Postagem em destaque

SEJA UM PADRINHO DO TUDO EM CIMA!

Ajude este humilde blogueiro a continuar seu trabalho! Sempre militei e falei sobre cinema e outros assuntos sem ganhar absolutamente nada ...

segunda-feira, 7 de julho de 2008

A farsa do resgate heróico: Jornalista também acreditam em pagamento de resgate

O jornalista Eliakim Araújo, que também rompeu com o PiG e preferiu continuar praticando jornalismo sério, acaba de escrever um artigo sobre a libertação dos reféns das FARC que vale a pena ser lido.

Reproduzo abaixo alguns trechos:

"Antes da informação da rádio suiça sobre um possível acordo para o pagamento do resgate de 20 milhões de dólares a agentes das FARC, Jakobskind, mesmo não sendo o seu dia de enviar a coluna semanal, mandou uma extra com o título "O outro lado da história" , onde levanta alguns pontos que não mereceram a atenção da mídia conservadora. E deixou na ar a pergunta: resgate ou acordo com a guerrilha?"

"Depois do DR, profissionais independentes da imprensa brasileira, aprofundaram questões obscuras que estão sem resposta. A principal delas: como um grupo guerrilheiro que atua no interior da Colômbia há mais de 40 anos - e não é derrotado pelo exército regular do país - foi tão ingênuo a ponto de entregar Ingrid Betancourt, seu principal trunfo, a desconhecidos colegas de luta armada? Das duas uma: ou a guerrilha está tão enfraquecida que se vendeu por alguns milhões de dólares ou está completamente idiotizada e despreparada."

"Fico com a primeira hipótese. As FARC perderam em março deste ano seus dois principais dirigentes: Raul Reyes, que foi morto na invasão do território equatoriano pelo exército colombiano, e Manuel Marolanda, seu fundador, que morreu de ataque cardiaco. Além disso, há guerrilheiros depondo as armas. Um deles, segundo a rádio suíça, teria sido o intermediário das negociações para pagamento do resgate. É possível, assim, que ela esteja de fato perdendo forças, o que não pode ser interpretado como uma derrota definitiva."

"O governo americano dá substancial ajuda ao governo colombiano em conselheiros militares e dinheiro (fala-se em 5 bilhões de dólares), para o combate ao narcotráfico. E tinha o maior interesse na libertação de seus três cidadãos que são citados como “contractors”, mas na verdade são funcionários do Pentágono."

"De resto, fica a imagem extremamente saudável e alegre da ex-senadora Ingrid Betancourt em contraste com aquela do cativeiro, distribuída no mundo inteiro, onde ela aparece muito magra e de cabeça baixa. Na época, disseram que ela estava muito doente e teria pouco tempo de vida se não fosse libertada imediatamente. Felizmente, as previsões estavam erradas."

"A França, aliás, junto com Espanha e Suíça, foram os principais negociadores pela libertação dos reféns. O que torna perfeitamente factível a hipótese do pagamento do resgate e a consequente encenação."


Leia o texto na íntegra neste link.

14 comentários:

Rodrigo Leme disse...

Bom Lux, cada um usa o fuzil que tem: o Uribe o dinheiro, o Chavez a parceria por debaixo do pano com as FARC. Os dois tiraram reféns e os dois fizeram seu circo.

Agora pergunta: porque se critca o Uribe e não se fala nada do Chavez na tal mídia "independente"? Oras, independência pra mim é outra coisa então...

É uma mídia corporativa com sinal invertido: bases diferentes, técnicas iguais.

Se os "independentes" e a midiazona tratassem seus queridinhos com o mesmo rigor que tratam seus inimigos, de repente poderíamos até ter o "jornalismo sério" que você acha que alguns fazem.

André Lux disse...

Você se entrega, Rodrigo. Ninguém está condenando Uribe por ter supostamente pago resgate às FARC, mas sim por mentir que pagou e armar um circo midiático que pretende vendê-lo como um "super-presidente" capaz de engendrar um resgate cinematográfico e digno de um terceiro mandato.

As suspeitas de que ele realmente pagou às FARC aumentam a cada minuto na mesma proporção que a versão do super-resgate vai por água. Mas a mídia corporativa, sempre a serviço do Império, vende a versão oficial como sendo verdade única e incontestável.

É a mesma lógica usada para dizer que Chávez dava dinheiro às FARC, usando para isso supostas informações contidas no lap-top do Raul Rayes. Quando se demonstrou que não era verdade e que o governo Uribe simplesmente mentiu, a mídia corporativa ficou em silência, restando aos independentes divulgarem a informação correta.

Engraçado que a turma da direita (enrustidos ou assumidos) não vê nada de errado nisso... É a lógica do "me engana que eu gosto". Fazer o que, não?

Anônimo disse...

Rodrigo Leme, que bom em revê-lo aqui TUDO EM CIMA.
O André, foi feliz em dizer, que não está condenando o Uribe por ter negociado, mas a mentira que espalhou com a solariedade da grande imprensa.
Não tenho informação segura, mas a rádio que deu a informação sobre 20 milhões não é de esquerda.
Dois analistas políticos da UNESP e UNB, num debate à rádio CBN, foram categóricos em afirmar, que não ficou bem nítida, o regaste do 15 sequestrados.Não houve um tiro sequer, para efetuar tal resgate.
Continue postando, é vê-lo emitindo opiniões.

Rodrigo Leme disse...

O "me engana que eu gosto" permeia muitas ideologias, Lux...só muda a fonte.

Ou devo eu acreditar que o Chavez teve sucesso em suas "negociações" com a FARC porque ele é o "super-presidente" que foi lá na selva e buscou a saída pacífica com as FARC, e que ele não tem nenhuma relação com elas? Não obstante ele mesmo usou isso como peça política, pois também quer um terceiro mandato.

Enfim, porque VOCÊ critica Uribe e se omite com relação à Chavez? Você se engana porque gosta?

E suas comprovações são ótimas: prova para você é o que aparece na mídia de esquerda. Oras, isso é diferente de quem se informa pelo jornalão onde?

Você já foi um papagaio da direita; a única coisa que mudou para hoje foi a direção do vento, porque as penas são as mesmas.

André Lux disse...

Rodrigo, o Chávez negocia com as FARC porque possue a mesma orientação ideológica de seus membros. Ele nunca escondeu isso.

Do mesmo jeito que o Uribe tem carta branca do Bush Jr. para negociar com as milícias pára-militares e com os chefões no narcotráfico que chacinam sindicalistas e defensores dos direitos humanos na Colômbia. Embora, diferente do Chávez, Uribe esconda isso...

Eu e o resto da mídia independente tecemos críticas ao Chávez naquilo que ele deve ser criticado (veja o que o Eduardo Guimarães escreveu sobre a Venezuela recentemente, por exemplo). Apenas não engolimos, para desgosto de direitistas enrustidos ou não, tudo aquilo que Veja e afins tentamo nos enfiar goela abaixo como sendo uma "verdade" biblíca...

Chávez tem muitos defeitos, mas é inegável que seu governo melhorou (e muito) a vida dos pobres e excluídos da Venezuela. Já Uribe e suas bravatas dignas do Rambo podem ficar bonitas nas fotos da Folha, mas seu governo nada faz para melhorar a vida dos colombianos - muito pelo contrário. Seu combate às FARC nada tem a ver com luta por justiça ou bondade, mas sim com a vontade dos EUA de acabar com resistências ao seu imperialismo e as ameaças aos grandes cartéis de narcotraficantes que os financiam.

Agorar, se você vai esperar se informar sobre isso na Veja ou no Jornal do Simspon, é melhor esperar sentadinho...

Rodrigo Leme disse...

Coitado de quem acha que eu me informo por Jornal Nacional. Eu, diferente de muitos, leio tudo dos dois lados, e tiro uma opinião daí. Geralmente, nenhum dos dois está certo, mas na média reside a verdade.

Não tenho 1 hora de vida para gastar vendo TV, quanto mais telejornal, quando posso ler muito mais no mesmo tempo. Tampouco tenho preconceito contra veículo nenhum, visto que leio do Globo ao Hora do Povo.

Mas enfim, é gozado dizer que o governo Uribe nada fez pelo povo da Colômbia. Com a aprovação altíssima do governo Uribe mesmo antes do resgate, é difícil querer ser porta-voz do governo colombiano (falando daqui do Brasil ainda por cima) e dizer q Uribe nada fez.

Claro que vão dizer que os números são adulterados, os institutos de pesuisa são marionetes disso e daquilo.

Sei lá: podem até ser, não consigo atestar a vercidade dos números. Mas sem provar, passa-se o mesmo ridículo que passa a mídiazona qdo questiona a popularidade de um Lula ou de um Chavez.

Vira denúncia vazia, de quem quer porque quer ver seu ponto comprovado.

Claro que se corre o perigo de um terceiro mandato do Uribe, o que seria nojento mesmo que o presidente fosse Jesus Cristo. É nojento aqui, é nojento na Colômbia, é nojento na Venezuela. Isso sim deve ser criticado e combatido.

E foi só a mesma orientação política que facilitou a negociação entre Chavez e FARC, Lux? Engana-me que eu gosto...:)

André Lux disse...

Ué, Rodrigo, se você não assiste Jornal Nacional e "lê de tudo", por que só repete aquilo que a mídia corporativa vende como verdade única?

E você que acha nojenta a proposta do terceiro mandato, por que não acha estranho a mídia corporativa criar factóide e fazer escândalo em cima do Lula, mas achar bonito no caso do Uribe (que já é praticamente uma realidade expressa inclusive pelo próprio)?

E se não foi a afinidade ideológica que permitiu a negociação entre Chávez e as FARC foi o que então? Você tem alguma teoria? Alguma prova (não vale a do laptop do Reyes, pois já sabemos que era mentira)?

Rodrigo Leme disse...

Ô Lux, se você precisasse de prova para o que fala, você passaria o dia mudo.

E ué, o que te faz pensar que não acho estranho a omissão da grande mídia referente ao terceiro mandato do Uribe? Você já perguntou isso para mim antes? Ou você gostaria que eu imprimisse isso numa camiseta e saísse na rua para não causar confusão? Que gozado...

O que não vi foi uma posição forte dos "independentes" contra o terceiro mandato do Chavez. Não vou nem falar do Lula, porque só considero luta pelo terceiro mandato quando o presidente diz que quer um, o que não aconteceu até agora. Mas a omissão dali do outro lado do muro é a mesma daqui, só mudam os papéis.

Faz o seguinte: pede minha opinião sobre assuntos que você achar pertinentes para "me desmascarar" (oh, o drama!), aí eu já as dou para você.

Dessa forma me protejo de acusações suas sobre coisas que nem dei opinião sobre. Tudo porque você não consegue escrever duas linhas de debate se não rotular o interlocutor, o que vai contra qualquer regra básica de debate civilizado.

André Lux disse...

Leme, você confunde as coisas. É compreensível. Acostumou-se tanto a consumir o PiG que acha que notícia e opinião são iguais. Não são. Eu escrevo aqui as minhas opiniões sobre diversos assuntos. Não preciso provar nada em relação a elas, obviamente.

Já quando posto notícias (raramente), só faço quando são de fonte segura e comprovadamente parciais. Porque só os ingênuos e os canalhas defendem uma suposta imparcialidade jornalística.

E desculpe se não peço a sua opinião sobre nada. É que não tenho interesse em saber o que você pensa. Já disse isso a vários direitistas e repito: se eu quiser saber o que os reacionários e conservadores pensam, prefiro ir direto à fonte - Vejas, Estadões, Globos e afins - ao invés de pegar tudo de segunda mão...

carlos disse...

É andré o rodrigo leme, tenha razão quando diz que a 'midia indepente não fala uma virgula do terceiro mandato do chavez, isso é pura verdade, a midia independente que vc fala, na verdade é a midia de esquerda, da mesma forma que a grande imprenssa é a midia de direita, e não existe esse negocio de midia indenpendente:Todas dependem de alguma coisa.

J Carlos disse...

O nobre jornalista Eliakim Araújo consegue se contradizer no próprio parágrafo. Ele pergunta "como um grupo guerrilheiro que atua no interior da Colômbia há mais de 40 anos - e não é derrotado pelo exército regular do país - foi tão ingênuo a ponto de entregar Ingrid Betancourt, seu principal trunfo, a desconhecidos colegas de luta armada?". Pouco depois, sem querer, ele mesmo dá a resposta para a sua pergunta: "a guerrilha está tão enfraquecida...". Ora é claro que a guerrilha está enfraquecida e isso facilita ações como a do resgate.

Outro erro que ele comete é não analisar logicamente todas as implicações desse suposto pagamento, sendo o mais grave: Por que fortalecer ainda mais o inimigo (Uribe) dando a ele a chance de pleitear o (golpe) do terceiro mandato?

André Lux disse...

carlos, mídia independente quer dizer que ela não visa o lucro em suas atividades e que seus profissionais, mesmo precisando de dinheiro para sobreviver, não atrelam suas opiniões e convicções na defesa cega do "deus mercado".

Direitos humanos, luta por justiça social e igualdade são fatores que pesam mais nas decisões editoriais da mídia independente do que a simples defesa do sistema capitalista e seus barões, que é o que move a mídia corporativa.

E mais: a mídia independente assume suas posições ideológicas com clareza e honestidade, sobrando para o leitor a decisão de querer ou não acompanhá-la.

Diferente da mídia corporativa, que visa o lucro acima de tudo e de todos e reza pela bíblia do "deus mercado", mas se finge de imparcial, apartidária, isenta e vende opiniões e ideologia como se fossem leis imutáveis da natureza.

Foi o que aconteceu no caso do Chávez, que os sabujos da mídia golpista tanto criticam ao mesmo tempo que acham lindo um Uribe da vida fazer o mesmo. É apenas uma questão ideológica.

Eu, por exemplo, não acho nada de mais um terceiro mandato. Se o Lula quiser, eu apóio sem problemas. Não vejo isso como uma "ameaça à democracia" como pregam os Jabores e Mainardis da vida em mídias que bateram palmas e apoiaram, por exemplo, o golpe cívico-militar em 1964. Afinal, caberá à maioria da população a decisão de elegê-lo novamente ou não. Na Venezuela Chávez ganha todas e é por isso a revolta da turma da direita.

Essa indignação seletiva de vocês tem outro nome: hipocrisia. Ou então é ignorância e alienação mesmo, o que facilita a manipulação de corações e mentes.

ricardo lopes disse...

André, pelos comentários que li acima, simplesmente vc só mudou de lado.vc dizia que era papagaio de direita, agora vc é um papagaio de esquerda, falando o mesmo discurso hipocrita tipico dos esquerdistas:Justiça social, blá, blá, blá.Mas quando aparece uma oportunidade, não fazem nada, e quando fazem, só assistencialismo mesmo.A unica diferença entre o Lula e o FHC, é que Lula dá mais esmolas para os pobres, fazendo com que os pobres lhe sejam gratos, e assim garantido o curral eleitoral, da mesma forma que o ACM fazia.

André Lux disse...

Não concordo com a sua opinião, ricardo. Porém, é muito mais digno e louvável ser papagaio da esquerda do que da direita.

É sempre melhor defender justiça social, direitos humanos, igualdade do que elitismo, preconceitos, homofobia, etc, não é mesmo? ;-)

Eu pelo menos realmente acredito naquilo que defendo. Diferente do que fazia quando era um mero papagaio da direita, repetindo tudo sem refletir...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...