Postagem em destaque

SEJA UM PADRINHO DO TUDO EM CIMA!

Ajude este humilde blogueiro a continuar seu trabalho! Sempre militei e falei sobre cinema e outros assuntos sem ganhar absolutamente nada ...

segunda-feira, 9 de junho de 2008

Você decide: A mídia grande é canalha ou incompetente?

Quem não lê a imprensa alternativa não deve saber dos escândalos de corrupção que estão detonando o governo da dona Yeda Crusis, do PSDB, no Rio Grande do Sul.

A midia grande se faz de morta quando as denúncias atingem seus aliados políticos-ideológicos ou então dá míseras notinhas onde não mencionam nomes ou escondem os partidos dos acusados (quando são do PSDB, DEM e afins).

Mas, pasmem, se não bastasse tudo isso, alguns representantes do PIG (Partido da Imprensa Golpista) conseguem ser mais realistas que o próprio rei! É o caso do Jornal do Brasil que deu a seguinte manchete sobre o escândalos no governo tucano do RS:



E você, caro leitor, acha que isso é incompetência pura e simples ou canalhice da grossa? Na minha modesta opinião, é uma mistura das duas coisas. Tão acostumados a manipular as notícias em sua ânsia gigantesca de agradar os patrões golpistas que têm ódio do PT e de qualquer coisa que cheire a "esquerda", os pau mandados das redações acabam metendo os pés pelas mãos e produzindo aberrações como a evidenciada acima.

Azar deles. A cada dia que passa, a já tão combalida credibilidade da mídia corporativa (que visa o lucro acima de tudo e de todos) diminui ainda mais. Só mesmo aqueles tiozinhos hidrófobos e totalmente crentes na "imparcialidade" dessa mídia ainda acreditam nas asneiras que ela publica...
.

10 comentários:

Carlinhos Medeiros disse...

Eu, sinceramente André, tenho minhas dúvidas se isto não foi feito de forma propositada, pensada e medida.

Os cretinos procuram associar todo e qualquer escândalo ao PT.

Cristina Castro disse...

Barriga das grossas!

Na edição de hoje, tiveram que dar um "Erramos" na seção de carta dos leitores - prática não muito comum no Jornal do Brasil atual.
A matéria - correta - foi comprada da agência Folhapress. Mas o título e linha fina são feitos por editores do JB, que provavelmente nem leram direito o texto da agência e meteram um título qualquer.

Passei essa barriga a todo mundo que conheço, como exemplo do que não deve ser feito.

Acho uma pena ver como o JB está ficando decadente, tendo sido tão importante nos anos da ditadura, com contribuições irreparáveis à prática do bom jornalismo.

Só uma ressalva a seu post, André: tenho me informado sobre o escândalo de Yeda por meio do Estadão e da Folha, da "grande mídia". Eles não dão o mesmo espaço que deram a outros escândalos, mas estão fazendo uma cobertura correta, com direito a chamada quase diária na primeira página e colocação interna chamativa também.

O Jornal Nacional que está sendo uma vergonha: só ontem citou o caso da Yeda e só ontem falou da Alstom - exatamente um mês depois de o Wall Street ter publicado sobre as investigações na Suíça.

Abraço!

Cristina Castro disse...

Dica de blog que vem dando uma boa cobertura ao escândalo de Yeda: http://www.rsurgente.net . Abraço.

Cristina Castro disse...

Correção: o JN não é veiculado no domingo, logo, eu que dei barrigada agora. Eles falaram da Yeda e da Alstom na sexta =)

De qualquer forma, um mês depois do caso Alstom surgir na imprensa e com um grande atraso em relação ao início dos escândalos da Operação Rodin.

www.edbarreto.blogspot.com disse...

Caro André,

Vamos ver agora qual a desculpa esfarrapada que o jornal vai arranjar para justificar essa canalha atitude.
No vôo fatídico da Gol, a Rede Globo alegou que precisava de maiores detalhes para veicular a notícia para não levar pânico a famílias, só que, recentemente, a mesma sem checar a veracidade da informação, noticiou irresponsavelmente o choque de um avião da Pantanal com um prédio em SP.
Por mais que queiram negar, mas, são um bando de fascistas mesmo.
Abraços,
Edson
Salvador-Ba.

Cristina Castro disse...

Edson, não deram desculpa nenhuma. Apenas uma notinha de "Erramos" com um "Diferentemente do publicado assim, o negócio é assado", na página A8 do jornal de hoje. Seria uma boa se tivessem se explicado melhor, né.

Ary disse...

Eu tenho pra mim que isso foi um erro voluntário.Ora,é inverossimil que essa manchete tenha passado batida por todos os funcionários que trabalham na redação de um jornal,será possível que ninguem tenha visto esse erro grosseiro?
Ou então,como bem disse o Eduardo Guimarães,Pavlov pode explicar.Trata-se de um comportamento condiconado,automático,uma vez que certos jornagunços estão condicionados a bater no PT.Aí fazem essas cagadas.

Alberto Porém Jr. disse...

Bom Dia André;
Conferindo algumas notícias me deparei com a seguinte reportagem:
http://www.ideli.com.br/planejamento/index.php/conteudos/view/1072
- SISTEMA S: Estamos novamente com desvio de foco? observe que este sistem está a tanto tempo ai que não querem que seja remexido (FIESP?). É a mesma coisa com CREA E outras entidades que recebem verdadeiras fortunas para o bel prazer da ZELITE. O difícil é encontrar quem fale ou escreva.

ALBERTO PORÉM JR. disse...

VEJA ISTO:
...Yeda assumiu o governo do Rio Grande do Sul com a responsabilidade de arrumar o estado após três governos sucessivos do PT, que criaram um rombo nas contas públicas. Tomou medidas impopulares, o que representava um distanciamento da política rasteira. Parecia não agir com populismo, tão comum dos gaúchos, mas sim com correção.

(Editorial do Jornal O Estado do Paraná [10/06/2008])

Ricardo Melo disse...

André, veja mais esta. Agora foi a vez do Estadão:

Consumo do governo avança 4,5%

"Alta é a maior da série histórica do IBGE, iniciada em 1996; segundo instituto, eleições municipais puxam expansão".

Mais adiante, eles atacam:

"Na comparação dessazonalizada com o trimestre anterior, o consumo do governo foi o item do PIB do primeiro trimestre que mais cresceu pelo lado da demanda - o consumo das famílias teve expansão de 0,3% e os investimentos, de 1,3%. Anualizando-se esses resultados, o consumo do governo cresceu 19,25%; o consumo das famílias, 1,3%; e os investimentos, 5,3%".

Certo, os gastos do governo cresceram 19,5%. É claro, é o PAC em andamento. Certo?

Não é bem assim:

"Como é ano eleitoral, houve aumento dos gastos públicos, especialmente de Estados e municípios".

Ah, então "governo" inclui Estados - inclusive os governados pelos tucanos - e municípios.

Mas o melhor vem no final, só quem teve paciência vai entender a manipulação do PIG:

"Na série encadeada de quatro trimestres, que dá uma noção ainda melhor de longo prazo, fica claro que o PIB tem sido puxado pelo consumo das famílias, que cresceu 6,7%, e pelos investimentos, com 14,9%. Nesse critério, a alta do consumo do governo cai para 3,6%".

Mas, peraí! O que é que a manchete dizia mesmo????

http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20080611/not_imp187300,0.php

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...