Postagem em destaque

SEJA UM PADRINHO DO TUDO EM CIMA!

Ajude este humilde blogueiro a continuar seu trabalho! Sempre militei e falei sobre cinema e outros assuntos sem ganhar absolutamente nada ...

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Jundiaí exige respeito à Justiça! Ato cobrará cassação de candidato do PSDB

Convoco a todos os amigos e amigas de Jundiaí que compareçam a esse importante ato que exigirá justiça nas cassações do candidato do PSDB, Miguel Haddad.

Por favor, repassem essa mensagem ao maior número de pessoas possível. E não deixem de comparecer!

- André

Manifesto pela legalidade em defesa da ética na política
Data: 04/12/2008
Horário: 19h30
Local: Sindicato dos Metalúrgicos de Jundiaí
End.: Rua XV de Novembro, 240
Vila Arens - Jundiaí - SP


Ato em Jundiaí (SP) cobrará cassação de prefeito eleito

O encontro promovido pelos partidos de oposição em Jundiaí acontece nesta quinta-feira (4), no Sindicato dos Metalúrgicos, às 19h30. O evento intitulado "Manifesto pela legalidade em defesa da ética na política" tem como objetivo esclarecer à população toda a turbulência no cenário político atual, em que o candidato tucano foi cassado cinco vezes pela Justiça Eleitoral e novas eleições foram determinadas.

"Foram muitas irregularidades cometidas pelo PSDB, um abuso que desqualificou as eleições. As regras eleitorais foram estabelecidas e os quatro candidatos se comprometeram em realizar uma campanha limpa, mas não foi o que aconteceu. Queremos unir forças com a população para que a justiça seja cumprida", afirma o presidente do PCdoB Pedro Bigardi, que disputou a prefeitura em 2008 e ficou em segundo lugar.

Gerson Sartori, vereador pelo PT, compartilha da mesma opinião. "Queremos com esse ato envolver todos os jundiaienses nesse fato importante que pode mudar tudo na cidade". Segundo ele, há uma tentativa da situação em transformar todas as irregularidades cometidas pelo PSDB em "coisa insignificante".

Para o presidente do PPS Cesar Tayar, o manifesto surgiu do inconformismo da oposição com a situação atual. "O candidato da situação foi cassado cinco vezes por inúmeras irregularidades como compra de voto, abuso do poder político, uso da máquina pública. Agora eles tentam minimizar a situação, alegando que as acusações são infundadas, queremos que a população conheça tudo o que está acontecendo e o que pode acontecer", afirma.

Para a vereadora Marilena Negro, o ato servirá para os jundienses conhecerem os processos e também expressarem sua opinião nesse processo eleitoral "que ainda não terminou".

Entenda os processos contra Miguel Haddad (PSDB):

1) Cassação por abuso do poder econômico: No mês de setembro, os tucanos foram acusados de uso indevido dos meios de comunicação. Segundo a sentença, os candidatos estavam sendo beneficiados por matérias veiculadas em jornal local, o juiz decretou a cassação dos réus, o processo está no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) a espera de decisão.

2) Captação ilícita de sufrágio (compra de votos): Nos autos e depoimentos de testemunhas consta que pessoas eram abordadas nas ruas da cidade e convidadas a participarem da pesquisa qualitativa do "Miguel Haddad", em troca recebiam R$ 50,00.

3) Captação ilícita de sufrágio (compra de votos): Miguel Haddad, Luiz Fernando Machado, o vereador reeleito José Galvão Braga (Tico) PSDB e o candidato a vereador, não eleito, Marcelo Canale (PHS), são indiciados por promoverem reuniões em época de campanha com comida e bebida de graça.

4) Uso da máquina pública: De acordo com a sentença foram usadas imagens da Guarda Municipal, assim como de profissionais para gravação de programa eleitoral de TV. As filmagens teriam sido feitas também dentro do centro de monitoramento da GM.

5) Abuso poder político: De acordo com o processo, vigilantes da cidade receberam um comunicado para participarem obrigatoriamente de uma reunião, no mês de agosto, com o intuito de receberam a carteirinha da categoria. Cerca de 500 profissionais compareceram, porém a reunião era de cunho político, com a presença de Miguel Haddad e Luiz Fernando Machado.

SERVIÇO:
Manifesto pela legalidade em defesa da ética na política
Data: 04/12/2008
Horário: 19h30
Local: Sindicato dos Metalúrgicos de Jundiaí
End.: Rua XV de Novembro, 240 Vila Arens - Jundiaí - SP


Link para o texto original publicado no Vermelho.

2 comentários:

Guina disse...

Como eu gostaria de poder estar aí em Jundiaí!
Com uma ficha dessa esse tucano tem que ser cassado o mais rápido possivel.

Saudações,
Guina
Tribuna Petista

Benedito disse...

André, viu o DataFolha desta sexta-feira, dia 5/12? Aprovação do governo Lula atingiu 70% na última semana de novembro, quebrando o recorde anterior do próprio Lula (64% de aprovação em setembro). Agora, é só esperar pelas manchetes do PIG, falando que a crise vai afundar o Brasil, que o governo não sabe reagir a ela, que muitos perderão emprego, outros morrerão de fome, que perderemos 6 anos de desenvolvimento... Aí, quem sabe, a popularidade do Sapo Barbudo começa a cair...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...