Postagem em destaque

SEJA UM PADRINHO DO TUDO EM CIMA!

Ajude este humilde blogueiro a continuar seu trabalho! Sempre militei e falei sobre cinema e outros assuntos sem ganhar absolutamente nada ...

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Vergonha para Jundiaí: Miguel Haddad (PSDB) é cassado pela 7ª vez!

- por Cesar Tayar, presidente do PPS Jundiaí

O Juiz Eleitoral de Jundiaí, Dr. Marco Aurélio Stradiotto de Moraes Ribeiro Sampaio, cassou o mandato do prefeito Miguel Haddad em decisão tomada no dia 23/01/09. Esta decisão foi devida à Ação de Impugnação de Mandato Eletivo nº 339/2008.

Dentre as alegações do magistrado destacamos o seguinte: " ...Ante o exposto, julgo procedente o pedido para cassar o mandato em exercício por Miguel Haddad e Luiz Fernando Machado, o que tem como conseqüência lógica a anulação dos votos por eles obtidos no pleito de 5 de outubro de 2008, viciado claramente por corrupção como apontado na inicial.... ".

Aí está a 7ª cassação colhida pelo PSDB pela enorme quantidade de crimes eleitorais cometidos nas eleições de 2008. Nesta sentença o Juiz Eleitoral determina, novamente, a realização de novas eleições em um período de 20 a 40 dias. Sem a menor sombra de dúvida, Jundiaí está sendo passada a limpo.

6 comentários:

Anônimo disse...

Cacete!

Qdo é q vamos nos ver livres desse rato-tucano?

Afirmo q, o Judiciário é o mais corrupto dos 3 podres. E isso repito há anos.

Inté,
Murilo

Lucas disse...

Sem ser muito tendencioso na minha colocação, acredito que hoje, dias após a decisão do Stradiotto, nada aconteceu, Miguel Haddad está de volta à prefeitura e o TRE derrubou varios dos processos.
Jundiaí é uma cidade que há 20 anos possui o melhor desenvolvimento humano entre as cidades grandes e médias de São Paulo, gerou mais empregos com carteira assinada que em Campinas, dentre tantas outras atribuições positivas, que nao foram fruto de um só Prefeito, mas de todo um processo.

Enfim.. amo minha cidade, e quero o melhor para os meus filhos no futuro, assim como todo jundiaiensse.

(André, acredito no direio de expressao das opiniões divergentes, por isso peço que aceite a minha colocação)

Anônimo disse...

Sem ser TENDENCIOSO??? Qual é Lucas, vce no mínimo é um pau-mandado. Jundiai é uma maquiagem, um cenário de mentiras, uma cidade-cenográfica. Nada evolui, lojas abrem e fecham. Nada sobrevive a não ser os "NEGOCIOS" das "famiglias".

Viviane disse...

De fato sr. Anônimo, Jundiaí é um cenário de mentiras, eu já disse que se trata da cidade da fofoca!

Quanta especulação em torno da Cassação do Miguel, quanta coisa falaram naquele tempo, e hje?
Os processos estão indo, daqui a pouco estão voltando..
Pau mandado tem essa cidade que acha que pode manipular as informações assim!

As influências são de fato um fator determinante para a forma como as coisas sao conduzidas aqui pelas FAMIGLIAS. Um Juíz que é amigo pessoal do filho do Ary.. o Ary que perdeu a chance de ser candidato à prefeitura para o Miguel há alguns anos atras.. 7 cassações de uma só vez por parte do Juíz amiguinho da família..
Essa história tem muita coisa por traz.

Rafael F disse...

Olá,
Eu venho para, ao que me parece divergir da maioria aqui.
De fato há maçãs podres no judiciário. Mas também no executivo, no legislativo, no mundo corporativo e até no maternal – Ok, nenhuma novidade até aqui.
Dos três poderes que temos, sem a menos sombra de dúvida, o judiciário é o mais correto e menos suscetível a corrupção.
Os magistrados têm ótimos salários, são inamovíveis e contam com cargos vitalícios. Logo, não precisam de apoio para continuar no cargo após 4 anos.
Em Jundiaí estou certo de que os juízes são dos mais incorruptíveis, em especial o juiz em questão. Talvez o mesmo não se possa dizer do pessoal lá do Tribunal, em segunda instância.
Dessa forma, subindo-se na escada hierárquica do judiciário a política passa a fazer parte fundamental na resolução de conflitos, deixando de se, com o perdão do termo, julgar simplesmente, para dar uma solução “politicamente correta” à sociedade. Seja essa política a política partidarista ou a institucional.
De toda sorte, podemos dizer com confiável certeza que o judiciário ainda é o mais íntegro dos poderes, por mais que seja indubitável que haja algumas maçãs podres nesse meio.

Rafael F
Advogado

André Lux disse...

Rafael, sua lógica de que os juízes ganham bem, portanto não precisam se corromper não faz sentido. Afinal, sabemos muito bem que quanto mais dinheiro uma pessoa tem, mais dinheiro ela vai querer. Se fosse assim, não existiram mega-empresários e grandes executivos corruptos, por exemplo.

Sem dizer que ainda temos muitas pessoas no judiciário (assim como em todas outras esferas da sociedade) que tem viés reacionário e elitista - muitos foram, não podemos esquecer, aliados da ditadura cívico-militar que durou 21 anos e ainda se alinham à ideologia da direita, representada hoje em maior grau pela aliança entre PSDB e DEMo (ex-Arena).

Por isso, não é difícil supor que role muita corrupção, desmandos e decisões movidas por viés ideológico em qualquer das instâncias do judiciário. Temos aí o Gilmar Mendes-Dantas, Presidente do Supremo, que não nos deixa mentir, não é mesmo...?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...