragaglia, que poderá chegar às mãos do ministro da Justiça, Tarso Genro, tem ingredientes que poderão elevar a temperatura dos debates no Brasil e no Exterior por um único detalhe: ao contrário de seu conterrâneo esquerdista, Bragaglia foi UM ÁRDUO INTEGRANTE DA DIREITA ITALIANA; um neofascista de verdade. Ex-militante do NAR (Núcleo Armado Revolucionário), o mais radical grupo da extrema direita italiana que atuou entre 1977 e 1981, Bragaglia e seu agrupamento inspiravam- se no criador do fascismo, Benito Mussollini (1883-1945). A organização em quatro anos foi responsável por ações que resultaram em 128 mortes. Em depoimento de mais de quatro horas à PF, ele confirma a participação em diversos crimes políticos, mas nega o envolvimento com qualquer “crime de sangue”. Assustado, Bragaglia tem medo de que a repercussão do caso Battisti reflita negativamente em seu julgamento.

André Lux disse...

Adhemar, eu assumo que sou de esquerda publicamente há anos. Não preciso "vestir carapuças", entende? Essa uma expressão idiomática que serve para ironizar uma pessoa que, sem perceber, revelou aquilo que não tem coragem de assumir em público.

Fico feliz que tenha publicado artigos da revista "QuantoÉ" e do jornal "Panfletão". Assim fica fácil entender toda essa sua "fúria" contra a esquerda...

ricardo disse...

E vc André, é a favor ou contra a extradição do cidadão Batisti???André, até vc deve ser contra a decisão que do Tarso, mas como vc é fiel ao Pt, vc está com medo de assumir sua opinião, eu acredito que não é o fato de ser de esquerda ou de direita, que define a opinião sobre esse caso, é questão de bom senso.

E tem outra, eu li outros post, e dá a imprenssão que para vc, ser de direita é crime!!!Isso é verdade ou eu estou enganado?Ser de direita é crime?

André Lux disse...

Calma ricardo, senão vc vai ter um aneurisma!

Baseado em tudo que li até agora, sou favorável ao asilo dado ao Battisti. A imensa maioria dos argumentos contrários ao asilo são toscos, hipócritas ou simplesmente mentirosos. Já os que são favoráveis são o contrário.

Não tenho opiniões pré-fabricadas sobre as coisas. Só formo elas depois de muita leitura e ponderação - e mesmo assim continuo sempre me questionando. Não é porque foi um petista ou um esquerdista que falou algo que eu acredito imediatamente.

Ser de direita em um país como o nosso é, no mínimo, desumano - isso se o sujeito for de classe média alta ou rico (20% da população). Agora, se for de classe média pra baixo (o restante dos 80%), ai é burrice mesmo...

Adhemar Santos disse...

"Adhemar, eu assumo que sou de esquerda publicamente há anos. Não preciso "vestir carapuças", entende?"

Meu caro, o problema não é assumir ser de esquerda ou direita. O problema é usar a seu lado ideológico para assumir uma posição claramente contrária ao bom senso e ao humanismo. Exemplo é o caso dos boxeadores cubanos, onde você prefere acreditar numa historinha inventada pelo governo do que no bom senso. Ou então dizer que " imensa maioria dos argumentos contrários ao asilo são toscos, hipócritas ou simplesmente mentirosos", quando na verdade o noticiário está mostrando o contrário. A carapuça é nesse sentido, na sua ingenuidade em acreditar que existe um maquineísmo esquerda=bonzinho x direita=mauzinho. Como já te falei antes, o mundo não é só preto e branco, as pessoas não são divididas em direita e esquerda.

Cresça!!

André Lux disse...

Lição de moral de um direitista enrustido que baseia suas opiniões no "noticiário"... Depois dessa só me resta votar no DEM e entrar para o Opus Dei! :-D

Adhemar Santos disse...

"Lição de moral de um direitista enrustido que baseia suas opiniões no "noticiário"


Hahaha, quanto ao direitista enrustido, já te falei que o mundo não se divide em preto e branco. E baseio as minhas opiniões no noticiário sim, das mais diferentes matrizes ideológicas, e dos blogs também. Aí, julgo conforme o meu bom senso e a coerência das informações apresentadas. Isso me permite não ser manipulado nem por um lado nem por outro. Você deveria fazer o mesmo.

André Lux disse...

Seu protesto está registrado, Adhemar.

Ricardo disse...

André, seu argumento é totalmente infantil. "Ser de dieita é desumano ou burrice". Coisa de criança mesmo.

Vc poderia me provar isso?Quer dizer que todo esquerdista é inteligente?Defina inteligência. "Inteligente" como o Lula?hehehe

André Lux disse...

Explica pra mim então, ricardo, o que significa ser de direita...

Ricardo disse...

Vc respondeu minha pergunta com outra?hehehe. é essa a inteligencia da esquerda?hehehe

André Lux disse...

Ué, se eu estou errado, então explilca pra gente o que é ser de direita...

Ricardo disse...

Vamos André, afinal de contas vc é de esquerda, os seja, um cara muito inteligente, hehehe. Tente responder minhas perguntas, pelo menos uma. Porque ser de direita eh burrice?Porque ser de direita é desumano?

Adhemar Santos disse...

Já que o André Lux até hoje ainda não sabe o que é ser de direita, segue uma ajudazinha:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Direita_política

André Lux disse...

Ricardo, leias minhas "Memórias de Um Alienado" e vc encontrará suas respostas. Hehehe?

André Lux disse...

Sei sim, Adhemar. Fui papagaio da direita até os meus 18 anos. Eu era igualzinho vc e seus amiguinhos.

Fernando Romano disse...

Já vi esse Adhemar lá pelo blog Óleo do Diabo. Ele fez lá a mesma coisa André, entrou no blog somente para contestar a opinião do autor. O curioso, é que tanto o Tudo em Cima, quanto o Óleo do Diabo, tem orientação ideológica de esquerda. Por quê será?...

Adhemar Santos disse...

"entrou no blog somente para contestar a opinião do autor"

Beleza de contestação Fernando Romano....então eu posso afirmar que você entrou aqui no blog só para "puxar o saco" do André, correto? E quantos aos argumentos pró e contra a opinião do autor do blog....nada a declarar?

André Lux disse...

O que ele quis dizer, Ademar, é que vc só sabe ser do contra. Não defende nada, não assume suas posições, não propõe alternativas. Apenas vai contra qualquer coisa que te cheira a ideologia esquerdista.

Vai ver uma Kombi da Cut atropelou o cachorro dele, né Ferdando? Isso explicaria tamanho ódio cego contra nós...

Adhemar Santos disse...

"Não defende nada, não assume suas posições, não propõe alternativas. Apenas vai contra qualquer coisa que te cheira a ideologia esquerdista."


Bobagem. A maior prova é este tópico. Se você olhar lá em cima, verá que meu primeiro comentário foi sobre o que eu achava que levou o Mino a escrever a despedida dele. Depois, com a guinada para outros assuntos dentro do tópico fui me posicionando sobre eles.

Cara, eu não odeio a esquerda. Tenho muitos pontos de vista parecidos. Não gosto é desse maquineísmo esquerda x direita e dos estereótipos empregados. Se você olhar o histórico dos meus comentários, nunca utilizei desses artifícios, chamando por exemplo, como fazem outros, de esquerdopatas, petralhas, etc.

André Lux disse...

Boa tentativa, Adhemar. Melhor sorte da próxima vez...

Ricardo disse...

Parece que o André ficou sem argumetação contra o Adhemar, hehehe

Fernando Romano disse...

"então eu posso afirmar que você entrou aqui no blog só para "puxar o saco" do André, correto?"

Não, Adhemar. Você não entendeu meu comentário. Da mesma forma, eu poderia afirmar que você está puxando o saco do Berlusconi, mas não é esse o ponto. Eu só comentei que achei curioso você entrar em blogs - apesar de dizer que tem muitos pontos de vista parecidos com a esquerda - e discordar da opinião desses autores, que são de esquerda. Ao que parece, acho que você não tem tantos pontos de vista em comum assim...

Adhemar Santos disse...

"Eu só comentei que achei curioso você entrar em blogs - apesar de dizer que tem muitos pontos de vista parecidos com a esquerda - e discordar da opinião desses autores, que são de esquerda"

Ora, Fernando. Isso é uma opção minha. Eu não tenho muito tempo de ir num blog e no outro para comentar, então eu declino de comentar sobre assuntos que eu concordo ou que eu não tenha uma opinião 100% formada. Certamente você não achará comentários meus do tipo "Vc é de mais André...Sou seu fã..." ou "Ainda bem que o Mino diz que é amigo do Presidente
Lula!". O que me interessa são assuntos controvertidos, em que eu possa argumentar e ler os argumentos contrários, e não estereótipos.

André Lux disse...

É mesmo Adhemar? Então manda uns links de blogs de direita, tipo Reinaldo Azevedo, Noblat e afins, onde vc publica suas "contestações controversas"...

Adhemar Santos disse...

"Então manda uns links de blogs de direita, tipo Reinaldo Azevedo, Noblat e afins, onde vc publica suas "contestações controversas"..."


Pede ao Fernando Romano. Já que ele me achou no Óleo do Diabo, quem sabe ele tenha paciência para procurar nesses outros blogs citados por você.

André Lux disse...

A gente tem mais o que fazer, Adhemar. Só papagaios da direita como você ficam fazendo patrulha e depositando suas pérolas nos blogs esquerdistas...

Adhemar Santos disse...

"Só papagaios da direita como você ficam fazendo patrulha e depositando suas pérolas nos blogs esquerdistas..."

Você não se cansa de lançar esses esteriótipos típicos dos papagaios da esquerda?

André Lux disse...

Admitiu de novo que é papagaio da direita, hein Adhemar? ;-)

Adhemar Santos disse...

"Admitiu de novo que é papagaio da direita, hein Adhemar?"


Hummm....não sei....pela sua lógica, você admitiu que é papagaio da esquerda?

André Lux disse...

Mas eu sou de esquerda, adhemar. Não tenho medo nem vergonha de admitir isso.

Eu seria papagaio da esquerda se ficasse repetindo todos os jargões 'esquerdistas' em blogs da direita e, ao ser questionado, responderia algo do tipo "mas eu não sou de esquerda, até concordo com vários dogmas da direita, até votei no Chalita para vereador, estou aqui apenas para provocar debates e polêmicas, blá, blá, blá".

Eu já fui papagaio da direita por vários anos, amigo. Sei bem como funciona a mente de vocês. Sei como consideração a maior curtição "irritar petistas". Patético é pouco...

Ricardo disse...

O andré usa como argumentos: "Vc não passa de um papagaio de direita". Vira o disco André, vc só sabe falar isso?

André Lux disse...

Pra que usar outro termo se este explica tão bem o que são? He-he?

Ricardo disse...

Caro André afirma que quem é de direita é burro, mas vc não fala outra coisa, que não seja:"Vcs são papagaio de direita", repito:Vc só sabe falar isso? Vc não é tão inteligente?Porque não varia um pouco?

André Lux disse...

Por quê? Simples: porque não quero.

Ricardo disse...

POrque não quer, ou porque não sabe?

André Lux disse...

Porque não quero. Mas pergunta a mesma coisa de novo, quem sabe você consegue me fazer mudar de opinião?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...