Postagem em destaque

SEJA UM PADRINHO DO TUDO EM CIMA!

Ajude este humilde blogueiro a continuar seu trabalho! Sempre militei e falei sobre cinema e outros assuntos sem ganhar absolutamente nada ...

quarta-feira, 13 de setembro de 2006

Opinião: Sobre decepções e entusiasmos

Publiquei o comentário abaixo (ligeiramente alterado) no blog do jornalista Mino Carta, a quem muito admiro, porém cujas opiniões nem sempre endosso.



Sobre decepções e entusiasmos

Esperava bem menos de Lula. Torci para que o novo governo fosse capaz de segurar a economia, derrubar a inflação, parar de doar o patrimônio público e dar mais atenção ao social. Exigir mais de quem não tem maioria na câmara e enfrenta uma oposição forte e apoiada pelos barões da mídia? Como diria o sr. Spock: "ILÓGICO!". Mas não é que Lula e sua equipe conseguiram tudo isso e muito mais?

- Por André Lux

Entendo perfeitamente a posição do jornalista Mino Carta em relação ao PT, publicada em seu blog pessoal. Ele ficou decepcionado com o partido quando este chegou ao poder. Esperava mais, muito mais!

Sou petista desde que adquiri consciência política, aos 19 anos, depois de longo período de total alienação e defesa de valores conservadores que meus familiares "aspirantes à elite" e a mídia me enfiavam goela abaixo.Confesso que não estou decepcionado com o PT no poder. Talvez porque a decepção seja resultado de expectativas exacerbadas e ilusórias que se colocam sobre fatores que fogem ao nosso controle e a uma lógica linear. É a bendita exigência de perfeição que colocamos nos ombros dos outros, como vendas para nos cegar da nossa autocomiseração.

Sinceramente, eu esperava bem menos do governo Lula. Primeiro por causa do tremendo abacaxi-bomba que FHC e seu bando deixaram para trás. Segundo, porque sabia que a direita e sua mídia corporativa não iam dar trégua ao ex-metalúrgico nem por um minuto. Tendo em vista esse cenário altamente explosivo, torci para que o novo governo fosse capaz, ao menos, se segurar a economia, derrubar a inflação, parar de doar o patrimônio público para a corporatocracia e dar um pouco mais de atenção ao social. Exigir mais de um governo que não tem maioria na câmara e enfrenta uma oposição forte e apoiada pelos barões da mídia? Como diria o sr. Spock: "ILÓGICO!". Mas não é que Lula e sua equipe conseguiram tudo isso e muito mais? Portanto, decepcionado eu? Negativo, chefe!

Além disso, nunca achei que o PT fosse o partido dos "santos" ou mesmo extremamente coerente, formado apenas por vestais da ética e da lógica. Pelo contrário, sempre vi o Partido dos Trabalhadores como uma "panela de pressão" formada a partir das brutais lutas trabalhistas e da vontade de mudar a realidade do país para melhor. O PT é formado a partir de uma vasta gama de crenças, valores, origens sócio-econômicas e ideologias - muitas vezes contraditórias - misturadas numa salada meio indigesta, porém saudável e orgânica. Essa incongruência é ao mesmo tempo a força e a deficiência do PT, mas também é aquilo que lhe dá vitalidade representativa e capacidade de renovação.

Para mim sempre foi óbvio que, chegando ao poder máximo, muitos do partido iriam se corromper, se deslumbrar e até se debandar para o outro lado. Dito e feito. Porém, ao contrário de muitos esquerdistas, vejo isso como algo natural e até benéfico. Afinal, só se aprende, errando. E só erra quem tenta fazer, não é mesmo?

Felizmente, os petistas estão aprendendo com seus erros e tentando realinhar o partido em busca dos ideais que tanto nos emocionam. Uma postura muito mais digna e corajosa do que a daqueles que se debandaram para outras agremiações na hora que o caldo entornou. É nos momentos de dificuldades e de desafios que os covardes aparecem, fugindo da raia e se escondendo sob novas máscaras... Posar de vestal é sempre mais confortável do que meter a mão na lama, não é mesmo senhores Plínio de Arruda Sampaio, Heloísa Helena e afins?

Talvez o fato de eu ter sido um "direitista à reboque" até os meus 19 anos tenha me ajudado a não ser tão exigente com as pessoas que, bem ou mal, estão lá na linha de frente colocando suas caras para bater no dia a dia da terrível maneira de se fazer política no Brasil. Pessoas que têm que matar um leão por dia enquanto vêm suas vidas e reputações destruídas por uma mídia asquerosa que anda de braços dados com o que há de mais torpe e espúrio no mundo.

Isso não quer dizer que o governo Lula não mereça ser criticado. Nem que os que chafurdaram na lama não devam ser punidos. Longe disso.

Mas não podemos nunca esquecer que a direitona tupiniquim teve mais de 500 para testar e aperfeiçoar suas formas de dominação sobre as massas. O PT só tem 26 anos e chegou ao poder central há 3 para tentar mudas o estado das coisas.

Decepção? Pelo contrário! Entusiasmo seria a palavra certa. Entusiasmo e esperança. Sem isso, a vida não vale nada. Sem isso, a direita triunfa e nos humilha. Decepcionado estaria se Serra fosse o atual presidente. Ou se Alckmin estivesse à frente nas pesquisas. Ou se FHC fosse querido pelo povo...

Obrigado pela atenção.

* * * * * * * * * * * * *

E, por falar em decepção, o cartum abaixo expressa bem esse sentimento...
(Refiro-me ao Caetano Veloso, é claro, não aos tucanos que nunca enganaram ninguém.)


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...