Postagem em destaque

SEJA UM PADRINHO DO TUDO EM CIMA!

Ajude este humilde blogueiro a continuar seu trabalho! Sempre militei e falei sobre cinema e outros assuntos sem ganhar absolutamente nada ...

segunda-feira, 18 de setembro de 2006

Mídia: Jornalismo panfletário

O surrealismo da mídia e os novos bobos da corte neoliberal

O comportamento da mídia corporativa do Brasil é mesmo surreal. Onde mais um ex-guerrilheiro vira xodó da revista VEJA, de longe a mais reacionária e anti-democrática? Onde mais uma denúncia feita contra um candidato da direita é transformada numa denuncia contra um suposto comprador de dossiês? Onde mais acusadores confiáveis (quando atacam a esquerda), viram safados interesseiros (quando as mesmas denúncias são contra alguém da direita)?

- Por André Lux, jornalista

Caro leitor, não pretendo me aprofundar nas questões analisadas nem mesmo fazer julgamentos desse ou daquele personagem. Quero apenas evidenciar fatos que confirmam o quanto a nossa imprensa corporativa tem rabo preso com tudo, menos com os seus leitores. Se não, vejamos...

A família Vedoin é acusada de inventar (ou aperfeiçoar) o esquema das compras de ambulâncias superfaturadas, que já existia até mesmo antes do governo FHC. Foi só agora, no governo Lula, que esse escândalo veio à tona, por uma razão simples: nunca se investigou tanto os crimes do colarinho branco, aqueles que envolvem políticos, autoridades e outras figuras que a gente costuma ver apenas em revistas como Caras e nas colunas sociais da Folha de São Paulo.

Mas, surpresa das surpresas. Quando foram pegos com a boca na botija, os acusados da família Vedoin começaram a acusar membros do governo Lula! Até aí, tudo bem. Qualquer pessoal de bom senso sabe que, quando alguém é pego com a mão na cumbuca terá como primeira reação fingir-se de inocente e, depois, sair acusando aqueles que o flagraram para tentar desviar a atenção. Dito e feito. Mas, estranhamento (ou não?), toda a nossa imprensa "imparcial" saiu divulgando as acusações dos acusados contra petistas e afins em letras garrafais, como se fossem verdades factuais. Igual fizeram no chamado "mensalão", que alias nunca foi provado.

Infelizmente (para eles), essa tática suja não colou e Lula continuou subindo nas pesquisas. Pior, com o aprofundamento das investigações sobre os "sanguessugas" surgiram evidências cada vez mais fortes do envolvimento de políticos da direita (PSDB, PFL, etc.), especialmente o José Serra, então Ministro da Saúde do governo FHC. "Opa, sujou!", devem ter exclamado os capachos da direita que vendem seus corações e mentes para panfletos como a Folha de São Paulo, Estadão, Veja, Época e afins.

A partir daí, nada mais foi falado sobre o tal escândalo. Silêncio. Afinal, só vale dar destaque quando tem petista envolvido ou quando alguém aponta o dedo para um membro do PT. Se as acusações são feitas contra um direitista, a mídia reage com vigor e... duvida do acusador, o mesmo que antes era confiável!

No final de semana iniciado na sexta-feira, 15 de setembro, as tintas surrealistas dessa guerra de nervos chegaram à raias do absurdo. Mais um membro da família Vedoin foi preso. E disparou: "Quando Serra era Ministro, foi o melhor período para nós". Tirando as revistas IstoÉ (que trouxe na capa as denúncias contra o atual candidato ao governo de São Paulo) e Carta Capital, nenhum outro órgão de imprensa tupiniquim deu qualquer destaque à notícia bombástica. Pelo contrário. Analisem e tirem suas próprias conclusões:

1) A Veja trouxe uma matéria elogiosa ao deputado Fernando Gabeira, ex-comunista e ex-petista que agora adora atacar o PT. Além disso, é membro da CPI das sanguessugas, onde tem se destacado como um dos principais membros da tropa de choque que faz de tudo para blindar os políticos da direita. Para Veja, panfleto de extrema direita da família Civita, Gabeira é um exemplo de político do bem, responsável, ético, íntegro. É o tipo de "esquerdistas" que a direita adora, mais um bobo da corte neoliberal. Precisa dizer por quê?

2) Estadão e Folha de São Paulo trouxeram, no domingo, manchetonas idênticas na capa: "Petista comprou dossiê contra Serra". Vejam só, que engraçado. A notícia não é Serra ter sido acusado pelos principais envolvidos no escândalo, mas sim o fato de um suposto petista (ninguém sabe quem é) ter comprado um dossiê contra o Serra! E quem faz tal acusação contra o tal petista é o advogado de um dos acusados...

Seria até engraçado, se não fosse tão trágico. Seria patético, se não fosse tão assustador.

Depois quando alguém diz que existe uma conspiração golpista contra o governo Lula, para tentar colocar a turma da direita de novo no poder, dizem que essa pessoa é paranóica. Sinceramente, não acho que exista uma conspiração - que significa algo sendo feito às escondidas. Não, o que está acontecendo no Brasil hoje é simplesmente uma tentativa de golpe, clara e aberta, onde os donos da imprensa corporativa (via seus capachos e seus auto proclamados "formadores de opinião) fazem o papel das forças armadas no golpe de 64.

Não é à toa que qualquer proposta de redemocratização ou de controle da mídia seja atacada com fúria assassina pelos barões da mídia corporativa brasileira. Afinal, a troco do que eles vão aceitar ter que começar a jogar de acordo com regras democráticas e justas (como, alias, acontece na maioria dos países do dito "primeiro mundo") se hoje eles podem fazer de tudo para defender os seus interesses e daqueles que os financiam - inclusive acusar, linchar e denegrir seus inimigos -, sem que ninguém possa fazer nada contra eles?

A verdade é que o comportamento da mídia corporativa do Brasil é mesmo surreal. Onde mais um ex-guerrilheiro vira xodó da revista VEJA, de longe a mais reacionária e anti-democrática? Onde mais uma denúncia feita contra um candidato da direita é transformada numa denuncia contra um suposto comprador de dossiês? Onde mais acusadores confiáveis (quando atacam algum partido de esquerda), viram safados interesseiros (quando fazem as mesmas denúncias contra alguém da direita)?

Só mesmo no Brasil...

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...